Mulher é expulsa do Miss Toronto por ser bruxa — Morte Súbita inc.
Morte Súbita
Tirando a sorte desde 1996

Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Blog Mulher é expulsa do Miss Toronto por ser bruxa

Mulher é expulsa do Miss Toronto por ser bruxa


Tirando a sorte desde 1996

Stephanie Conover, a Miss Canadá Plus 2007 foi proibida de participar como jurada do concurso Miss Toronto Tourism. O motivo? Aparentemente Stephanie sabe ler tarô. E tarô é coisa de bruxas. E bruxas merecem a fogueira... er.. quer dizer... não podem ser juradas.

A alegação oficial do comitê organizador do evento é a seguinte;

"A leitura do tarô e do reiki fazem parte do oculto e não é aceitável por Deus, os judeus, muçulmanos ou cristãos(...) Aceitamos todas as religiões e todas as nacionalidades, mas as rejeitaríamos se estivessem envolvidas em bruxaria. (...) Queremos alguém com os pés no chão, não alguém no lado obscuro das coisas".

Quando lemos a sessão de horóscopo em um jornal ou revista, aquela coluna que passa como besteira para alguns, e como oráculo do destino para outras, não dos damos conta de algumas conquistas que já foram realizadas em nome da liberdade de religião. Mas o quão para trás você acha que a Idade Média ficou no marcador da história quando algo assim acontece? E o quão rápido podemos voltar para ele ao considerarmos que o lugar onde isso aconteceu é uma das maiores potências democráticas da atualidade?

Aparentemente Stéphanie cometeu o erro de contar a verdade sobre si mesma ao preencher a pequena biografia solicitada pela organização. Mas uma coisa é certa: ela não deve ter consultado as cartas antes de responder o formulário de inscrição.


Ações do documento