Kuwait iguala crítica ao Islam à apologia as drogas — Morte Súbita inc.
Morte Súbita
Sem papas nas linguas desde 1996

Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Blog Kuwait iguala crítica ao Islam à apologia as drogas

Kuwait iguala crítica ao Islam à apologia as drogas


Sem papas nas linguas desde 1996

O Procurador Geral do Kuwait, Sr. Hamed al-Othman disse a agência de notícias AME'INFO que este país do Oriente Médio em breve terá uma lei que irá criminalizar qualquer ofensa feita na internet à sua religião oficial, o Islamismo. A Lei colocará o ato de contestar a autoridade de Maomé no mesmo nível criminal da pedofilia, apologia as drogas e crítica ao governo.

Em entrevista com o jornal local Al-Qabas, o procurador disse que os "criminosos" serão punidos com um ano de reclusão. O detalhe é que se a pregação anti-islâmica for feita para crianças a pena pelo crime pode subir para até sete anos. Uma pena até que leve se comparada com a que o Sharia, a jurisprudência religiosa realmente recomenda. A tradição ensina segundo relato de Abdullah Ibn Massud (r.a.) que Maomé disse:

“Verter o sangue de um muçulmano é ilícito a não ser por três razões: uma vida por outra vida, uma pessoa casada que cometa adultério e para aquele que renegar a sua religião e abandonar sua comunidade."

De qualquer forma quem morre no Kuwait e nos demais países muçulmanos hoje é a liberdade. Outra triste baixa para a livre expressão de pensamento e de culto nas terras árabes. Por sorte isso ainda não impedirá os internautas kuwaitianos visitarem sites blasfêmos hospedados no exterior. E se por mais sorte ainda algum deles entenderem português, nós do Morte Subita inc. teremos algumas coisas para lhes mostrar.


Ações do documento