Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Mindfuckmatica Contas Apócrifos Erisianos Apócrifo II + III - COMO EN7ENDER O CAOS EM N9VE ES7UPROS BÁSICOS

Apócrifo II + III - COMO EN7ENDER O CAOS EM N9VE ES7UPROS BÁSICOS


por LöN Plo

Muito bem crianças, agora, para todos vocês que perceberam o real significado dos unicórnios, e vi que alguns de fato perceberam - Lupercus seja louvado! - vamos nos aprofundar no Caos.

Espero em poucas linhas conseguir dar a melhor e mais completa definição para o que realmente é o Caos, assim como foi percebido pelo Hierofante, pelo Auto Gerado e por suas hemorróidas que doem no inverno (nem tudo aquilo que julgamos ser uma maldição, um desgosto ou uma infelicidade é completamente sem utilidade).

O caminho lógico e correto de toda verborragia é primeiro criar uma base comum em que todos estejam de acordo e então a partir dela seguir com abstrações que possamos acompanhar. Definições universais, dicionários. Usar palavras para criar imagens. O nosso subconsciente é rico em imagens que não podemos por em palavras ou tratar com lógica; então o que seria melhor do que usar imagens abstratas em comum para atingir esse núcleo?

Na minha opinião, a minha garota pelada e sem fôlego junto comigo. Por isso vamos deixar o papo de amadores para os armadores e cair de cabeça no concreto. REMEMBER ODEGRA!

Peguem seus cacetes de borracha, cuspam na cabeça e me acompanhem:

I - A DINÂMICA E ORIGEM DO CAOS

Abraham Lincoln foi eleito para o Congresso em 1846.
John F. Kennedy foi eleito para o Congresso em 1946.

Abraham Lincoln foi eleito presidente em 1860.
John F. Kennedy foi eleito presidente em 1960.

Os nomes Lincoln e Kennedy têm sete letras.

Ambos estavam comprometidos na defesa dos direitos civis.

As esposas de ambos perderam filhos enquanto viviam na Casa Branca.

Ambos os presidentes foram baleados numa sexta-feira.

O secretário de Lincoln chamava-se Kennedy.
O secretário de Kennedy chamava-se Lincoln.

Ambos os presidentes foram assassinados por sulistas.

Ambos os presidentes foram sucedidos por sulistas.

Ambos os sucessores chamavam-se Johnson.

Andrew Johnson, que sucedeu a Lincoln, nasceu em 1808.
Lyndon Johnson, que sucedeu a Kennedy, nasceu em 1908.

John Wilkes Booth, que assassinou Lincoln, nasceu em 1839.
Lee Harvey Oswald, que assassinou Kennedy, nasceu em 1939.

Ambos os assassinos eram conhecidos pelos seus três nomes.

Os nomes de ambos os assassinos têm quinze letras.

Booth saiu correndo de um teatro e foi apanhado num depósito.
Oswald saiu correndo de um depósito e foi apanhado num teatro.

Booth e Oswald foram assassinados antes de seu julgamento.

Uma semana antes de Lincoln ser morto ele estava em Monroe, Maryland.
Uma semana antes de Kennedy ser morto ele estava em Monroe, Marilyn.

Lincoln foi morto na sala Ford, do teatro Kennedy.
Kennedy foi morto num carro Ford, modelo Lincoln.

É claro que devido à segunda lei da termo-dinâmica o caos, ao contrário da energia, só tende a crescer, e é mais claro ainda que idiotas de fato acredita nisso, já que o caos nessa afirmação não é caos e sim estagnação.

Émile Deschamps descobriu isso em 1832. Em 1805, Émile foi recebido com um pudim de ameixas pelo desconhecido Monsieur de Fontgibu.

Cerca de dez anos depois, ele encontrou pudim de ameixas no menu de um restaurante em Paris, e fez o pedido, mas o garçom lhe disse que o último pudim já fora servido à outro cliente, o qual seria M. de Fontgibu.

Alguns anos depois, em 1832, Émile Deschamps estava num jantar, e mais uma vez, foi oferecido pudim de ameixas à mesa. O escritor recordou do incidente anterior e contou à seus amigos que somente M. de Fontgibu faltava ao recinto para se fazer completa outra coincidência - e no mesmo instante, agora mais velho, M. de Fontgibu adentrou ao recinto.

Os padrões são obviamente ilusórios, dá-se a impressão que os três eventos ocorreram em momentos diferentes da história, quando claramente ocorreram uma única vez, num único momento - o prisma da ilusão apenas refratou o ocorrido e criou a ilusão de serem eventos separados, assim como um lápis parece quebrado quando o colocamos dentro de um copo de água.


II- FÓRMULAS BÁSICAS PARA O CÁLCULO DE FUNÇÕES CAÓTICAS

A) Constante gravitacional do Caos (cálculo simples)

Se Satã existe, seja de forma real, arquetípica, extra-sensorial, escolha sua ilusão, então Deus (IHVH, JUBELUS, Papai do Céu, Charles Bronson, escolha o seu nome favorito) também é.

Use qualquer lógica ou desculpa para mostrar como Satã, ou o diabo, ou etc... existe e não tem nada a ver com Deus e seu argumento já está quebrado. Óbvio que não são inimigos, mais do que Quércia e Maluf são inimigos.

Agora se Deus não dá bola para o que acontece aqui, por que supor que o diabo perderia tempo com alguém? Seja ele um eco do muito loco no coco, seja ele uma aura meiga e cheirosa de enxofre?

B) Cálculo da circunferência do Caos

ORGULHO DE SER BRASILEIRO

mesmo?

Brasileiro, grileiro, carvoeiro. Alguém que explora o produto. Ladrão de Pau Brasil. Por que não Brasiliano, Brasiliense? Será que é porque de fato éramos apenas ladrões de pau-brasil? MUITO ORGULHO

E então a independência: Houve o grito. Isso é claro. A infecção intestinal do futuro ex imperador o incomodava muito. Antes do povo tomar uma atitude, no meio de uma crise de diarréia, no meio do mato, a carta de independência é assinada.

Independência:
(s. f.,)
qualidade ou estado de independente;
liberdade;
libertação;
permanecer sob o julgo de um monarca do pais que supostamente era o dono da colônia que você chama de casa;
pagar para que a monarquia que é sua dona reconheça sua liberdade;
pedir para que a pseudo-vizinha dessa monarquia acredite que ele não é mais dona nossa;
pagar caro pra cacete pra fazer um boquete em alguém quando é você que quer gozar;
Entre cagar ou sair da moita: cagar.

Mas existem, claro, os glitchs no sistema:

Jesus Cristo - em Hebreu Iod He Shin Vau He. Reparem que é o Tetragrammaton, - o nome sagrado de Clóvis, ou deus como é conhecido aqui - com a letra Shin no meio. Shin é a letra atribuída ao objeto "dente".

Então temos o nosso inconfiDente mineiro Joaquim José, que é morto e esquartejado. Com o tempo vem a independência, ele é retratado com um manto branco, barba longa, nosso mártir, nosso herói, nosso Jesus.

Jesus é Deus com um dente no meio.

18_3_1_Tiradentes1.jpg

Joaquim José da Silva Xavier tinha o nickname/avatar de XXXXXXXXXs.


III - CONSTANTE TEMPORAL DENTRO DO CAOS

"No princípio havia a palavra, e a palavra era deus, e ela se tornou um dos mistérios desde então. A palavra era Deus e a palavra se tornou carne, é o que nos dizem. No princípio de que, exatamente, havia esta palavra? No princípio da história ESCRITA. O senso comum concorda que a palavra falada surgiu antes da palavra escrita. Eu sugiro que a palavra falada, como nós a conhecemos, surgiu depois da palavra escrita... No princípio havia a palavra, e a palavra se tornou carne ... carne humana ... no princípio da ESCRITA."

estática

Em 1973 Arthur C. Clarke escreveu em um de seus livros:

"Às 0940 GMT, na manhã de 11 de Setembro... os habitantes da Europa viram um grande bola de fogo..."

Em 1726 Jonathan Swift, no seu livro As Viagens de Gulliver escreve sobre duas luas de Marte. As luas foram "descobertas" em 1877 (1+8+7+7)

Em 1883 Edgar Allan Poe publica o livro "O Relato de Arthur Gordon Pym", em um ponto da trama 4 homens perdidos em um barco matam e comem um grumete chamado Richard Parker. Em 1923 quatro homens se perdem em um barco e eles matam e comem um grumete chamado Richard Parker para sobreviver. Outro homem chamado Richard Parker se tornou prato principal de outro homem em 1846, quando um navio, o Francis Speight, naufragou.

Em 1938 um escritor chamado A.J. Talbot publica uma comédia 'Chez Boguskovksy, onde um homem chamado Boguskovksy rouba um quadro no museu do Louvre em Paris. No dia 15 de agosto de 1939 um quadro foi roubado do Louvre, o nome do ladrão: Boguskovksy.

correção de interferência

"Animais falam e compartilham informação, mas eles não escrevem. Eles não podem deixar informações disponíveis para gerações futuras ou para outros animais que se encontram além do seu sistema de comunicação. Esta é a diferença crucial entre o ser humano e outros animais. A ESCRITA."

estática

Cortés chegou no México em 1519, o ano apontado pelo calendário Maia quando Quetzalcoatl retornaria e reclamaria a cidade de Tenochtitlán.

Dia 20 de Abril de 1809 Napoleão I derrotou a Austria na Batalha de Abensberg. Exatos 80 anos depois nasce em Branau (Austria) um futuro pintor frustrado.

Dia 5 de Dezembro, 1664, um navio naufragou no estreito de Menai, nele viajavam 81 passageiros. O único sobrevivente foi um homem chamado Hugh Williams.

Shakespeare nasceu dia 23 de Abril de 1564 e morreu dia 23 de Abril de 1616. Seu primeiro fólio foi publicado em 1623. 23+23=46. Shakespeare tinha exatamente 46 anos no ano 1610 (1+6+1+0 = 8 = 2³), o ano em que o Rei James publicou a Bíblia. O Salmo 46 naquela Bíblia tem como sua quadragésima sexta palavra "shake" enquanto a quadragésima sexta palavra antes do final é "spear."

correção de interferência

"Korzybski, que desenvolveu o conceito Geral de Semântica, o significado do significado, apontou esta distinção humana e descreveu o homem como 'o animal que prende o tempo'. Ele pode disponibilizar informação para outros homens de diferentes épocas através da escrita. Animais falam. Eles não escrevem."

está
es...tica
...tá

Dia 5 de Dezembro de 1785 um navio afundou no estreito de Menai, carregava 60 passageiros. O único sobrevivente foi um homem chamado Hugh Williams.

Um estudioso Hindu que morreu em 1387, escreveu:

"Com profundo respeito, eu me curvo ao sol, que viaja 2.202 yohanas em meia nimesha"
.............................................................[the Sun of God]

Uma yohana equivale a aproximadamente 1.603 metros. Uma nimesha é 16/75 de um segundo. 2.202 yohanas = 3.529.806 metros x 75 - 8 nimeshas = 297.827.782 metros por segundo. Claro que deixando a poesia de lado e usando a toda poderosa ciência chegaram séculos depois chegaram ao que temos hoje como a velocidade real da luz no vácuo: 299 792 458 por segundo. Obrigado Maxwell.

O Jornal Columbian imprimiu em suas páginas o resultado da loteria do dia 28 de junho de 2000 alguns dias antes do sorteio, graças a uma flaha de computador.

Dia 5 de Dezembro de 1860 um navio afundou no estreito de Menai, carregando 25 passageiros. O único sobrevivente foi um homem chamado Hugh Williams.

correção

"É duvidoso que a palavra falada teria se desenvolvido além do seu estágio animal se não fosse pela palavra escrita. A palavra escrita é [_________ ] ao discurso humano. Nunca ocorreria a um rato reunir os ratos mais jovens e passar a eles seu conhecimento e uma tradição transcedental PORQUE TODO O CONCEITO DE PRENDER O TEMPO NÃO PODERIA OCORRER SEM A PALAVRA ESCRITA."


IV- FUNÇÕES DE CALCULO DA ÁREA CAÓTICA

Quanto mais alguém usa a palavra "coincidência" para explicar acontecimentos bizarros, mais óbvio se torna que a pessoa não está buscando, mas evitando, a explicação real.

Resumindo: A crença em coincidência é a superstição da Era da Ciência.

V- QUOCIENTES BÁSICOS DE EXPANSÃO DO CAOS NO VÁCUO

É fato que existe um momento em que o acaso decide o rumo de tudo o que existe. Na genética leis enfadonhas são observadas para tentar se criar uma forma de observar o futuro. Por serem incapazes de olhar para trás a vaidade transforma leis observadas em regras absolutas. E assim a seleção natural deixa de ser um padrão observado para se tornar a regra de ouro que deve ser seguida. Independente da agressão das espécies, da sobrevivência dos genes, da sobrevivência das espécies, de regras de xadrez embutidas no instinto de insetos, existe um momento, pequeno, rápido, em que os 46 cromossomos são divididos, uma literal encruzilhada na vida, e os 23 novos meio cromossomos, divididos ao acaso se transformam em óvulos, ou decidem rebolar o traseiro e virar espermatozóides.

O que decide a maneira com que o crossing over irá ocorrer? Que informação permanece inteira e que informação será partida e recombinada? É este momento de decisão que faz átomos de carbono, nitrogênio, oxigênio e hidrogênio se unirem a radicais e resolverem foder tudo.

Um momento de acaso e tudo muda.

Zahavi sabe disso. Aquilo que a mente cria afeta diretamente o corpo, e geralmente de maneira contra produtiva, caótica. Aquilo que garantiria a evolução dos genes surge das idiotices imprevisíveis que a mente cria para impressionar os outros. Pergunte aos macacos.

Heisenberg após mastigar todas as leis que movem e regem o universo quântico, vômitou que tudo se passa de tal forma que, quanto mais precisamente se medir uma grandeza, forçosamente mais será imprecisa a medida da grandeza correspondente.

Lorenz foi mais longe e mostrou que enquanto um gafanhoto nunca está certo quando discute com uma galinha, borboletas tem grande chance de engolir uma gaivota inteira. De uma maneira extremamente cavalhereisca ele usou um atrator como preservativo para estuprar a noção de algoritmos. Muitos árabes devem estar até hoje sem conseguir se sentar direito.

Popper se lambuzou com o empirismo, e depois de muito deitar e rolar olhou a todos e disse: Vocês todos estão com a cabeça enfiada no rabo! Não há como provar a certeza de algo, simplesmente procurem a falsidade de tudo! É claro que como bons crentes, temerosos de sua heresia, logo os doutores mudaram o nome falsidade para graus de confiança, e então regozijaram ao redor de seu carneiro de Au.

Ciência = palavra do século XVII que quer dizer arte de tentar prever o futuro.

Infelizmente para eles a única forma de se prever o futuro é o não prevendo, nem se criando. O futuro é definido pelo presente. O presente é o resultado puro e indiscutível do caos. Quantos cromossomos estão se dividindo neste exato instante de maneira aleatória? Quantas atitudes baseadas apenas no impulso estão sendo tomadas? Quantos acidentes químicos estão criando novos anti-bióticos? O que determina o momento em que um vírus se torna um simbionte?

São Popper. "O conhecimento científico é adquirido através da falsificação de hipóteses e não se acumulando evidências ou provas para teorias." Deveriam ensinar isso a chicotadas nas escolas entre as aulas de criacionismo e evolucionismo.

Isso ocorre por causa da única lei verdadeira e real. A lei do 5 (2+3).

Para aqueles de vocês que tem problemas para entender coisas simples, como o fato de a gravidade não existir, vou escrever mais devagar. Qualquer dúvida batam com a cabeça bem forte no teclado, isso fará a dúvida desaparecer.

Já foi dito: se a matemática é a linguagem do universo, então assim como música ela não pode mentir. Vamos permutar. Este, crianças, é o segredo que o universo escondeu de vocês a vida toda dentro dos seus próprios umbigos, olhos abertos:

Quantas permutações existem em um sistema de 4 elementos?

[D,E,U,S]
[água, terra, fogo, ar]
[norte, sul, leste, oeste]
[ciano, magenta, amarelo, preto]
[sangüíneo, fleumático, colérico, bilioso]
[leão, touro, águia, homem]
[gravidade, eletromagnetismo, força nuclear forte, força nuclear fraca]
[aurícola direita, aurícola esquerda, ventrículo esquerdo, ventrículo direito]
[lobo frontal, lobo pariental, lobo temporal, lobo occipital]
[cima, baixo, frente, trás]
[introvertido/extrovertido, intuitivo/sensitivo, pensamento/sentimento, percepção/julgamento]
[V,O,C,Ê]
[sólido, líquido, gasoso, plasma]
[confronto, negação, negociação, aceitação]
[clitoriano, vaginal, ponto g, anal]
[felicidade, medo, raiva, tristeza]
[homossexual, heterossexual, putaria, assexual]
[corpo, mente, alma, espírito]
[Olam HaBriá, Olam Haletizirá, Olam HaAssiá, Olam HaAtzilut]
[ PricewaterhouseCoopers, Deloitte Touche Tohmatsu, KPMG e Ernst & Young]
[S,A,T,Ã]

Peguem então um lápis e um papel e calculem quantas listas ordenadas sem repetição e não exaustivas. Quatro elementos.

4x3x2x1 = vinte quatro

Se você não se excluir da realidade e for um desses quatro elementos o número de possíveis coalisões com as quais você pode se confrontar é o de 23. Se consideramos isso de maneira pragmática, esse é o número de possíveis relações que o cérebro pode se lembrar e lidar.

Para os mais céticos que querem algo mais do que o dia a dia aqui vão dois experimentos empíricos que mostram que o 4 é o número excelente de permutações para que a ordem exista. Para se criar a ilusão que padrões são a única coisa que existe e que o Caos é mera ilusão, e não o oposto.

Experimento I

Este problema foi proposto pelo Homem que Calculava, o senhor Malba Tahan, que a mãe curiosamente chamava de Julhinho. O problema dos quatro quatros consiste em formar expressões aritméticas utilizando apenas quatro algarismos 4, equivalentes, cada um, aos números inteiros.

44s.gif


Claro que Tahan foi humilde, ele chegou apenas no 100, existem verdadeiros profetas que já levaram esse problema para além dos primeiros 10.000 números inteiros.

Assim temos que o 4 cria a todos os números inteiros

Experimento II

Este problema foi proposto por LöN Plo, também conhecido como Eu Mesmo, conforme me revelado pela Deusa, e aqui é de suma importância nos lembrarmos que o fato de que não existe Deusa além da Deusa, e ela é sua Deusa, então essa revelação chega a uma verdade maior do que qualquer matemática pode nos trazer:

Peguemos o FNORD e o separemos em seus dois elementos o 2 e o 3.

1 = 3-2
2
3
[--------]
5 = 2+3
6 = 2x3
2/3 = 0,666...7 (o diabo dando origem a Deus)
8 = 2 ao cubo (3)
9 = 3 ao quadrado (2)

Você tem todos os números inteiros, menos o 4. O quatro é uma aberração dentro do Caos, o que não significa que ele não existe. Afinal, ele emerge também do Caos, mas não é puro, é auto imposto.

Mesmo se procurarmos a raiz cúbica(2) = 1,25992105

ou

raiz quadrada(3) = 1,73205081

o quatro não está presente, a ordem, desta forma, é uma fraude. Portanto o quatro surge aqui como o auge da ilusão de ordem e controle, a bandeira perfeita, a fraude que todos abraçaram como a única saída e a única possibilidade.

Fim dos experimentos

Tendo demonstrado isso, nos lembremos de Korzybski, que era chamado de Alfie pela mãe. Era um polonês ocupado, quando não estava criando a semântica geral e falando de time-binding ficava no instituto que havia fundado. Num tarde ensolarada, regada a Miller (a cerveja, não o cantor) ele teve o insight de que os seres humanos estão limitados no seu conhecimento pela estrutura do seu sistema nervoso e pela estrutura das suas línguas. Os seres humanos não podem experimentar o mundo directamente, só através das suas abstracções. Por vezes as percepções e a língua confundem o homem que crê que são os factos com os quais deve lidar. Então ele se levantou e foi ao banheiro, quando retornou disse:

- E digo mais! Ninguém deveria supervisionar diretamente mais do que 4 subordinados, já que as vinte e quatro possíveis coalisões que qualquer política de escritório pode criar já são mais do que suficientes para estressar qualquer cérebro!

Quando tentamos calcular quantas permutações existem em um sistema de 5 (2+3) elementos temos:

5x4x3x2x1 = 120

De 24 para 120. Sempre encontramos pulos dessa magnitude quando lidamos com permutações e combinações.

O interessante é que a grande maioria dos administradores não está consciente disto, nem do que Korzybski disse. Enquanto alguém tenta lidar com 24 possibilidades um administrador competente tem as rédeas da situação, quando esse número pula para 120 temos uma coleira com um cachorro numa ponta e outro cachorro na outra ponta.

Esta é a essência da misteriosa Lei do 5. Enquanto estivermos limitados a quatro elementos nunca haverá a possibilidade de potencial, o 23 apenas nos mostra de onde viemos e para onde podemos ir se quisermos.

É claro que para isso só precisamos de pessoas criativas, pena que essa raça já foi extinta há eras. por isso não se preocupem, esta sessão em especial não é dirigida para nenhum de vocês.


VI - EVOLUCIONISMO CAÓTICO

Darwin, enquanto viajava no Snoopy, teve uma visão Erisiana, mas seu cérebro simiesco confundiu os pólos elétricos e a visão foi comprometida. São Pedro, o primeiro bispo católico sabia que isso aconteceria, o Pescador de Homens, o Apascentador de ovelhas, a Pedra - que era chamado por sua mãe de Simãozinho - falou sobre o erro de Darwin quando estava sendo crucificado:

“Eu vos suplico, carrascos, que me crucifiqueis assim, com a cabeça para baixo e não de outra maneira; e a razão para isso, eu direi a todos aqueles que me ouvem...

"Aprendei o mistério de toda a natureza, e o princípio de todas as coisas, o que foi. Porque o primeiro homem, da raça de quem eu tenho a semelhança, caiu com a cabeça para a frente, mostrando assim uma maneira de nascimento que não existia até então: porque era morto, não tinha movimento. Assim, tendo ele sido puxado para baixo... estabeleceu toda esta disposição para todas as coisas, tendo dependurado para cima uma imagem da criação, pela qual fazia as coisas da mão esquerda serem tomadas pela mão direita e as da mão direita pela mão esquerda, mudando todas as marcas de sua natureza, de modo que ele pensou que as coisas que não eram justas fossem justas, e as coisas que na verdade eram más, fossem boas...

"E a figura que estais vendo de mim aqui dependurado é a representação daquele homem que foi o primeiro a nascer.”

Darwin achou que sua descoberta havia sido tão foda que criou uma religião em cima dela, e assim nasceram os primeiros Darwinistas (da mesma forma que haviam cristãos antes do cristianismo pregando a mesma coisa que os segundos diziam ter inventado, o Darwinismo existia antes de Darwin, quem duvidar pode ir perguntar ao avô dele).

O Darwinismo prega que tudo evolui graças a replicadores, que chamaram para facilitar a vida de genes. São unidades que por existir criam cópias de si mesmas e não param nunca mais de fazer isso. É claro que isso é besteira, afinal genes são como a gravidade: as pessoas baseiam muita coisa em cima deles, e criam leis, e regras e empregos e prêmios para quem trabalha com eles, mas ninguém sabe ao certo o que são. Dawkins em seu livro O Gene Egoísta consegue descrever o comportamento de um evolucionista da maneira mais sincera possível:

"Eu disse que preferia encarar o gene como a unidade fundamental da seleção natural e, portanto, como a unidade fundamental do interesse próprio. O que fiz, então, foi definir o gene de tal forma que não posso, na verdade, deixar de ter razão!"

ou como disse Einstein:

"Se os fatos não se ajustam à teoria, mude os fatos!"

A idéia é que esses sim entenderam sobre o que se trata a realidade: à pura e simples Vontade. Já disse anteriormente: "A realidade é termoplástica, você pode reprogramá-la com muito mais facilidade do que aqueles que enxergamos acreditam ser possível."

Desta forma não restam dúvidas de que o que causa a ilusão de mudança, que os descendentes da Chita chamam de evolução, é o Caos. Logo não existe evolução, apenas a idéia de padrões.

Agora, como o Caos interage com nossa consciência para criarmos a ilusão de padrões? Simples! Através de partículas caóticas anti-replicadoras.

Qualquer idéia de um replicador é falsa. Serve apenas para se criar a ilusão de que se olharmos com atenção o suficiente, se conseguirmos desmontar tudo de forma minuciosa e incansável o suficiente chegaremos em um ponto que em teremos em mãos a partícula de Deus em mãos. Com ela seremos capazes de entender tudo e de prever (controlar) tudo!

JESUS FREAK! Mais alguém sentiu arrepios?

Sempre que se criam um modelo supostamente ordenado, para ele se tornar dinâmico como a vida temos que colocá-lo em movimento. Todo sistema então passa a imitar a vida e nele surgem os glitchs. As falhas onde o divino toca o tédio e criam-se os milagres. Esse glitchs são os anti-replicadores, os arreplicadores. Para usarmos um termo mais simples de ser lembrado e passado na forma de infecção vamos chamá-los pelo nome que é percebido por nós. FNORDS.

Vasculhe o corpo de JEOVAH1 e encontrará explicações estapafúrdias sobre o que é um FNORD. Isso só mostra a atração que causam, mas nada além disso. Agora entraremos em uma área obscura do Caos. Tirem o dedo do rabo e o coloquem na boca.

Vamos começar!

Quando John Lenon descobriu o que eram os FNORDS ele escreveu Magic Mystery Tour e a cantou para o mundo.

A coisa funciona assim:

Tudo se transforma e muda. O tempo todo. O que causa essas mudanças? FNORDS causam isso. São eles que criam a ilusão de gravidade, de matéria negra, de resfriados e de ossos quebrados. São FNORDS que fazem aquilo que existe dentro do sol se transformar em hidrogênio, hélio, ouro e mac lanches felizes. São FNORDS que tornam impossível prever o tempo. São FNORDS que fizeram Deus foder com Sodoma e Gomorra de um jeito que eles não gostaram. E o melhor: diferente de átomos, genes, memes, gravitrons e bósons de Higgs, FNORDS são reais, mas não existem.

Existem exercícios que nos permitem perceber a ilógica por trás deles: se o Big Bang é real, então porque existe mais matéria do que anti-matéria hoje? Se não houvessem dogmas na física diriam: Culpa do Diabo! mas isso é proibido para eles, pior do que cutucar com os dedos um ânus islâmico!

A resposta para essa pergunta é FNORD.

Qual a chance de alguém morrer com uma bala disparada contra ele vinte anos antes?

FNORD

Qual a chance de uma menina chamada Laura Buxton, no seu aniversário de 10 anos, soltar um balão com seu nome e telefone, do jardim de sua casa, e esse balão sair voando e viajar por mais de 200 quilómetros e cair no quintal dos fundos da casa onde morava uma menina chamada Laura Buxton e que tinha 10 anos?

FNORD

Qual a chance de um pastor deixar um sanduíche de queijo em uma caverna por dias e quando voltar ao invés de descobrir a penicilina descobrir o gorgonzola?

FNORD

Qual a chance de um sujeito ganhar um prêmio milionário em uma raspadinha?

Muito pequena!

Qual a chance da televisão se interessar por isso e resolver dedicar alguns minutos de um programa ao cara, para as pessoas verem que coisas boas também acontecem?

Nem tão pequena!

Qual a chance de para dar mais valor dramático pedirem para o cara repetir os passos que deu naquele dia para fazerem uma encenação e ilustrar melhor a sorte dele?

Chance grande!

Qual a chance dele, nesta re-encenação ele vestir a mesma roupa do dia, dirigir para o mesmo posto, comprar um maço de cigarros como fez da outra vez, usar o troco para comprar uma raspadinha e depois de raspá-la descobrir que ganhou outra bolada?

FNORD

Percebam, aquilo que causa desde o assombro como a monotonia. A chance de algo não acontecer de centenas de maneiras é um FNORD. FNORDS moldam o mundo de acordo com a loucura deles. Respeitam apenas ao não absoluto. Os Toltecas descobriram como aprisionar fisicamente FNORDS. Criaram sua máquina de ouro puro. Assim que a finalizaram e os capturaram esse povo desapareceu. Os Aztecas tinham a mesma tecnologia, reconstruíram a máquina e sumiram. Os Maias foram mais espertos, prefiriram ser massacrados pelos espanhóis, que se apossaram dos planos da máquina e vendo a aberração que aquilo faria, de dissolver a ilusão de Ordem destruíram todos os textos e livros Maias em que conseguiram por as mãos.

Os peregrinos ingleses que fugiram da europa e correram para a ilha de Roanoke nos EUA, no século XVI, conseguiram de Lutero em pessoa uma cópia das instruções para montar a máquina, como todos bons cristãos protestantes acreditaram que a máquina prenderia o demônio, então a construíram para uma vez preso exorcizar a Besta. Assim que ela foi concluída todos desapareceram.

Com a nossa tecnologia é possível criar uma versão mais inofensiva desta máquina, então agora vocês estão prestes a ver algo inédito. Enquanto muitos falham em dar provas físicas da existência de Gluons, Bosons, Gravitrons, Genes, etc... vocês verão FNORDS. É claro que eles existem apenas no campo periférico da consciência, então não podemos, fisicaespiritualmentalmente olhar diretamente para eles. Vejam a máquina abaixo:

pontos_pretos.gif


Reparem nos receptáculos da máquina: eles estão lá! Podem percebê-los? Parecem pequenos pontos pretos? O desconforto, ânsia e enjôo causados quando olhamos muito tempo para eles é o nosso cérebro se desprogramando para conseguir registrá-los. Isso é normal.

FNORDS, não vivos, transando, e rindo da sua cara. Eles são reais. O resto é apenas paranóia!


VII – MEDINDO A DILATAÇÃO DO CAOS COM O AUMENTO DA ENTROPIA
(senhor, estou vendo a cabeça; e é uma menina)

Agora temos que nos concentrar, precisaremos de papel, lápis e três quartilhos de aguardente. Respiremos.

Desenhe um bonequinho no centro da folha de papel. Imagine que ele é um ser consciente e que ele possui vida e livre arbítrio. Vamos chamá-lo de Sr. Tesseract, ou Mr. Tess para abreviar.

A folha de papel é o universo de Mr. Tess, e infelizmente ela limita sua existência. Ele pode ser mover apenas seguindo dois eixos e isso causa uma série interessante de experiências pessoais para ele.

Experiência #1

Desenhe a alguns centímetros de distância de Mr. Tess. Vamos fingir que essa é a casa que ele vive. Imagine como ele faz para entrar na casa. Ele deve atravessar, obrigatoriamente uma das linhas.

Experiência #2

Apague a casa que desenhou para ele. Agora imagine que você deve desenhar um quadrado com qualquer inclinação, na frente dele de forma que ele consiga ver de uma única vez a maior quantidade de lados do quadrado possível.

Experiência #3

Apague tudo. Agora desenhe o Mr. Tess em um extremo da folha. No outro extremo desenhe um X. Com uma régua ligue esses dois pontos. Meça a distância. Agora dobre a folha de forma que Mr. Tess fique a milímetros do X. Considere.

Experiência #4

Pegue um cone e fure a folha de papel com a menor extremidade. Contanto que esteja a uma distância segura de Mr. Tess, atravesse o cone todo, até a base maior, até ele atravessar do outro lado, sem tocar Mr. Tess.

Experiência #5

Pegue um garfo, incline-o de forma a criar um ângulo de 30' com o papel, comece a atravessar o papel com ele, vendo os dentes atravessando a folha, primeiro o mais baixo, depois o do meio e por último o que estava mais distante. Afunde o garfo até a base onde os dentes brotam. Observe.

Fim dos Experimentos

Dia 23 de Setembro de 1973 teve início, na vila de Brignoles, França, uma chuva de sapos. A Chuva teve a duração de 2 dias.

Em 1877 crocodilos com 30 centímetros caíram do céu por um tempo. Eles atingiam o chão a saiam andando, ainda vivos depois do impacto.

Em Quebec, quando o natal de 1857 se aproximava, choveu lagartos. As ruas e calçadas e telhados foram cobertas pelos répteis.

Dia 25 de julho de 1872 chove minhocas negras, que cobriram as ruas e as pessoas.

Em 1830 peixes sem cabeça caíram dos céus na Índia. No dia 19 de Fevereiro peixes mortos, alguns frescos, outros já bem decompostos, alguns bem grandes, outros mutilados, foram confundidos com um grupo de pássaros que de repente, começaram a "voar" em direção ao chão muito rápido.

Agora veja. Na experiência número 1, devemos considerar que de fato Mr. Tess existe em duas dimensões, e obedece às regras de uma realidade 2D. Ele tem como se mover em duas direções, para frente e para trás, para cima e para baixo. Combinanado essas duas direções ele pode andar numa linha inclinada.

Quando desenhamos a casa para ele, surge o dilema. Como ele pode atravessar uma das paredes, se os traços forem sólidos, para entrar na casa? Apenas se apagarmos um trecho de uma das paredes ou desenharmos uma porta isso é possível. Um ser de duas dimensões preso em uma realidade de duas dimensões fica, como dissemos, preso nessas duas dimensões. Agora olhe para Mr. Tess. Olhe para o quadrado. Pegue o seu dedo e coloque no interior do quadrado.

O seu dedo teve que atravessar alguma das paredes, ou você pode simplesmente colocá-lo dentro da área desenhada sem tocar nenhuma das retas?

Dia 28 de Maio de 1982. Uma garotinha viu uma moeda de 50 pence cair do céu quando atravessava o pátio da igreja de Santa Elizabete, em uma pequena cidade próxima de Manchester. Conforme o dia passou outras crianças acharam moedas no mesmo lugar. Quando foram interrogadas todas juraram que o dinheiro caiu do céu.

Alguns anos antes, em 1968, pessoas da cidade de Kent presenciaram várias moedas que caiam do céu. Elas não conseguiam ver as moedas caindo, apenas ouviam os PING quando elas tocavam o chão. A chuva durou 15 minutos, e todas as moedas estavam amassadas e dobradas por causa do impacto, como se tivessem caído de uma grande altura .

Além dessas outras chuvas de dinheiro abençoaram os fãs de papel e metal:

1940 na Rússia
1956 na Inglaterra
1957 na França - milhares de notas de 1000 francos
1976 na Alemanha

No experimento número 2, por mais que você faça contorcionismo com o papel e o lápis, vai chegar à conclusão de que, enquanto estiver desenhando um quadrado. Mr. Tess pode ver apenas dois lados dele simultaneamente. O que é triste, já que metade da figura fica sempre oculta para ele. Não para você que consegue ver o quadrado inteiro de uma única vez.

O mesmo é verdadeiro pra o experimento 3. Assim que dobrar a folha, mesmo que você tenha a ilusão de que o Mr. Tess está a apenas milímetros do X, para ele a distância continua a mesma. Já que ele não enxerga a dobra de seu universo 2D. Se antes ele estava a 20cm, com a folha dobrada ele ainda terá que percorrer 20cm para chegar no X.

Agora, você tem 3 dimensões, possui um vetor de movimento a mais do que o senhor Tesseract. Além de para frente e para cima, você se move para os lados. Claro que se fôssemos reproduzir os experimentos com você os resultados seriam iguais. Imagine um quarto fechado de tijolos, sem portas ou janelas. Você conseguiria entrar nele? Por entrar quero dizer, ir para dentro, não apenas ficar se chocando contra a parede. Sem uma abertura como você faria?

Em uma fazenda próxima de Los Angeles, pessoas realizavam um funeral. Era julho, 1869. O céu estava limpo, sem núvens, o sol brilhava. Subtamente começa a chover, a chuva cai por mais de 3 minutos, tempo suficiente para que o sangue, os órgãos e o couro que caíam cobrissem uma área de mais de dois acres de plantação de milho. Pedaços de coração, fígados e rins do que supunham ser animais (já que o couro possuía pêlos), surpreenderam a todos.

Dia 30 de Agosto de 1968 em São Paulo também choveu carne e sangue: "Os pedaços de carne foram encontrados a distância de meio metro uns dos outros, com comprimentos que variam entre 5 e 20 cm. A carne era de textura esponjosa e de cor violeta e veio acompanhada de gotas de sangue. O céu na ocasião estava limpíssimo. Não haviam aviões, antes, durante ou depois do evento e tampouco pássaros no céu".

Imagine agora o ponto de vista do Mr Tess. Na sua frente um quadrado hermeticamente fechado, e você põe seu dedo no interior. Para ele um dedo simplesmente apareceu do nada. Entrou no quarto sem atravessar paredes, e ficou lá até sumir.

O mesmo com a experiência 5. Para você o garfo é um único objeto, mas para Mr. Tess casa dente surge como um ponto, em um local diferente. Primeiro um, depois outro depois outro. Ele não tem como saber que os três pontos distintos são o mesmo objeto surgindo em três momentos diferente, em três locais diferentes.

Um mesmo objeto.

Três locais diferentes.

Três momentos diferentes.

Imagine o que ele acha do cone então? Surge primeiro um ponto na sua frente.

Em julho de 1841, os escravos de uma plantação no Condado de Wilson, Tennessee, informaram que, pouco antes do meio-dia, uma nuvem vermelha apareceu subitamente no céu limpo, e da nuvem caiu uma chuva de "matéria fibrosa muscular, ensangüentada e adiposa", nas palavras de um médico da região, W.P.Sayle, que a examinou no local. Sayle juntou algumas amostras e escreveu a um professor de química da Universidade de Nashville:

"As partículas que envio, colhi com minhas próprias mãos. O trecho da superfície na qual caíram e a maneira regular com que se dispunham sobre algumas folhas de tabaco quase não deixam dúvidas de terem caído em forma de chuva...Estou enviando o que acho ser uma gota de sangue, sendo que as demais partículas estão compostas de músculo e gordura, embora a chuva apresentasse uma maior proporção de sangue do que de outros materiais."

O ponto cresce, formando um círculo, que continua crescendo. Crescendo. Até que vira um círculo enorme e então desaparece.

Vamos supor que no meio deste exercício você sinta saudades da sua namorada, ou namorado. E resolva brincar com o cone, não só atravessando-o, mas torcendo-o, girando-o. Causando mais prazer para ela.

} Pausa copyright lovecraftiano
... cada figura no espaço é tão-somente o resultado da interseção, por um plano, de alguma figura correspondente de uma outra dimensão - assim como um quadrado é cortado de um cubo, ou um círculo de uma esfera...
fim da pausa copyright lovecraftianO{

Mr. Tess veria um ponto, que cresceria e viraria um círculo maior, que de repente iria se ovalando, e mudando de forma. Se você conseguisse encaixar de lado, além de um sorriso bobo nos lábios e um grito de prazeirosa surpresa, Mr Tess veria um triângulo. Ou seja um único objeto causando

} Pau a cop ight love af ano
O cubo e a esfera de três dimensões são, pois, cortados de formas correspondentes de quatro dimensões que os homens conhecem atraves de s.nh.. e suposicões; e essas, por sua vez, são co.ad.s de f...as d. cin.. ..me...es, e ...im por dia..e..
f d pau co ri t lov ra ianO{

diferentes sombras, mesmo diferentes formas, apenas pela limitação de visão das duas dimensões. sões.

Se a folha dobrada da esperiência 3 fosse percorrida por seu dedo, seguindo a linha que liga Mr. Tess ao X ele veria algo interessante. Até chegar à dobra ele veria seu dedo percorrendo a linha. De repente o dedo sumiria, mas apenas para parecer instantaneamente no X, como se não houvesse percorrido o espaço que os separavam.

} O tem.o é imo.el, nã. poss.i prin..pi. nem f..{

Isso é o que ocorre quando algo de uma dimensão superior interage com algo de uma dimensão inferior . Imagine algo, um objeto {ou acontecimento} que você percebe em lugares diferentes em momentos diferentes da história

Entre Julho e Setembro de 2001 chove vermelho na Índia, era uma substância que lembrava sangue. A chuva continha células, com a composição do sangue, menos o DNA, era capazes de se reproduzir. Chvou mais de 50 toneladas de partículas.

Em agosto de 1994, a cidade de Oakville, em Washington recebeu uma chuva de uma substância gelatinosa, transparente que cobriu o lugar habitado por aproximadamente 640 habitantes. Um oficial de polícia teve que parar a viatura pois a substância era viscosa e começou a 'colar' no pára-brisa impedindo a visão. No dia seguinte, caiu doente. Como disse ele na TV : "...de forma que nunca estive antes, como se meu corpo estive morrendo...". Uma outra senhora, também foi parar no hospital com muitas complicações. Visão embotada, tonteira, fraqueza e desmaio. Toda a cidade adoeceu. Uma espécie de gripe violenta que levou de um a dois meses para passar. Vários cachorros e gatos morreram. Uma moradora da cidade recolheu amostras da tal gelatina para análise. O Dr. Mike Mc Dowell do Depto. de Saúde de Washington declarou que era algo que continha glóbulos brancos humanos e dois tipos de bactérias, que atingiam o sistema digestivo e que juntas estavam fazendo o estrago.

Dia 15 de fevereiro de 1849 os residentes do condado de Simpon, na Carolina do Norte, tomaram um banho quando surgiu uma núvem vermelha no céu e teve início uma chuva pedaços de fígado, cérebro e carne que cobriu uma área de 250 metros de comprimento por 90 metros de largura.

Na verdade fosse uma única coisa que a sua limitação em 3 dimensões refratasse? Eventos que aparentemente não possuíssem conexão fossem uma única coisa? Imagine algo que acontece em 1432, então algo aparentemente não relacionado acontece em 1637, e novamente em 2010. Imagine o seu garfo atravessando a folha de papel.

} Pausa copyright marinho

... dá pra entender? As coisas crescendo dentro de cada um daqueles pobres coitados eram, na verdade, apenas partes de uma Coisa maior. Um padrão que só eu podia ver ....

fim da pausa copyright marinhO{

Um garfo, claro, acaba sendo um exemplo pobre, já que seus dentes são regulares, e bem espaçados. Imagine uma imagem feita de arame, tridimensional, como uma simulação de uma simulação de computador. Por exemplo imagine uma explosão congelada no tempo, pegue os elementos dela e simule com arame. Pedras mais distantes, maiores, menores, com formatos diferentes em diferentes alturas. Imagine agora essa imagem atravessando um plano bidimensional. Como será que Mr. Tess enxergaria isso? A pedra mais distante e mais abaixo surgiria em sua percepção antes do núcleo da explosão. As de forma diferente apenas como uma série de pontos distantes que apareceriam e sumiriam, aparentemente sem relação? O coração da explosão apareceria e desapareceria, e a onde de impacto teria formas e posição, tanto no espaço quanto no tempo, aparentemente sem relação.

Entre 1982 e 1986, "choveu" sementes de milho em Evans, Colorado (USA). A quantidade chegou às toneladas. Curiosamente, não existem campos de milho na região que poderiam ter alguma relação com o evento.

Em maio de 2004, em Jupiter beach, Flórida, a chuva foi de estranhos insetos: grandes, dotados de quatro patas,corpo semelhante ao das cigarras porém nunca vistos semelhantes em qualquer lugar do planeta.

Em janeiro de 2007 pássaros começaram a morrer em pleno vôo. O fenônemo atingiu duas cidades ao mesmo tempo e teve início na Austrália quando pombos, beija-flores e corvos começaram a despencar e atrapalhar o trânsito da cidade de Esperance. Algumas pessoas chegaram a contar mais de 80 pássaros em um único dia caídos nos jardins. E então o mesmo passou a acontecer em Austin nos Estados Unidos.

A imagem a seguir possui forte teor que pode ser considerado ofensivo por alguns tipos de pessoas. Recomendamos que as pessoas com problemas cardíacos ou impressionáveis se retirem da sala.

dim.gif


Observem como funciona o capricho da Deusa, louvadas sejam suas coxas e costas bem definidas. Dimensões tem a ver com movimentos, deslocação. Um ponto não possui dimensão, nem massa, nem forma. Ele é como o garoto Frank que buscava amor nos lugares errados. Quando o ponto se move, cria a primeira dimensão, temos uma reta, um membro ereto.

Mova a reta e o ponto existe em duas dimensões, nós temos um quadrado. Uma área plana. Mova a área em uma nova direção e temos um cubo. Mas e se movermos o cubo em uma direção que não seja as três que nosso corpo e cérebro estão acostumados? E se movermos o corpo na direção da Deusa?

Como fica o nosso cubo?

4d3cube.gif

} Pausa copyright marinho

... existe um monstro crescendo dentro de nós, incubado em padrões de câncer e dor e de morte. A Coisa transcende as dimensões - o, vamos chamar assim, "dedo" dela cresce na Cidade do Cabo, a "unha" em Nova York, algo que parece parte de uma tromba, em Montreal, o resto em Casablanca...

fim da pausa copyright marinhO{

A experiência 2 nos mostra algo interessante. Esqueça-se do seu papel e das duas dimensões. Pegue um dado, e sem nenhum truque como câmeras, espelhos ou seu amante homossexual, tente ver quantas faces do dado consegue ver de uma única vez? Da mesma forma que Mr. Tess apenas conseguiria ver duas retas do quadrado você consegue ver apenas três planos do dado. Mas você consegue ver todo o quadrado 2D de uma vez. Uma figura de quatro dimensões olhando para você olhar o seu dado conseguiria ver quantos planos do dado de uma só vez?

Em 1981, os moradores de Naphilion - cidade do sul da Grécia acordaram, pela manhã, com uma chuva de pequenos sapos verdes. Pesando poucas gramas cada um, os sapinhos pousavam nas árvores e saltavam nas ruas. Constatou-se que os sapos pertenciam a uma espécie característica do norte da África.

1881 em Worcester - Inglaterra: choveram toneladas de caranguejos-ermitões e outros moluscos.

Em novembro de 1996, uma cidade no sul da Tasmânia foi melecada. Depois de uma noite de violenta tempestade, pela manhã, numerosos moradores, ao acordar, encontraram uma estranha geléia, muito branca, clara, depositada nas ruas e jardins.

Veja. Uma reta possui um ponto em cada extremidade. Um quadrado possui uma reta em cada extremidade. Um cubo possui um plano em cada extremidade. Está conseguindo acompanhar? Precisa de ajuda? Quer chorar? Então vamos refazer uma experiência:

Imagine que você tem 4 dimensões, e imagine que pedimos para você desenhar em uma area 3d um boneco. Imagine que pedimos para pegar o seu cubo de 4 dimensões e então atravessá-lo nessa área, O que o seu ser insignificante, que consegue apenas perceber 3 dimensões veria. Claro que os gênios responderiam:

“Um cubo pequeno, que cresceria, até ficar grande para sumir de repente!”

É é por isso que posso afirmar com certeza: nossos gênios são especiais. É por isso que o mundo é um lugar tão agradável de se viver.

Agora, se você não é um gênio, e pelo contrário tem uma inteligência abaixo da média, algo sub inteligente, provavelmente responderia:

“A pessoa de 3 dimensões veria o cubo assim:

cube4.jpg

- não chore, você não é a única criança com problemas de aprendizado nesta classe, não é a única "devagar" -

Um cubo de quatro dimensões - qual é mesmo o nome dado a um cubo de quatro dimensões? - é composto de um cubo em cada extremidade. Você consegue imaginar como seria uma figura de quatro dimensões? Imagine a pessoa mais sexy, mais gostosa e inteligente. A pessoa mais caprichosa e mal humorada, com o corpo mais violento que você possa imaginar. Agora imagine que em cada extremidade dela existe uma pessoa exatamente igual ligada às outras extremidades que são compostas de pessoas iguais - iguais não, são A MESMA pessoa - todas ligadas entre si.

} Pausa copyright marinho

... ela usa a gente. Não tenho d..ida d. que nos alime..a, e ali...ta-se de nós. Ela cr.a os cami..o. que pe.co..em.s. e, quando chega . ...., ela nos mata...

... .stá nascendo de nós, tenho c....za. Desde o in...o .os t..pos essa .......osidade está vindo de nós, um ór.ão de c... vez, talvez u.. célula . .ada milénio. ... quando a tarefa estiver completa... .ntão, o quê?

fim da pau.. co..right marinhO{

parabéns, você acabou de vislumbrar a Deusa. Sagrada Éris, nos permita ver o mundo como só você consegue vê-lo e nos deuxe de pau duro, mesmo que tenhamos corpo de mulher. Amém.

A sua sombra existe em uma realidade de quantas dimensões?


VIII - TEORIA GERAL DO CAOS
[como concebida pelo verme dourado que habita dentro da maça dourada]

invisivel1.gif



Apenas de contemplar este pequeno tratado sem piscar durante 17 minutos, você deve ser capaz de compreender TUDO que valha a pena saber sobre absolutamente QUALQUER COISA.


IX- PRINCÍPIO ATIVO PSÍQUICO DA MENTE COMUM PERANTE O [FNORD] CAOS

Era uma vez uma tartruga que se chamava Berta,
E Berta a tartaruga era muito alerta;

Quando havia perigo ela nunca se feria
Pois sabia muito bem o que fazer...

Ele se abaixava
E se protegia
Se abaixe!
E se proteja!
Ela fazia o que todos nós devemos aprender a fazer

Você! Você! E você! E VOCÊ!

*BANG!*

Se abaixe e se proteja!

Berta foi a primeira filha da radiação, muito antes de Godzilla, de Rodan, Varan ou mesmo Daimajin.

Quando os americanos descobriram em 1949 que não eram os únicos a ter acesso ao que Bahá'u'lláh descreveu quase cem anos antes como:

"perceberá dentro de cada átomo uma porta que o conduz aos níveis da certeza absoluta. Descobrirá em todas as coisas: as evidências de uma Manifestação imperecedoura."

começaram a desenvolver estratégias de sobrevivência. E buscando no próprio DNA humano e na glândula pineal descobriram que Berta trazia uma sabedoria também imorredoura: se abaixe e se proteja! E assim nasceu o jingle que embalou o sono de inúmeros eleitores de Harry Truman.

A lógica é perfeita, em caso de perigo ou ameaça faça como a tartaruga: Se abaixe e se proteja!

Crianças, que aprendem rápido, nos mostraram que até uma criança pode fazer isso.

abaixeproteja.jpg


O intuito disso é simples e claro: se abaixando e se protegendo ficamos já na posição ideal para tomar no cú. Como dizia Crowley, parafraseando Hitler, "entra mais fácil"!

abaixe2.gif


afinal, nada como ensinar crianças a se proteger de uma bomba atômica já explicando de maneira educada: Fio... fudeu! Tomamu nu cú!

BANG!
(abaixe, se proteja)

É claro que essa resposta mecânica dos seres vivos funciona até hoje e é disparada por gatilhos presentes até os dias de hoje, diferente da bomba atômica, que nunca passou de ficção.

BANG!
(abaixe, se proteja)

Muito bem crianças, se preparem agora, pratiquem a sabedoria da tartaruga Berta e vamos mergulhar um pouco nesta grande latrina que é a mente humana.

Ergam seus martelos, vejam como os relâmpagos refletem no metal, preparados para machucá-la novamente?

Então ótimo, deixem me mostrar o cenário para vocês, colocar vocês por dentro do esquema, como dizem:

O messias é minha irmã, não existe um rei cara, ela é minha rainha!

Ante a questão da possibilidade do conhecimento, o sujeito pode tomar diferentes atitudes:

[BANG]

Dogmatismo: atitude filosófica pela qual podemos adquirir conhecimentos seguros e universais, e ter absoluta certeza disso.

Cepticismo: atitude filosófica oposta ao dogmatismo, a qual duvida de que seja possível um conhecimento firme e seguro, sempre questionando e pondo à prova as ditas verdades. Esta postura foi defendida por Pirro de Élis.

Relativismo: atitude filosófica defendida pelos sofistas que nega a existência de uma verdade absoluta e defende a idéia de que cada indivíduo possui sua própria verdade, que é em função do contexto histórico do indivíduo em questão.

Perspectivismo: atitude filosófica que defende a existência de uma verdade absoluta, mas pensa que nenhum de nós pode chegar a ela senão a apenas uma pequena parte. Cada ser humano tem uma visão da verdade. Esta teoria foi defendida por Nietzsche e notam-se nela ecos de platonismo.

Caos (do grego Χάος) é, segundo Hesíodo, a primeira divindade a surgir no universo, portanto o mais velho das divindades. A natureza divina do Caos é de difícil entendimento, devido às mudanças que a idéia de "caos" sofreu com o passar da épocas.

[BANG]

DEFINIÇÃO:
A Matemática (do grego máthēma (μάθημα): ciência, conhecimento, aprendizagem; mathēmatikós (μαθηματικός): apreciador do conhecimento) é a ciência do raciocínio lógico e abstrato. Ela envolve uma permanente procura da verdade. É rigorosa e precisa.

Na prática isso se resume em dois pontos extremamente bem definidos:

"Qualquer teoria axiomática recursivamente enumerável e capaz de expressar algumas verdades básicas de aritmética não pode ser, ao mesmo tempo, completa e consistente. Ou seja, sempre há em uma teoria consistente proposições verdadeiras que nao podem ser demonstradas ou negadas."

"Uma teoria, recursivamente enumerável e capaz de expressar verdades básicas da aritmética e algumas verdades de probabilidade formal, pode provar sua própria consistência se, e somente se, for inconsistente."

Em 1900 , no Congresso Internacional de Matemática de Paris, em 1900, o garoto David Hilbert faz um apelo para desencadear um esforço geral da comunidade científica a fim de completar a fundamentação lógica da matemática. Nos poucos anos que se seguiram a maior parte das questões por ele propostas foram adequadamente resolvidas. Imbuído das idéias correntes, apresentou um surpreendente trabalho resumindo as 23 [vinte e três] questões ainda "em aberto", as quais, após resolvidas, completariam todo o escopo da matemática.

Perguntem o que Hilbert achou do trabalho publicado por Gödel em 1931 [19+3+1].

MAS PERGUNTEM ALTO

O poeta romano Ovídio foi o primeiro a atribuir a noção de desordem e confusão à divindade do Caos. Todavia Caos seria para os gregos o contrário de Eros. Tanto Caos como Eros são forças geradoras do universo.

[BANG]

DEFINIÇÃO:
Realidade (do latim realitas isto é, "coisa") significa em uso comum "tudo o que existe". Em seu sentido mais livre, o termo inclui tudo o que é, seja ou não perceptível, acessível ou entendido pela ciência, filosofia ou qualquer outro sistema de análise. Realidade significa a propriedade do que é real. Aquilo que é, que existe. O atributo do existente. "o estado das coisas da forma que elas existem de fato".

Na prática isso pode ser traduzido como:

Um gato é preso em uma câmara de aço, enquanto com o dispositivo seguinte (o qual deve estar seguro contra interferência direta do gato): em um contador Geiger tem uma pequena quantidade de substância radioativa, tão pequena, que talvez durante o período de uma hora, um dos átomos decaia, mas também, com a mesma probabilidade, talvez nenhum; se isso acontecer, o tubo do contador descarrega e através de um relé libera um martelo que quebra um pequeno frasco de Cianeto hídrico. Se algum deles tiver saído do seu sistema natural por uma hora, alguém pode concluir que o gato permanece vivo enquanto o átomo não tiver decaído. A função-psi do sistema poderia ser expresso por ter dentro dele o gato morto-vivo (com o perdão da palavra) misturada ou dividido em partes iguais.

É típico desses casos que uma indeterminação originalmente restrita ao domínio atômico tenha sido transformada em uma indeterminação macroscópica, o qual pode então ser resolvido por observação direta. Isso nos previne de aceitar tão inocentemente como válido um "modelo confuso" para representar a realidade. Por ele mesmo ele não explicaria qualquer coisa imprecisa ou contraditória. Existe uma diferença entre uma fotografia tremida ou desfocada e uma foto de nuvens e neblina.

Quando Roger Penrose viu que estavam fazendo muita graça com o gato dele explicou, um tanto quando alterado:

"Eu desejo tornar isso claro, que o que está sendo debatido está longe de resolver o paradoxo do gato. Até agora não há nada no formalismo da mecânica quântica que necessita que um estado de consciência não possa envolver a percepção simultânea de um gato morto-vivo."

Embora a visão mais aceita é que a incoerência é o mecanismo que proíbe tal percepção simultânea.

[BANG]

[BANG]

[BANG]

Vamos manter em mente apenas que incoerência pode ser traduzido para a mente pensante como discrepância ou falta de lógica.

Caos significa algo como "corte", "rachadura", "cisão" ou ainda "separação", já Eros é o princípio que produz a vida por meio da união dos elementos (masculino e feminino). Geralmente o termo Caos se refere a um estado onde inexiste ordem ou a possibilidade de se prever qualquer coisa.

A percepção é a apreensão da realidade ou de uma situação objetiva pelo homem. Reação de um sujeito a um estímulo exterior, que se manifesta por fenômenos químicos, neurológicos, ao nível dos órgãos dos sentidos e do sistema nervoso central, e por diversos mecanismos psíquicos tendentes a adaptar esta reação a seu objeto, como a identificação do objeto percebido (ou seu reconhecimento), sua diferenciação por ligação aos outros objetos etc.

Isso traduzido para uma língua que não seja falada exclusivamente por cães pode ser compreendido por aquilo que Korzybski - sim, muito bem lembrado, já citamos o nome dele lá atrás - chamou de semântica geral. Apesar de ser polonês, e para aqueles que estão já fazendo piadas lembrem-se de que racismo é apenas a demonstração clara de que "as pessoas preferem estar juntas do que estar certas" - o professor Morbitvs pode me corrigir se eu estiver errado - ele era um cara legal. O sangue russo deve ter algo a ver com isso, afinal foram eles que realizaram a profecia da estrela absinto tornando as águas amargas [alguém se lembra de onde a estrela caiu?]. Voltando ao assunto o pequeno polonês [?] descobrindo que Aristóteles era chato e não sabia de nada propôs com toda sua pompa americana:

1. Um mapa não é o território.

2. Um mapa não representa tudo de um território.

3. Um mapa é auto-reflexivo no sentido de que um 'mapa’ ideal incluiria um mapa do mapa, e assim por diante, indefinidamente.

Para evitar uma explicação extremamente técnica como esta vamos desdobrá-las de maneira mais fácil e compreensiva:

Isso significa que nós:

Somos capazes de capturar/prender o tempo - e isso se olharmos só a capacidade de transmitir informação, de registrar a informação [a primeira palavra que deu origem a tudo foi a palavra escrita]

De perceber a verdade do silêncio em níveis objetivos - já que o mapa não é o território, e tudo o que percebemos e registramos é um mapa mental da realidade, o que se passa em nosso cérebro dificilmente é a realidade fatual.

Nos aproximamos da realidade muito mais rápido por extensão do que por intensão, ao relacionar fatos ou invés de assumir propriedades, algo como "Darwin falou coisas que me pareceram idiotas" ou invés de "ele é um idiota". [onde entra o ateísmo nesta perspectiva?]

Isso ainda pode ser colocado sob a forma de gráfico onde nossos três pontos [devemos nunca nos esquecer de que o um gera o 2 que dá existência ao 3]

A-Nulo, I-Nulo e E-Nulo estão localizados em:

A-Nulo - Não Aristotélico, já que uma lógica baseada em dois valores não pode mapear adequadamente a totalidade da experiência humana.

I-Nulo - Não Idêntico, já que dois fenômenos não podem nunca ser mostrados/provados idênticos. [não pensem em limites de mensuração e sim em suficiência de similaridade para o propósito da análise que estejam realizando no momento"]

E-Nulo - Não Euclidiano, já que São Lovecraft [Love = amor, Craft = Arte] nos deixou mais do que claro quando sodomizava nossa mente consciente gritando que o espaço em que habitamos não é descrito adequadamente pela geometria vagabunda de Euclides.

Assim, não seria um erro afirmarmos que, se levarmos essas baboseiras sem sentindo de Korzybski, que a totalidade das incoerências [discrepâncias ou falta de lógica] se originam no fracasso em se reconhecer todos os fatores, todas as visões, e de se confiar em mapas de realidade que não correspondem ao que de fato é. <<As pessoas discutem baseando-se nos próprios mapas e não percebem que outros usam mapas diferentes, inclusive o próprio Korzybski.>>

Roll up, roll up for the mystery tour.
Roll up, roll up for the mystery tour.

E então o Caos saiu das mãos dos devotos d'Ela e foi dominado por aqueles que cansados de suas esposas dormindo de calças jeans tiveram novas idéias. E a mulher esplêndida, cujos olhos era suaves como plumas e tão profundos quanto a eternidade em pessoa, e cujo corpo era a dança espetacular dos átomos e dos universos, de cabelos formados pela pirotecnia de energia pura e que falava através de arco-iris que se manifestavam e se dissolviam conforme sua voz suave e cálida fluia se tranformou no nada do qual os primeiros objetos surgiram.

Vejam e isso é importante. Acaso é diferente de Caos, da mesma forma que uma árvore cujo tronco lembra o corpo de uma mulher é diferente de sentir sua porra saindo ou a porra de alguém entrando em você.

Tiamat é derrotada por Marduk. A "Terra" sem forma é trabalhada por Deus - que apesar de surgir primeiramente na bíblia no feminino e depois criar o homem macho e fêmea como ele deu origem ao patriarcado religioso. Bacon diz que a natureza deve ser abusada para revelar cada segredo, como uma bruxa durante a inquisição.

Roll up AND THAT'S AN INVITATION, roll up for the mystery tour.
Roll up TO MAKE A RESERVATION, roll up for the mystery tour.

[BANG]

E assim, no século II nossa senhora passa a ser descrita como:

massa rudimentar massa informe.
Nada senão seu próprio peso
sim, as coisas semeadas em discordes
montes, amontoadas sem nenhum ajuntamento.
um só era o todo desta natureza
a que chamamos Caos.

É assim que ocorrem as Metamorfoses. E isso vindo da pena que nos disse para: "Elogiar até os defeitos da mulher amada".

E foi então que o Teista (do latim Renatus Cartesius) iluminou a todos, dizendo: "Gregos eram toscos! Eram homens, mas usavam vestidos longos, e faziam permanentes no cabelo, como paracelso deixa claro na página 6! Devemos, repito, DEVEMOS duvidar de cada ideía que não seja clara e distinta, ao contrário daqueles manés que acreditavam que as coisas existem simplesmente porque precisam existir, ou porque assim deve ser etc.,"

E assim ele instituiu a dúvida: só se pode dizer que existe aquilo que puder ser provado, sendo o ato de duvidar indubitável, através da verificação, da análise, da síntetização/reprodução e da enumeração de todas as conclusões.

Com isso ele conseguiu se livrar de toda superstição provando:

a) a existência do próprio Eu.
b) que Deus existe.
c) que céticos são chatos e extremamente contraditórios, como podemos verificar, analisar, reproduzir e enumerar.

E desta forma se formos pegar a base do ceticismo, ou da prática ciêntífica podemos, matematicamente expressá-la da seguinte forma:

X = 10 (y-x)

Y= 28x-y-xz

Z= -(8/3)z+xy

Se houver alguma dúvida, existe um jogo de dominó no pátio, acabem-se.

"Mesmo em sistemas nos quais não há ruído, erros microscópicos na determinação do estado inicial e atual do sistema podem ser amplificados pela não-linearidade ou pelo grande número de interações entre os componentes, levando ao resultado aleatório. É o que se chama de 'Caos Determinístico'"

CAOS

DETERMINÍSTICO

Quanto vocês acham que pesa a alma humana?

Um chute, podem dar, sem o Sean Penn por favor. Essa resposta é facil de ser respondida apelando novamente para música. E para os russos.

Goerge Cantor foi o homem que olhou para o infinito que se desenrolava à sua direita, depois olhou para o infinito que se extendia à sua direita e, depois de respirar fundo, disse: Infinitos não são iguais, só por serem infinitos!

Pensava-se que todos os conjuntos de infinitos possuiam a mesma grandeza, mas Cantor provou de forma conclusiva que isso não era verdade, pois a quantidade de números dos conjunto dos reais era maior do que a dos racionais. Cantor dizia que os números Reais podiam ser subdivididos de duas maneiras:

a)Como Racionais e Irracionais

b)Como Algébricos e Transcendentes

Deixando todo aquele blá blá blá que fez LaVey escrever sua própria Bíblia Satânica ao invés de ficar recomendando a Goetia a seus conhecidos. Cantor colocou na ponta do lápis que se você desenhar dois pontos e os unir com uma reta (pode ser do lapis que ele estava usando mesmo) naquele segmento de reta delimitado pelos dois pontos existe infinito + 1 pontos.

Depois ele provou que se você pegar a medida desse segmento e desenhar um quadrado com ele, como a casa do Sr. Tess, cada segmento terá infinito + 1 pontos, e por isso a superfície formada pelos segmentos terá a área de...

Infinito + 1

agora, pegue esse quadrado e construa um cubo com ele, o volume do cubo será de ...

Infinito + 1

conseguem ver as implicações práticas disso?

The magical mystery tour is waiting to take you away,
Waiting to take you away.

Quando alguém compra um ticket para a Magical Mystery Tour, essa pessoa sabe o que esperar. Nós garantimos para ela a viajem da sua vida. E é exatamente isso que ela consegue: The Magical Mystery Tour!

Para dar um nome a esse número maior do que o infinito Cantor buscou nos ciganos e o batizou de Aleph.

Veja que o Aleph não está apenas na soma ou multiplicação. Pegue o primeiro segmento e o divida no meio. Cada parte terá Aleph pontos nela. Nesta canção a parte é igual ao todo. É perfeitamente demencial, se nos colocarmos no ponto de vista da razão clássica, e no entanto é demonstrável.

[o mapa não é o mesmo que o território]

Também é demonstrável o facto de que, se se multiplicar um aleph por qualquer número, chega-se sempre ao aleph. Só existe um único processo de passar para além do aleph, é elevá-lo a uma potência aleph.

Se se chamar ao primeiro aleph zero, o segundo é aleph um, o terceiro aleph dois, etc. Aleph zero, já o dissemos, é o número de pontos contido num segmento de direita ou num volume. Demonstra-se que o aleph um é o número de todas as curvas racionais possíveis contidas no espaço. Quanto ao aleph dois, ele corresponde a um número que seria maior do que tudo o que se pode conceber no Universo. Não existem no Universo objectos em número suficientemente grande para que ao contá-los se chegue a um aleph dois. E os aleph estendem-se até ao infinito. O espírito humano consegue portanto ultrapassar o Universo construir conceitos que o Universo jamais poderá preencher. É um atributo tradicional de Deus, mas jamais se imaginara que o espírito pudesse apoderar-se desse atributo.

Um pirulito para quem adivinhar onde Cantor passou seus últimos dias.

Para quem não souber aqui vai um exercício prático: comecem a somar todas as placas de carro e vejam quantas vezes a soma chega a 23, somem os quatro números individualmente, como duas dezenas o que for. Anotem em um gráfico que tenha os 28 dias do mês lunar. Então no mês seguinte façam o mesmo e vejam quantas somas totalizam 17. Comparem os dois gráficos.

[BANG]

Em 1911 decidiram que era hora de saberem mais sobre modelos atômicos. E para isso criaram a regra da quantização. A idéia era seguir o bordão cético/cartesiano de através de experiências e deixando de lado coisas sem sentido, criarem regras extremamente elaboradas que permitissem a o calculo dos espectros de um número razoável de átomos. Como obtiveram êxito usando essa regra, que não era consistente com nenhuma teoria da época.

Foi então que Platão, cansado de besteiras, se lembrou de uma conversa que tivera com seu colega, o frade franciscano William de Ockham e disse:

"pluralidades não devem ser postas sem necessidade" e como todo mundo olhou meio de rabo de olho, fingindo que ele não estava na sala, disse de novo mais alto ainda: "as entidades não devem ser multiplicadas além do necessário!".

Desta vez não pôde ser ignorado, como havia conseguido a atenção de todos, por outra boca que não sua profetizou:

"Se em tudo o mais forem idênticas as várias explicações de um fenómeno, a mais simples é a melhor"

É claro que essa é a visão de um religioso, não deve ser levada em consideração. Então a traduziram da seguinte forma:

Propriedades compatíveis são aquelas para as quais a medida simultânea e arbitrariamente precisa de seus valores não sofre nenhum tipo de restrição básica.

[NENHUM TIPO DE RESTRIÇÃO BÁSICA]

Propriedades mutuamente excludentes são aquelas para as quais a medida simultânea é simplesmente impossível.

Propriedades incompatíveis são aquelas correspondentes a grandezas canonicamente conjugadas, ou seja, aquelas cujas medidas não podem ser simultaneamente medidas com precisão arbitrária.

E assim se tornou manifesta a impossibilidade de se ignorar a interação observador-sistema observado.

Caos: O estado primordial, primitivo do mundo é o Caos. Era, segundo os poetas, uma matéria que existia desde tempos imemoriais, sob uma forma vaga, indefinível, indescritível, na qual se confundiam os princípios de todos os seres particulares. Caos era ao mesmo tempo uma divindade, por assim dizer, rudimentar, capaz, porém, de fecundar. Gerou primeiro a Noite, e depois o Érebo.

Segundo o budismo o disparate entre sábios e ignorantes é produto do Véu de Maia (ou “Véu da Ilusão”) e a (in)capacidade de enxergar além dele. O Véu de Maia nos mantêm adormecidos a medida em que limita nossas visões àquilo que entendemos como realidade: valorizamos somente o que é concreto, devemos obediência ao que o senso comum aprova e reconhecemos apenas os fenômenos empíricos, ignorando a legitimidade das experiências. Nos sentimos inadequados cada vez que percebemos que o essencial é invisível aos olhos ou manifestamos o anticonvencional.

[BANG]

Em 1967 [1+9+6+7] Lyndon Johnson cria a Operação Caos, posta em prática por Jesus, o objetivo do programa era desmascarar possíveis influências estrangeiras nos movimentos anti-guerra criados pelos estudantes americanos.

Desvelar uma ilusão, apenas cria uma nova ilusão.

Em 1967 [1+9+6+7] é mandada cumprir a primeira Lei de Segurança Nacional do regime militar. O crime de opinião, o crime político, o crime de subversão, o enquadramento de qualquer cidadão à Lei de Segurança Nacional, sua expulsão do Brasil e a vigilância de seus familiares, bem como a indisponibilidade dos seus bens, estavam agora institucionalizados e eram legais.

"Caos" é algo complicado de se definir. De fato, é muito mais fácil listar propriedades de um sistema considerado "caótico" do que dar uma definição precisa de caos. Gleick notou que "Ninguém (dos cientistas estudiosos do caos que ele entrevistou) concordava com (uma definição d) a palavra", então ele nos dá uma lista de descrições, por exemplo:

"As orbitas atrativas complicadas e aperiódicas de certos sistemas dinâmicos geralmente de baixa dimensão"
Philip Holmes

ou

"Um tipo de ordem sem periodicidade"
Bai-Lin Hao

[BANG]

Em 1967 [1+9+6+7] o crescimento das tensões entre os países árabes e Israel leva ambos os lados a mobilizarem as suas tropas. Antecipando um ataque iminente do Egito e da Jordânia, a Força Aérea Israelense surpreendeu as nações aliadas, lançando um ataque preventivo e arrasador à força aérea egípcia. Tem início à Guerra dos 6 Dias.

Se pegarmos todas as definições dadas em livros sobre caos, não conseguimos encontrar uma concordância entre eles. Wiggins diz que "um sistema dinâmico que mostre uma dependência sensível em uma condição inicial em um conjunto de variantes fechados será chamado de caótico". Tabor diz que "quando dizemos uma solução caótica para uma equação determinante nós queremos dizer uma solução sujo resultado é extremamente sensível às condições iniciais, e cuja evolução através do espaço parece ser completamente aleatória". Rasband diz que "o fato de usarmos a palavra 'caos' já implica que existe uma observação a um sistema, talvez através de medição, e que essa observação ou medições variam de maneira imprevisível. Nós dizemos que as observações são caóticas quando não existe uma ordem ou regularidade perceptíveis".

[BANG]

Em 1967 [1+9+6+7] os Estados Unidos e os Vietnamitas do Sul dão início à Operação Deckhouse Five [2+3]. O objetivo primário da operação combinada entre os dois países era fazer prisionérios, construir uma gaiola POW e trazer os prisioneiros para o Exército da República do Vietnam em Bien Hoa. A operação foi um fracasso.

Então uma forma simples, mesmo que ligeiramente imprecisa, de descrever caos é "sistemas caóticos são distinguidos por uma dependência sensível nas condições iniciais e por terem uma evolução através do espaço que aparente ser bastante aleatória". Então um sistema dinâmico caótico é geralmente caracterizado por:

1- Ser formado por uma coleção densa de pontos com orbitas periódicas,

2- Serem Sensíveis à condição inicial do sistema (de forma que pontos inicialmente próximos possam evoluir rapidamente para estados muito distintos),

[borboletinha, está na cozinha... fazendo chocolate...]

3- Serem topologica<<mente>> transitivos.

[BANG]

Em 1967 [1+9+6+7] as forças armadas gregas tomaram o poder através dum golpe de estado, estabelecendo a junta militar grega, que viria a se tornar um regime de coronelismo. Existem suspeitas de que a Agência de Inteligência Central (CIA) estaria envolvida no golpe, e o novo regime em Atenas foi apoiado pelos Estados Unidos.

Padrões estocásticos são aqueles que surgem por meio de eventos aleatórios. Porém, é importante salientar uma diferença entre aleatoriedade e estocasticidade. Normalmente, os eventos estocásticos são aleatórios. Todavia, podem eventualmente não o ser. É perfeitamente plausível, embora improvável, que uma série de 10 arremessos de dados gere a seqüência não aleatória de 6,5,4,3,2,1,2,3,4,5 ou 1,1,1,1,1,1,1,1,1,1. Apesar de coerente - ou compressível (podendo ser expressa de um modo mais comprimido que a seqüência inteira) - a seqüência não-aleatória é estocástica, pois surgiu através de um evento aleatório: o lançar de dados.

Na matemática, Agulha de Buffon é um método para estimar o número π, o método consiste basicamente em gerar aleatoriamente N sucessivas amostras em termos de custo ou tempo (variável aleatória) que serão então "testadas" em um modelo estatístico, que vem a ser na verdade uma distribuição de probabilidade. Traduzindo, atire agulhas de 4 cm de comprimento, ao acaso, num assoalho feito de tábuas de 4 cm de largura, calcule a probabilidade de que a agulha caia atravessando uma das junções. Resultado? π!

[BANG]

Em 1967 [1x9x6x7 = 378 ~ 3+7+8 = 6+6+6] nasce Kurt Cobain dois dias após a morte de Robert "Se a radiação de mil sóis queimassem ao mesmo tempo no céu, isso seria como o esplendor do Senhor. Agora, eu me torno a Morte, o destruidor de mundos" Oppenheimer.

The magical mystery tour is hoping to take you away,
Hoping to take you away.

"O bom senso é a coisa mais bem distribuída do mundo: todos pensamos tê-lo em tal medida que até os mais difíceis de se contentar nas outras coisas não costumam desejar mais bom senso do que têm."

Durante a década de 1950 o escritor William Burroughs e o artista Brion Gysin realizaram experiências com uma nova técnica de escrita, batizada como o Corte e mais tarde de a Dobradura. Essa tecnica consistia basicamente em pegar um determinado texto, cortá-lo aleatoriamente, re-arranjá-lo e assim criar um novo texto. O objetivo dessas experiências era alterar algumas presunções da nossa compreenção de tempo, história e memória. Mais tarde elas foram usadas por Burroughs como uma forma de prever o futuro.

Banach e Tarski conseguiram mostrar que é possível tomar uma esfera de dimensões normais, as de uma maçã ou de uma bola de ténis por exemplo, cortá-la em fatias e reunir em seguida essas fatias de forma a ter uma esfera menor que um átomo ou maior que o sol.

The magical mystery tour is dying to take you away,
Dying to take you away, take you away.

[BANG]
[BANG]
[BANG]

---------------------------------------------------
Durante a transição de gerações considerável número de indivíduos falece, antes mesmo de procriarem;

Os que sobrevivem e geram descendentes, são aqueles seleccionados e adaptados ao meio devido às relações com os de sua espécie e também ao ambiente onde vivem.

A cada geração, a selecção natural favorece a permanência das características adaptadas, constantemente aprimoradas e constantemente melhoradas.
---------------------------------------------------


Vejam, meus caros Chimpanzés, os australopitecos - ou Australopithecus se você é um Renatus Cartesius - constituem um género de diversos hominídeos extintos, bastante próximos aos do gênero Homo. Agora um dos princípios básicos do charlatanismo. Prestem atenção nesta mão:

Isto significa que apesar de antes imaginarem que os Macacos Sulistas eram parte do que se convencionou a chamar "processo evolucionário" que começou com a Chita e terminou com o nosso presidente. Então descobriram novos fósseis hominídeos que parecem pertencer ao gênero Homo que eram mais antigos do que os Pithecuses e ocorre uma iluminação.

]- Pausa Darwinista

J. B. S. Haldane, quando questionado sobre que tipo de evidência poderia contradizer a evolução respondeu: "Fósseis de coelho no Pré‐cambriano".

Richard Dawkins, quando questionado se não se considera tão fundamentalista quanto os teístas que combate respondeu:

"Se todas as evidências do universo se voltarem a favor do criacionismo, serei o primeiro a admiti‐las, e mudarei de opinião imediatamente. Na atual situação, porém, todas as evidências disponíveis (e há uma quantidade enorme delas) sustentam a evolução. É por esse motivo, e apenas por esse motivo, que defendo a evolução com uma paixão comparável à paixão daqueles que a atacam. Minha paixão baseia‐se nas evidências. A deles, que ignora as evidências, é verdadeiramente fundamentalista".

]- Fim da Pausa Darwinista

Sim, eles então não fariam mais parte da nossa evolução, afinal eram feios, e peludos e fedidos. A National Geographic zoou eles pegando a foto de um com pele e dizendo que Jesus se parecia com aquilo.

HA HA HA

Bem com isso se criou então uma espécie à parte. Outros hominídeos que por um motivo ou outro teriam entrado em extinção. E claro que eles seriam concorrentes aos Homos - caso você ainda não tenha se acostumado com a idéia, sim... todos nós somos Homo, não temos desculpas para nos vestir com desleixo e deixar os cabelos desgrenhados - pode escolher dentre Griphopithecus, Lufengpithecus, Sivapithecus e outros.

E agora é que o truque fica interessante. Estavam olhando para esta mão, correto? Então agora vou fazer o movimento devagar, mas reparem nesta outra mão.

Supomos que estão extintos porque não vemos hoje por ai algo que se enquandre no que um Australopithecus seria, logo foi extinto, alguns dizem que até por se meterem com Homos - isso redefine a nossa visão de bicha louca, não?

Bem algumas características de um A.P. =

1. Possuíam polegares opositores
2. Eram canibais
3. Não possuíam linguagem articulada
4. Não dominavam o fogo
5. Eram canibais
6. Possuíam um domínio sofrível de ferramentas, como os atuais macacos que pagamos apra ver em zoológicos.
7. Se alimentavam de carne de indivíduos da mesma espécie e provavelmente de outras aparentadas - pense nos prions, isso redefine a nossa visão de doença da bicha louca, não?

Bem, repararam na troca que houve, repararam quando é que a moeda trocou de mão?

Para aqueles mais lentos vou mostrar com legendas:

MOMENTO 1

Exist"iam" outros hominídeos vivendo juntamente com o que hoje é o "nós".
"Nós" claramente não evoluímos dele, ainda existe algum elo perdido em algum lugar por ai.
Temos uma "outra espécie" de primata, semelhante ao homem que simplesmente sumiu do mapa, logo supostamente extinto, e ele curtia um churrasco que entendesse o que ele estava gesticulando.

É aqui que a moeda vem para o meu bolso.

Porque suponham que existam lendas, relatos e folclores de hominídeos diferentes de "nós", zanzando por ai. Suponha que eles se localizem uma região de clima semelhante, toda a espécie migrou, supostamente, para uma mesma região. Suponha que esses relatos sejam de pessoas lá para o norte do canadá, pra lá do alaska, ou no tibet, lugares frios e cheios de neve e temperaturas baixas.

Alguém sabe me dizer porque os pêlos dos ursos polares tem espessura, tamanho e cor diferente dos ursos pardos que roubam cestas de pique-nique?

Ótimo.

Vamos voltar à nossa suposição. Aham. Então suponha que o povo primitivo e sem alma, ou com excesso de alma (depende da cor da pele) dá um nome pra essa criatura, e a chama de algo como wendigo - que poderia significar canibal -, ou Yeti - que significaria "aquela coisa" ou mesmo um nome mais amplo como garras devoradoras. Claro que é uma suposição, não existem evidências.

Repararam como funciona? Eu faço vocês prestarem atenção em uma mão, e FNORD, a moeda está na outra.

É como em Gévaudan, quando "Uma Fera monstruosa semeia o pavor e o desespero na região, atacando e matando sem cessar, especialmente crianças, adolescentes e mulheres".

Os registros da época referem-se a animal desconhecido. De fato, os que o viram afirmaram categoricamente que não era um lobo. Lobos, eles os conheciam bem. As descrições apresentaram-no com esta aparência:

Tem o porte de um vitelo de um ano os olhos grandes como ele; é baixo na parte da frente e as patas são providas de garras; a cabeça é grande, terminando em focinho alongado; as orelhas são menores do que as de um lobo e espetadas, como chifres; o peitoral é largo e recoberto de pêlos acinzentados; os flancos são avermelhados; acompanhando a espinha, uma listra negra. Mas o que mais impressionava a todos era a sua goela, uma bocarra imensa e provida de afiadíssimas presas, capazes de decepar as cabeças das vítimas como uma navalha. Goela horrenda.

Descreviam-no ainda como tendo andar lento e correndo aos pulos, em velocidade inacreditável. Era visto ora num lugar e ora noutro, a distância que nenhum animal poderia percorrer dentro daquele espaço de tempo. Alguns concordavam que ele pudesse ser semelhante ao lobo; mas eram todos categóricos ao afirmar que não era, em absoluto, um lobo, mas uma fera jamais vista antes.

O Rei ofereceu alta recompensa a quem a capturasse ou matasse.

Voltando ao passado: Informam os documentos da época que em 1762, dois anos antes, portanto, do aparecimento da Fera, havia, naquela região, uma família de amestradores de lobos. Usaram-nos certa ocasião para um assalto a viajantes, ordenando-lhes que os devorassem. Pelo crime foram condenados à forca.

Algo relacionado com bebidas que transformariam pessoas, cintos mágicos, skinwalker, metamorfos? Claro que não. Não existem evidências.

Seres de luz em montanhas, mulheres que saem da água falam uma língua estranha e voltam para a água sem emergirem novamente.

Não existem evidências também de seres passeando por Devon, e de fato muitos elefantes nadando na Escócia.

Vejam, o tamanho da moeda que consegue desaparecer é proporcional ao tamanho do bolso da calça. Qual o tamanho do seu?

É por isso que assim que começamos a fazer magia nús, como todos os bons iniciados recomendam, quando a moeda some, a falta de evidências não faz mais sentido. É somente então que surge a maça, feita do mais puro ouro, brilhando como um sol. E a voz de sinos e guitarras nos diz:

Eu vim para dizer que você está livre.

L.


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.