Arkansas ainda expulsa ateus dos serviço público — Morte Súbita inc.
Morte Súbita
Revendo as leis dos homens desde 1996

Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Blog Arkansas ainda expulsa ateus dos serviço público

Arkansas ainda expulsa ateus dos serviço público


Revendo as leis dos homens desde 1996

Se Deus existir ele deve estar preparando um lugar no céu para os ateus do meio-oeste norte-americano.  Para uma país que diz defender a liberdade individual os EUA ainda possui manchas importantes no currículo. E uma delas está na Constituição do Arkansas que ainda nega alguns direitos básicos aos ateus do estado.

Segundo o Artigo 19, seção 1 da Constituição do Arkansas :

''Nenhuma pessoa que negue  a existência de Deus deve ocupar qualquer escritório ou departamento civil do Estado, nem ser considerado competente como testemunha na corte.''

Você não entendeu errado, um descrente no Arkansas não pode trabalhar para o governo nem testemunhar caso assista um assassinato.

Antes tarde do que nunca, tal absurdo motivou o congressista Richard Caroll a propor este ano uma emenda na Assembléia Geral do Estado abolindo tal lei. Carrol está simplesmente tentando atualizar a constituição de seu estado. Tais práticas já foram consideradas ilegítimas pela Suprema Corte Norte-americana em 1961 mas ainda é praticada por pelo menos seis estados da Federação. Não será uma mudança fácil de se fazer.
 
Esta é apenas uma das frentes que os descrentes precisam combater, na 'terra das oportunidades', lembrando que se trata de um dos países mais orgulhosos de sua democracia. Deus salve a América... do fanatismo.


Ações do documento