Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Envie seu texto
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Cultos Afros Livros Manual Vodu Trabalhos com os espíritos Hudu

Trabalhos com os espíritos Hudu


O mago pode necessitar para sentir-se feliz uma boa saúde, bens materiais suficientes para não sentir-se incômodo em seu trabalho de dedicação mágica, um par adequado para completar e preencher sua vida e por último uma corrente de conhecimento que lhe ilumine constantemente no caminho.

Tudo isso pode ser obtido com a Vontade do indivíduo e com a ajuda dos espíritos. Os Hudu estão aqui precisamente para ajudar o homem nestes empreendimentos; são como anjos e demônios das religiões judaico-cristãs. Necessitam contato humano para sua própria missão e por sua vez para ajudam o homem no seu próprio desenvolvimento. 

A aproximação a estes espíritos faz-se mediante certas cerimônias rituais de tipo mágico. Ainda que algumas pessoas com capacidade natural ou adquirida mediante desenvolvimento esotérico possam contatar diretamente com estes espíritos somente com o direcionar sua mente para eles, a realidade é que maioria das pessoas, inclusive os iniciados necessitam de certas operações rituais mágicas para invocá-los.

Por sua vez, os métodos para atrair os espíritos são mais efetivos se contém elementos mentais e físicos, porque o ambiente apropriado, os símbolos e os ritos que se efetuam condicionam a mente do mago para que esta coloque-se em um estado especial propício para o contato. Os elementos físicos potencializam a mente do mago, o qual emite certas radiações em suas invocações; estas são percebidas pelos espíritos no plano astral que vão ao encontro delas, tomando contato com o invocante.

Porém não devemos pensar que os espíritos Hudu só podem proporcionar benefícios materiais aos que os invocam. Este espíritos tem também o poder de desenvolver a mente do mago. Eles vêm do plano astral, que é o que compõe as camadas mais profundas da mente, ali onde as idéias tomam forma. Daí que estes espíritos proporcionem uma maior riqueza de imagens no mago que os invoca, favorecendo sue poder mental e as faculdades paranormais em sua psiquê.

Este aumento de poder mental se traduzirá geralmente em um maior controle da mente dos demais, o qual pode ser benéfico para o mago nos casos em que tenha que exercer sua autoridade sobre outras pessoas de nível espiritual inferior. Muitas vezes, por razões de autodefesa ou por outras de boa índole, necessitamos controlar a outras pessoas e dirigi-las para seu bem ou para o nosso. Então é muito útil o poder de ter controle mental sobre os demais, e uma das formas de consegui-lo é com a ajuda dos espíritos Hudu.

Os espíritos em realidade não são maus, não atuam negativamente. O que ocorre em relação á presença do mal neste planeta é que durante milênios, a humanidade tem estado gerando influências negativas, forças mentais envenenadas que atuam sobre o psiquismo coletivo afetando as pessoas que não sabem defender-se delas. Não são espíritos de nenhum tipo senão larvas astrais geradas pelo homem. Para evitar seus efeitos, o homem deve dirigir-se aos espíritos para que lhe ajudem com sua bondade a evitar estas más influências.

Porém existem pessoas que tem má sorte, que sempre estão frustradas, que tudo lhes sai mal e outras que são felizes e não fracassam em seus objetivos. Podemos dizer que as primeiras estão sob a influência negativa destas larvar astrais que são atraídas por elas mesmas e em contrapartida as segundas atraíram aos espíritos que lhes ajudam em seus empreendimentos.

Os espíritos Hudu ajudam também nos assuntos econômicos, tanto na busca de melhor trabalho, como também nos jogos de azar. Acontecem casos de pessoas que têm conseguido um bom trabalho ou acertar na loteria ou sorteios, etc., por meio da ajuda dos espíritos. Eles ajudam a escolher os números que serão premiados se lhes é pedido sinceramente e sem desejos de cobiça para este fim.

O mesmo ocorre em relação à busca de um par para compartilhar a vida e o amor. Os espíritos ajuda a realizar a atração necessária para que a pessoa adequada chegue a contatar e a relacionar-se com o invocante, criando-se assim as bases para que o amor surja entre eles. Os Hudu podem apressar o encontro com esta pessoa.

Os espíritos Hudu também potencializam a sexualidade do mago que os invoca. A sexualidade no Vudu não é vista como algo negativo, muito antes pelo contrário. Os indivíduos com uma má ou baixa sexualidade são considerados negativos, porque a sexualidade é algo necessário na vida.

A atração sexual que se sente por outra pessoa é devida à busca do fluido sexual que se desprende da pessoa em questão. Trata-se de uma fluido eletromagnético que emana do corpo físico. Isto é o que faz o homem ser atraído pela mulher e vice-versa. Trata-se da necessidade de absorver este fluido dos corpos físico-etéreo, astral e mental da outra pessoa. Esta atração é espontânea e normal e é tão necessária para a saúde mental e corporal das pessoas como comer e respirar.

O contato sexual é antes de tudo um ato de ingestão de energia polarizada proporcionada pelo parceiro como uma forma real de alimento. Inclusive a masturbação proporciona também este fluido. Os fluidos elétrico e magnético existem nos nossos corpos físico-etéreo, astral e mental. Os homens têm abundância de fluido elétrico (elemento Fogo) enquanto as mulheres têm abundância do fluido magnético (elemento Água). No processo do contato sexual com um membro do sexo oposto, cada um proporciona a energia oposta que se necessita para manter a saúde nos três corpos do outro.

Quando alguém não possui acesso a um companheiro ou companheira sexual e resolve realizar um ato autoerótico, o processo é similar, ainda que não esteja completo. Neste caso cria-se nas águas da substância astral e mental, uma forma temporal cheia de fluido polarizado que proporciona mesmo que em menor quantidade e mais diferenciado, o fluido que emana desta formam astro-mental. Trata-se de um contato sexual em que não há fluido físico e somente astro-mental. Porém é preciso considerar-se que a masturbação tem um efeito colateral, e é que a pessoa temporal criada pelo operador, permanece algum tempo no plano astral, a menos que seja conscientemente dissolvida. As entidades astrais poderão apossar-se deste corpo astro-mental sem vida própria, podendo permanecer no imaginário do masturbador habitual para inspirar-lhe em suas masturbações freqüentes.

É interessante notar que a masturbação nunca é experimentada como uma absorção completa do fluido e esta é a razão de porque alguém não pode ficar completamente satisfeito somente com as práticas auto-eróticas, pois não se dá a absorção física do fluido..

Em relação ao sexo oral, é interessante notar que esta é a forma mais nutritiva de contato sexual, já que tanto a vagina como o pênis são dois pontos de máximo armazenamento de fluido eletromagnético. Portanto ao aplicar a boca masculina sobre a vagina ou a feminina sobre o pênis, a pessoa pode carregar-se rápida e efetivamente com o fluido. Não é necessário chegar ao orgasmo para que isto aconteça, já que só o ato da boca entrar em contato com estas áreas tão potentes produzirá uma sensação imediata de energia.

No ato sexual, no momento da ejaculação masculina dentro da vagina cria-se um fluido especial, de um tipo muito poderoso de energia. Por isto, para que ambos os membros do casal possam absorver a maior parte deste elixir, é necessário que o homem mantenha seu pênis dentro de sua parceira por pelo menos dez minutos depois do orgasmo.

O Vudu Esotérico afirma que na zona sexual de cada pessoa jaz dormindo Papá Guédhé, que nos estimula à vida e que nos leva à morte. Ele rege a vitalidade física e sexual; e sue centro está na base da coluna vertebral e nos órgãos sexuais externos (pênis e clitóris). A excitação sexual desperta Guédhé e este estimula e aumenta por sua vez o poder sexual, o qual se traduz em uma vida sexual sadia e ativa até uma idade bastante avançada.

Aqui irradia-se a fonte da juventude física e mental do indivíduo, porque Papá Guédhé nos dá a força e energia para manter a juventude.

Tudo isto é assim porque na realidade o alimento preferido dos espíritos Hudu, aquilo que os ajuda mais em seu desenvolvimento no mundo astral, é a energia desprendida do fluido sexual e das secreções sexuais durante o ato sexual. Desta forma, esta energia é transformada por eles em poder mágico que reverte sobre os magos que lhes invocam. Com isto os espíritos beneficiam-se e por sua vez beneficiam também aos que lhes cedem o alimento sagrado. De todas as pessoas são bem conhecidas as oferendas de sangue (sacrifícios) que se oferecem aos espíritos e deuses no Vudu popular e outras religiões esotéricas, todas de origem atlante.

Sem dúvida estas contribuições de sangue, mesmo que sejam de sangue humano, não têm tanto valor para os espíritos quanto as secreções sexuais quando estas lhes são dedicadas, porque têm um poder ou fluido energético maior que os hindus denominam "Ojas". Estas energias são as que servem de base para a produção de poderes no mago por parte dos espíritos. Trata-se somente de uma troca de energias, uma espécie de alquimia espiritual.

Nas antigas religiões mágicas de Atlantis adorava-se ao Sol de nosso sistema planetário e ao Espírito Divino ou Logos que o habita. Este Sol estelar está representado dentro do homem pelos testículos e pelo falo com seu produto, o sêmen; e pelos ovários, o clitóris e o sangue menstrual na mulher. O primeiro é designado simbolicamente como o Sol Branco e o segundo como Sol Vermelho e ambos cultos passaram ao Egito como os cultos aos Irmãos Gêmeos (Hórus e Set) e se encontram em todos os sistemas mágicos herdados de Atlantis.

Se a humanidade oferecesse aos deuses, como em tempos muito antigos o fez, sua essência ou fluido vital, chegaria a poder ver o mundo tal como o vêem os espíritos e a vida neste planeta mudaria. Porém desde a queda de Atlantis, o homem substituiu o fluido ou essência vital por sangue, primeiro dos cativos, e logo dos animais e desde então um banho de sangue percorre continuamente a face deste planeta.

Na prática com os espíritos Hudu não é necessário construir templos nem igrejas, simplesmente necessita-se ter um lugar determinado da casa para isto; melhor se for uma habitação especialmente dedicada a isto ou se isso não é possível uma peça da habitação com um móvel ou mesa dedicada aos trabalhos de invocação dos Hudu. Nesta habitação residirão permanentemente estes espíritos, por isso é muito importante que não seja um lugar transitado por estranhos ao mago.

Um bom lugar para que os Hudu tenha sua morada quando não há a possibilidade de ter uma habitação dedicada a eles, é utilizar um espaço tipo dormitório ou uma sala de estúdio tranqüila e afastada do ruído da casa.

Ainda assim, porém, os espíritos requerem uma caixa especial ou recipiente (geralmente uma caixa de madeira) que possa ser fechada completamente, onde habitarão ou pelo menos terão seu foco de poder armazenado. Esta caixa denomina-se "Atua" e é onde o mago guarda todos os objetos de ritual mágico: incensos, perfumes e azeites etc.

Este "Atua" deve ser de boa madeira e estar pintado por fora e por dentro como os símbolos dos espíritos em suas cores adequadas. Uma vez terminada e começado o trabalho com os espíritos, o "Atua"  se carrega de poder e não deve ser aberto na presença de pessoas estranhas. Qualquer objeto ritual, talismã ou amuleto que se coloque dentro do Atua uma vez carregado com  poder, torna-se cheio deste poder.

Somente as pessoas que dedicam-se ao trabalho com os espíritos tem um Atua, o qual diferencia-os daqueles que por curiosidade simplesmente experimentam este terreno mágico que é o Vudu Esotérico.


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.