Budha procura novo emprego! — Morte Súbita inc.
Morte Súbita
Om Mani Padme Hummmmmmmmm... é ai mesmo querida, que deus o cacete! desde 1996

Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Blog Budha procura novo emprego!

Budha procura novo emprego!


Om Mani Padme Hummmmmmmmm... é ai mesmo querida, que deus o cacete! desde 1996

Imagine mal ter completado um ano de vida e ser reconhecido como a divindade reencarnada. Você nem precisou fazer nada, nem teve trabalho nenhum. Chegam monges, te pega, levam para um templo, te colocam sentado em um trono e te adoram. Recebe um séquito de 5000 monges, seus adoradores, exército particular para cuidar de você e tudo o que lhe diga respeito. O que mais você desejaria da vida?

Bem, Osel Hita Torres, sabia o que mais queria. Quando criança, ele foi colocado em um trono e adorado por monges que o tratavam como um deus. Duas décadas depois, o garoto que foi apontado pelo Dalai Lama como a reencarnação de um líder espiritual causa consternação entre os budistas ao virar as costas à ordem que depositou nele altas esperanças.

Assim que completou 18 anos conseguiu fugir do monastério onde vivia, renunciou ao nome de Lama Tenzin Osel Rimpoché e foi para Madri estudar cinema.

Em entrevista ao jornal espanhol El Mundo o "menino lama", que hoje tem 24 anos, conta que "Era como viver uma mentira. Com 14 meses de idade já me haviam reconhecido e me levado à Índia. Eles me vestiram com um gorro amarelo, me sentaram em um trono. Eles me tiraram da minha família e me enfiaram em uma situação medieval que me fazia sofrer muitíssimo".

Hoje ao invés de levar uma vida monástica usa jeans e os cabelos compridos. Trocou os cânticos e orações pelo rock 'n' roll.

Aparentemente a divindade não é tudo para alguém. Tomado pelas mesmas dúvidas que talvez tenham levado o criador a dizer: Faça-se a luz!, naquela quarta feira fatídica, Torres afirma: "A infância é o período mais importante da vida, porque é quando a pessoa se forma, e a minha foi frustrante e cheia de sofrimento. Há muitos aspectos em que ainda preciso amadurecer: convivência, sociabilidade, conhecer-me melhor e saber quem sou."

É claro que como tudo que diz respeito ao mundo dos homens, não foi a mera filosofia que inspirou Torres a virar as costas a seu caráter sagrado de reencarnação do venerável Lama Yeshe, e fugir do mosteiro de Sera onde viveu dos 8 aos 18 anos. Quando afirmou que precisa amadurecer em vários aspectos ele se referia em parte às relações com as mulheres, e como poderia ser diferente? Durante os 12 anos que passou confinado, sob rígidas ordens religiosas, o "jovem Lama" ficou sem televisão e futebol, na companhia de cinco mil monges homens. Hoje, Torres o ex "menino dourado" está amadurecendo com ajuda de sua namorada.


Ações do documento