Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Envie seu texto
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Alta Magia Cabala 13 coisas que aprendi com o kabbalista Rav Berg

13 coisas que aprendi com o kabbalista Rav Berg


Billy Phillips

Karen e Rav Berg1. É fácil sentar no alto de uma montanha e meditar. Mas quem pode sentar no alto do próprio ego e refreá-lo no meio de uma luta? Pare de deixar o ego reagir tentando estar certo sempre e tente focar em deixar ele diminuir, especialmente quando você está com a razão! Meditações na montanha não são kabbalah. Vencer o ego no meio de uma briga é.

2. Ao atingirmos nosso propósito de compartilhar o mundo incondicionalmente, mudando aquilo que nos impede de fazê-lo faremos nossa alma reinar sobre nosso interesse próprio e nosso ego, então estaremos acima dos anjos. Se não fizermos isso estaremos abaixo dos vermes. Porque? Um verme está fazendo o que o Criador queria que ele fizesse. Nós não.

3. Quando um físico olha para um elétron, ele está olhando para o espelho, olhando diretamente para a substância da sua própria consciência. Mas ele não sabe isso. Por que? Por causa de sua consciência limitada,   feita de interesse proprio que o impede de ver a consciencia como raiz de toda realidade. Precisamos ver além do ego em todos os pensamentos e ações ANTES de podermos ver que a consciência é o fundamento de todos os seres.

4. Sir Isaac Newton, o maior cientísta da história disse que Platão: “aprendeu suas ideias dos Kabbalistas." Ele também aprendeu.

5. O que acreditamos é o que iremos ver e experenciar. Nós acreditamos na existência da morte e que este mundo é a unica realidade - assim eles persistem.

6. Nós lutamos nos 99% níveis da consciência. Nossos desejos, impulsos nervosos conflitam com nossa habilidade de silenciar e compartilhar. Isso gera o 1% que é o plano fisico. E o resultado é a vida que temos agora.

7. Todos nós temos as respostas. Para tudo. Mas nós seguramos as respostas dos outros e outros seguram nossas respostas. É por isso que devemos compartilhar! Agora vá responder as orações de alguma outra pessoa.

8. No momento que aceitamos ser a causa de nosso próprio caos adquirimos o poder de ser a causa de nossa solução. Uma mentalidade vitimista é uma prisão da qual não podemos escapar. Responsabilidade é liberdade.

9. Rabbi Shimon Bar Yochai tem o poder — É o poder - de libertar qualaquer um de qualquer julgamento. Este é o poder do Zohar.

10. Todas as pessoas são religiosas porque todas as pessoas são crentes. Ateus acreditam na Não Existência de D'us. Descrentes acreditam em não ter crenças. Crença = intolerancia. Verdade inclui tolerância. Você sabe que chegou a verdade quando ela remove a intolerancia e gera respeito e apreciação por todos.

11. Jesus era um Kabbalista. Duh!

12. Nos estamos neste mundo para nos tornar a causa de um mundo perfeito. Há duas formas de atingir isso: Pelo caminho do sofrimento, que gradualmente mudará o mundo, geração após geração  e levará 7000 anos. Ou pelo caminho de render o ego, aceitando a dor da sua perda e compartilhando. Este é o único livre arbítrio que temos - escolher ser causa por sofrimento ou compartilhando. Uma massa crítica de compartilhamento pode atingir o objetivo de um mundo perfeito em uma geração.

13. Homens não tiveram os culhões ou a habilidade de trazer a Kabbalah ao mundo durante a história. Foi preciso uma mulher. A única mulher na história que fez isso. Karen Berg. Seu histórico ato de mundança até hoje apavora dos homens.

 

Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.