Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Espíritos & Fantasmas Livros sobre Fantasmas Torne-se um Caça-Fantasmas por diversão e lucro Como Assombrar Fantasmas

Como Assombrar Fantasmas


Manual dos Caça Fanstasmas

Como funciona o negócio de se caçar fantasmas? Parte dos casos são resultado da busca do próprio caçador, que descobre um local assombrado e parte para ele na busca de uma boa caçada. Alguns casos, e a tendência é que com o tempo eles se tornem mais numerosos, é de pessoas que tem assombrações em casa chame um caçador para que o seu "hospede" seja estudado. Mas existem algumas situações onde o fantasma tem que ir expulso. Vamos dedicar esta capítulo a como se livrar de fantasmas.

Que motivos podem fazer com que alguém queira se livrar de um fantasma? Geralmente é porque a pessoa tem medo da entidade ou algum tipo de receio de conviver com algo que não está mais vivo. No caso de espíritos transtornados e violentos ou em que o espírito de fato esteja causando algum mal para os moradores.

De qualquer forma, pode ser que parte do seu serviço seja se livrar da assombração. Existem algumas maneiras de se fazer isso, vamos listar
agora as mais populares.

1- Peça que o fantasma saia

Acredite ou não, este é um dos métodos mais utilizados e que apresenta os melhores resultados. Muitas vezes, durante a caçada, você consegue estabelecer contato com o fantasma, seja interagindo com o equipamento ou através dos registros. Caso seja necessário tentar se livrar do fantasma, explique para ele em voz alta porque sua presença incomoda as pessoas e peça que ele saia e deixe aquele local.

Geralmente isso é feito logo que a caçada se encerra, depois de conseguir coletar todos os dados que for capaz e de descobrir o modus operandi do fantasma, marque uma nova visita ao local e tente localizar o fantasma, mesmo que não consiga uma localização exata você já deve saber os locais onde ele age com maior freqüência, ou os locais onde suas atividades são mais intensas. Passeie pelo local conversando com ele e pedindo para partir. A vantagem de se conseguir
um contato mais interativo com ele, seja usando gravadores, detectores CEM e outros aparelhos é poder ver a resposta do fantasma aos seus pedidos.

Não apenas neste caso como nos que veremos a seguir, devemos lembrar que existe uma diferença enorme entre um fantasma e uma manifestação fantasmagórica. A manifestação é o que podemos ver e perceber, o fantasma em si é o que causa a manifestação. Se ao pedir para um fantasma deixar um lugar as manifestações pararem, isso não implica que o fantasma foi embora, simplesmente significa que ele não vai mais interagir com o local, o que, no fim das contas, pode muito bem satisfazer a necessidade de que o fantasma sumisse.

Lembre-se que um fantasma é uma forma de inteligência sem corpo, assim ele é capaz de raciocinar e argumentar, mesmo que para nós, graças a nossos registros, essa argumentação pareça ser limitada, assim não se sinta mal de explicar que ele tem que sair e mesmo sugerir outras opções. Caso você não se incomode de conviver com um fantasma pode inclusive sugerir que ele te siga para casa ou para algum outro lugar. Mas é importante insistir, mesmo que a princípio a entidade se mostre relutante. Depois, mantenha contato com as pessoas que moram ou vivem no local e pergunte se de fato o fantasma, ou suas manifestações, se foram.

2- Descubra o que o prende aqui ainda

Muitos casos de manifestações fantasmagóricas ocorrem porque o fantasma tem negócios inacabados que tem a necessidade de concluir. Outra maneira de se livrar do fantasma é ajudando-o a dar fim naquilo que o prende aqui. Isso pode ser feito com pesquisas, para descobrir o que pode ser essa obsessão. Caso consiga se comunicar com o fantasma, tanto melhor, pois a parte difícil do trabalho pode ser completada se indo diretamente à fonte.

Existem casos que espíritos estão atrás de vingança, ou ficam presos por causa de ciúmes que sentem de seus parceiros, ou desejam se certificar que sua casa ou algum objeto não seja vendido ou perdido. Nesses casos há pouco o que se possa fazer, usar o bom senso é sempre uma opção, mas fantasmas violentos e psicóticos dificilmente dão ouvidos ao bom senso. Caso você descubra o que prenda o fantasma aquie puder ajudá-lo a concluir sua missão, então pode conseguir que ele parta por livre e espontânea vontade, caso não tenha como ajudar terá que partir para algo mais drástico.

3- Tente expulsar o espírito

Existem casos onde uma simples conversa não surtirá efeito, seja porque o fantasma não deseja partir ou então porque é perturbado o suficiente para não conseguir argumentar. Ainda existe o caso de ser uma impressão, que no caso, não tem uma vontade própria.

No primeiro caso, de teimosia ou irracionalidade, a melhor coisa é tentar expulsar o espírito. Uma das maneiras é tentar descobrir o que o prende ao local e se desfazer desta coisa, geralmente objetos assombrados possuem uma assinatura bem característica, sejam bonecas, móveis, obras de arte. Durante a caçada, você pode topar com algum. Outra forma de descobrir se um objeto é a razão do fantasma continuar no local é durante a fase de pesquisa, ele surgiu após a aquisição de
algum item? Caso a resposta seja positiva se livre deste item e o fantasma partirá junto com ele.


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.