Pirahãs: A tribo que converteu um missionário ao ateísmo — Morte Súbita inc.
Morte Súbita
Catequizando os catequizadores desde 1996

Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Envie seu texto
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Blog Pirahãs: A tribo que converteu um missionário ao ateísmo

Pirahãs: A tribo que converteu um missionário ao ateísmo


Catequizando os catequizadores desde 1996

Recente reportagem da BBC Radio trouxe uma história curiosa de uma selva que recebeu um missionário e devolveu ao mundo mais uma ateu. A história resumida pelo site freethinker.co.uk começa com um missionário norte americano disposto a pregar sua fé aos índios sulamericanos mas que acaba conhecendo os Pirahãs. Uma tribo de gente em contato com a natureza e absolutamente secular. Um povo que terminou por convencer o pregador cristão a se tornar ateu.

Daniel Everett, 57, linguista da cadeira de Língua, Literatura e Cultura da Universidade de Illlinois disse ao apresentador da BBC, John McCarthy que seu objetivo era levar a alegria da fé cristã aos "povos primitivos", mas acabou descobrindo que aquelas pessoas já eram felizes. De fato, segundo ele muito mais felizes do que a maioria do cristãos que ele conhecia.

A primeira estratégia de Everett foi traduzir o Evangelho de Lucas para a língua dos Pirahãs e fazer uma leitura para os membros do grupo. Mas qual a surpresa do missionário ao ver que mesmo interessados na história, os índios resistiam a toda tentativa de conversão. Os Pirahãs perguntavam se ele próprio havia presenciado todos os milagres que eram contados, e ele teve que admitir que não. Admitiu que simplesmente estava passando adiante o que haviam contado pessoas que por sua vez também não testemunharam nada daquilo.

Para os Pirahãs o mundo é como sempre foi e não há nenhuma deidade suprema. Além disso não existem quaisquer mitos da criação, ou súplicas em sua cultura. Eles não demonstraram qualquer necessidade de Deus, religião ou autoridade política ou religiosa para viverem suas vidas.

Ainda segundo freethinker.co.uk o zelo do missionário logo se dissipou. Convencido de que os Pirahãs não apreciavam qualquer significado espiritual da Bíblia, Everret finalmente admitiu que ele mesmo não conseguia mais levá-la a sério. Ele se declarou ateu.

Sua honestidade intelectual lhe custou um casamento, vários amigos e a perda de contato com dois de seus três filhos. Sua trajetória com os Pirahãs é contada em seu livro: "Don’t Sleep There are Snakes.", eleito o Livro da semana pela própria BBC Radio 4 que nos trouxe a história.


Ações do documento