Sinead O'Connor pede renuncia do Papa — Morte Súbita inc.
Morte Súbita
Nothing Compares 2 U desde 1996

Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Envie seu texto
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Blog Sinead O'Connor pede renuncia do Papa

Sinead O'Connor pede renuncia do Papa


Nothing Compares 2 U desde 1996

Já se foi o tempo em que os religiosos faziam sermões contra os astros da música. Recentemente foi o contrário que aconteceu quando a cantora irlandesa Sinead O'Connor exigiu o impensável:  renúncia de um Papa. Segundo notícia recente Sinead foi levada a este ato após tomar conhecimento de um relatório oficial do governo irlandês que prova o acobertamento dos líderes da Igreja quanto a crimes de abuso sexual em crianças a mais de 30 anos.

A cisma dos irlandeses contra Roma não é novidade nenhuma, mas para a cantora três décadas é mais do que o suficiente para provar cumplicidade:

"Eu exijo que o papa renuncie por seu silêncio desprezível sobre a questão e seus atos de não cooperação com o inquérito (...) Os papas não tiveram problemas em dar suas opiniões quando quisemos pílulas anticoncepcionais ou o divórcio (...) Não tiveram problema em criticar o Código Da Vinci. Nenhum problema em criticar Naomi Campbell por usar uma cruz adornada com joias. Mas quando se trata dos males feitos por pedófilos vestidos de padres, eles ficam em silêncio. É grotesco, inacreditável, bizarro e inédito. Eles não defendem nada além do mau."

Fazemos coro com a bela voz de Sinead. O estadista Bento XVI disse estar chocado com o relatório do governo, mas não se dignificou a responder a provocação da cantora. Falar é prata, mas o silêncio é ouro. E de ouro e silêncio o Vaticano entende.


Ações do documento