Porque minha magia não deu certo? — Morte Súbita inc.
Morte Súbita
por Raldur, o pagão errante

Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Blog Porque minha magia não deu certo?

Porque minha magia não deu certo?


por Raldur, o pagão errante

magicianUma das perguntas mais frequentes recebida pela Morte Súbita Inc. é "porque as magias que faço não fluem?".

Esse questionamento tem como base um fator interessante: a nossa descrença do nosso próprio poder. A falta de conhecimento sobre os fundamentos da magia nos faz muitas vezes desacreditar da mesma, assim como o sólido conhecimento porém sem a camada de (auto) analise.

Quando se temos uma meta, devemos traçar estratégias: magia é estratégia da mesma forma que qualquer outra coisa em nossas vidas. Vamos pegar um exemplo simples: um empresário deseja fazer sua loja prosperar. É uma ideia muito difundida dentro da magia, conseguir dinheiro com a mesma. O pacto por riqueza é algo tão senso comum que não há como não ter se deparado com essa ideia. Mas nem tudo é pacto. Muito da magia flui do próprio poder pessoal do magista e da sua habilidade de unir fatores externos (como a lua e/ou tabelas planetárias) a sua força mental.

Para este caso, por exemplo, como magista dividiria essa meta da seguinte forma:

1) Purificava o ambiente;

Purificar o ambiente é essencial para qualquer magia. Assim como fazer magias para remover obstáculos que possivelmente travam o negócio. Utilizando consultas com oráculos, o magista deve avaliar a situação e ver se é necessário apenas um banimento rotineiro ou algo mais forte, com uso de magia de ervas, por exemplo. A avaliação da situação é o fator chave para avaliação do modus operandi dentro do ambiente. Verificar também se há possíveis magias contra o negocio e procurar quebra-las através de banimentos adequados, é essencial. Essa limpeza do caminho possibilita o magista começar a trabalhar magicamente. 

Muitas vezes, fazer magia diretamente para a prosperidade é um fator de falha. Caso tenha obstáculos astrais no caminho, os mesmos barrarão a magia e ela por sua vez, irá se manifestar com menor força - e assim os resultados serem pequenos - ou então se anulará.

2) Magia de Glamour;

Como bem conhecido, magia de glamour consegue atrair ou dissolver o interesse das pessoas por algo, alguém ou local. No caso, eu iria fazer magia de glamour em cada funcionário que eu tivesse para que eles, consigam fidelizar cada cliente que entrasse na loja. O Glamour é uma técnica muito forte e conhecida em bruxaria, e o próprio Crowley temeu essa técnica quando enfrentou uma vampira que machucava seu discípulo. Através da magia de glamour, procuraria ressaltar o carisma, simpatia de cada funcionário que tivesse em minha loja.

3) Atração de Clientes;

Após preparar o ambiente, encantar os funcionários, aí então eu começaria minha proposta em atrair clientes. Se eu fosse usar magia de ervas, usaria defumações e/ou banhos de chão com ervas ligadas a prosperidade. Magia sexual também é uma magia fortíssima para assuntos materiais. Eu poderia combinar as técnicas, para ampliar o poder, por exemplo com tabela planetária: toda quinta feira (dia de Júpiter), ou em quarta feira(dia de mercúrio) poderia repetir os feitiços para atrair clientes, caso quisesse ser mais especifico, poderia programar para que minha primeira magia para atração caísse numa lua crescente em um horário de Júpiter ou mercúrio.

Lembrando que feitiços de atração por sua natureza, quanto mais são reforçados, melhores são os efeitos.

4) A Manutenção;

Assim como limpar a casa, tomar banho ou qualquer outro procedimento, magia também deve ser repetida. Repetir a magia faz com o que o efeito se fixe. Muitos magistas costumam fazer inicialmente uma vez a cada semana, depois uma a cada quinze dias e depois uma por mês. Obviamente, cada magista vê sua necessidade, os efeitos de suas praticas e então os adapta para seu objetivo.

Para esse exemplo simples, vale lembrar que fiz algo que requer manutenção - diferente se por exemplo, fosse um processo na justiça. Nesse caso faria a abertura de caminhos e então um encanto sobre os advogados envolvidos e um sobre o juiz para ser favorável a mim. Assim que eu ganhasse o processo, não haveria mais necessidade de manter essa magia. Como eu quis passar nesse texto, eu potencializo muito mais minha magia, dividindo meu objetivo para cumpri-lo que muitas vezes indo com excesso de sede ao pote.

Não estou dizendo de forma alguma que, ir direto ao ponto não funcionaria. Pode funcionar. Mas magia em termos de porcentagem, é melhor procurar reduzir a maior parte dos fatores que poderiam atrapalhar (má vontade dos funcionários, energia pesada no ambiente e até qualquer feitiçaria contra a loja) do que simplesmente começar a realizar feitiços para prosperidade.

Dessa forma, eu aumento as chances de sucesso da minha magia.

Vale ressaltar que magia nenhuma substitui o físico. Não adianta eu realizar um feitiço de harmonia para meu relacionamento se eu não busco através de minhas atitudes, ter harmonia.  Não vou conseguir atrair dinheiro para minha loja, se eu/meus funcionários nos portamos mal, somos mal treinados e/ou não cuidamos de nossa aparência pessoal. Magia torce a realidade, mas nunca quebra. Através de atitudes no plano físico alinhadas com meu objetivo, junto ao uso de técnicas mágicas, eu consigo atingir minha meta.

Por isso aprenda muitas técnicas de magia, aprender nunca é demais.

Que Hermes o abençoe.

 


Ações do documento