Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Envie seu texto
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Magia do Caos Rituais Caóticos Ritual de Escavação do Próprio Túmulo

Ritual de Escavação do Próprio Túmulo

Criado como uma espécie de Missa de Thanatos, o propósito deste ritual é o de invocar o aspecto de entropia/morte, conhecido pelo contrário como o deus Thanatos. A força entrópica será posteriormente utilizada para criar e carregar um "sigildor" (uma espécie de cruzamento entre um sigilo e um servidor astral, que será explicado adiante) para o propósito de introduzir entropia em um sistema/situação de escolha do operador. Durante esta Missa, cada participante estará invocando a forma-divina, em lugar de apenas um operador.

O ritual

1- Declaração do intento:

"É minha vontade invocar Thanatos neste óleo Saturniano."

2- Cada pessoa cavará uma pequena "sepultura" para si. Isto é mais simbólico do que real; não há neces

idade de cavar sete palmos sob o chão.

3- Os operadores deitam em suas sepulturas de costas para baixo, os braços cruzados sobre o peito em uma posição de como se estivesse morto.

4- Visualize a forma-divina de Thanatos aproximando-se enquanto a invocação é recitada. A forma pode ser visualizada do modo que o operador achar melhor; cada um de nós tem sua própria morte individual.

5- Invocação (recitada pelo operador principal):

Os portais estão abertos para a força da morte neste Dia Consagrado.

ThanatosCessaçãoThanatosEntropiaThanatosFimThanatosCeifa
ThanatosMorteThanatosPutrefaçãoThanatosEscuridão

ThanatosSaturnoThanat

sCaveiraThanatosCarroFunerário
ThanatosFuneráriaThanatosCaixãoThanatosAtaúdeThanatosInércia

ThanatosSonoFinalThanatos...

6- Ainda deitados, assumam a postura da morte. Isto pode ser feito facilmente nesta posição. Simplesmente coloque suas mãos sobre seus olhos, cobrindo também o nariz, a boca e as orelhas.

7- Quando tiver obtido a Gnosis, mantenha o sentimento até quando você começar à ofegar e sentar-se, focalizando a Gnosis para o óleo localizado no centro da área operacional. Sem banir, o ritual do Sigildor inicia-se imediatamente. Durante este rito, o operador estará criando um Sigildor. Este ser pode ser descrito como algo entre um servidor e um sigilo. Ele possui uma certa quantia de consciência, mas sua força vital expirará assim que sua ação tiver sido executada. A base material para este Sigildor será um pedaço de papel de seda, sobre o qual o operador desenhará um sigilo de seu desejo. O propósito do sigildor deve ser entrópico em sua natureza, o sigilo é uma representação da situação ou sistema em que a entropia do servidor será introduzida. Em outras palavras, use-o contra algo que você quer ver acabar ou morrer.

1- Estabelecimento do Intento:

"É nossa vontade criar e fixar um sigildor de entropia."

2- Cada operador desenhará um sigilo de seu desejo sobre a peça provida de papel de seda. É sugerido que o estabelecimento do intento utilize as linhas diretrizes à seguir: "Eu desejo introduzir entropia em ...............(situação desejada)."

3- O pedaço de papel é untado com o óleo Saturniano, tanto quanto com fluidos corporais, etc., o que o operador desejar.

4- Mantendo o pedaço de papel acima do alto da cabeça, visualize o sigildor como uma bola de vidro contendo uma grande quantidade de força entrópica, e apenas força entrópica, sobre a superfície do vidro, visualize o sigilo que foi escrito no papel.

5- A medida que a Gnosis aumenta a concentração a partir desta imagem, permita que a energia flua de sua cabeça para o seu sigildor, que deve estar flutuando ligeiramente acima de sua cabeça. Quando o momento certo chegar, liberte o sigildor, permitindo-o voar sem controlar o seu curso. No momento em que o sigildor for liberado, visualize a bola de vidro atingindo a situação desejada e partindo-se para liberar a força entrópica.

6- Expulse com o riso.

Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.

loading...