Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Magia do Caos Livros Caóticos Livro do Prazer Prefácio

Prefácio


O Livro do Prazer: A Psicologia do Êxtase

A obra de arte que amamos é aquela, como na frase de Sra. Mountstuart de Meredith, que tem um perfil vago, e é lançada para ser compreendida, não dissecada.

Explicações, rótulos, nós rapidamente desconfiamos, mas após nosso primeiro encanto é interessante que examinemos os alvos e métodos do artista; e apreciemos os pensamentos atrás deles.

Com seu primeiro livro de desenhos, o caótico e maravilhoso "Earth Inferno" (1905), Austin Osman Spare nos deu explicações que, se não acrescentam nada materialmente ao nosso deleite na vitalidade dos ‘designs’, dificilmente poderiam ser dissociadas deles, e aumentam o nosso interesse na personalídade de seu criador. Seu segundo livro, " A Book of Satyrs" (1907), tratava de exposições pictóricas, e, embora um avanço na técnica fosse aparente e a concepção mais madura, este trabalho não foi plenamente satisfatório como o primeiro. Desde a publicação destes livros a obra de Spare progrediu, as melhores qualidades de cada um foram mescladas e somadas para ter resultado em desenhos como "A Postura da Morte". Neste sentido não seria absurdo citar de minhas notas,sobre um das mais importantes de suas exibições posteriores a da Bailliê Gallery, Bruton Street,Londres, no final de 1911:

Homem que daria forma aos nossos vagos pensamentos, e que iria sugerir e simbolizar idéias abstratas pictorialmente, deve tomar sua tarefa com um equipamento técnico completo ou logo de ínicio seria um convite ao desastre, e se, ao se olhar para alguns destes desenhos a lápis, estaremos inclinados a nos ressentirmos de uma frugalidade de invenções tão negligente ao que parece a primeira vista uma afirmação incoerente, deveríamos olhar os desenhos a lápis e tinta, " "The Psychology of Ecstasy", e ali ver uma trabalho completo, uma obra da qual, o supérfluo eliminado, emerge uma vitalidade tão controlada e concentrada que nos satisfaz logo de inicio, até mesmo se ficarmos intrigados quanto ao seu significado, o que, em apresentação mais íntima, desvelar alguns de seus segredos. Retorne agora a maioria dos desenhos, e não deveríamos nós estarmos contentes de podermos observar o nascimento de idéias pictóricas? Não deveríamos nos deleitar nestas formas que brotam de formas, estas linhas saltando como chamas do papel?"

Podemos reprovar Spare em uma coisa ele nos deu demais, e não fomos capaz de digerir! Agora ele vem em nosso auxílio com este livro mágico, os desenhos que podem ser tidos como explicações do texto - seu credo - e enquanto alguns poderão estar interessados principalmente nesta revelação das obras da mente do artista, outros através da mesma revelação poderão ver a si mesmos mais claramente como realmente são, e sem dúvida poderão estar tentados a seguir esta trilha para uma vida mais prazerosa , ao Prazer( Amor Próprio) que dá título ao livro, e pode ser interpretado como o Êxtase da Completa Auto-Realização.

Adicionarei uma palavra de agradecimento ao autor artista por sua gentileza em dar me a oportunidade de escrever esta pequena nota, e com a esperança de que o livro possa trazer uma sempre crescente admiração por suas obras,abrirei o caminho para o amigo.

Setembro,1913. Ernest H.R.Collings


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.