Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Miscelânia Textos Diversos 23 Razões para Agradecer (de joelhos) aos Católicos As Belas Artes

As Belas Artes


23 Razões para Agradecer (de joelhos) aos Católicos

Criador e CriaturaEm sua "Carta aos Artistas" o Papa João Paulo II cita uma famosa frase do autor russo, Dostoyevsky: 'A Beleza salvará o mundo.' A questão de se esta beleza é a que existe no mundo ou se é uma beleza que vem de fora, levanta a antiga discussão filosófica da estética, cuja resposta cristã é: um pouco dos dois. A Beleza que existe no mundo vem de Deus, e nos aponta para sua origem. Ao contrário da crença moderna de que "a beleza está  nos olhos de quem vê", a Igreja acredita que assim como a Verdade e a Bondade, a Beleza é uma realidade objetiva.

Assim, a Arte na concepção católica de mundo não é mera expressão da individualidade, mas uma busca pela perfeição. Isso se reflete em todas as formas de arte, mas é historicamente mais evidente dentro das artes plásticas da pintura e escultura. Assim, não é apenas uma questão de católicos pintando, esculpindo, mas sim de tentar colocar o "Esplendor da verdade", para usar uma expressão platónica, em cada uma de suas obras, levando cada artista a dar 500% em seus trabalhos, já que ele representaria uma parte da criação de Deus.

Isso é verdade para a maior parte das religiões, com exceção talvez do budismo e algumas formas de hinduísmo que acreditam que o mundo e sua beleza são meras ilusões, mas podemos dizer sem medo de errar que todas as belas artes nasceram no altar. A inspiração e a patronagem de movimentos religiosos está por trás de toda grande expressão artística, mesmo antes da formação do cristianismo.  Contudo, o judaismo, o islamismo e dissidentes cristãos como os protestantes, partem do princípio de que qualquer manifestação material que tente reproduzir a criação é uma ofensa a Deus, e portanto é desencorajada e combatida. Já os católicos possuem fé na Incarnação de Deus, no Verbo feito Carne, e possuem a certeza de que a Beleza Suprema se manifestou no mundo material. Por essa razão a Igreja sempre combateu a iconoclastia e como resultado possui extraordinárias colaborações nos campos da pintura e da escultura.

Mais do que isso. Podemos dizer que não existe na história nenhuma instituição que deu origem a mais expressões e escolas artísticas do que a Igreja Católica Apostólica Romana e que seus artistas realizaram as maiores obras primas de todos os tempos, como Mona Lisa e a Santa Ceia de Leonardo da Vinci, o Nascimento de Vênus de Sandro Botticelli e os famosos afrescos da Capela Sistina de Michelangelo.O mesmo ocorre no campo das esculturas com o Davi de bronze feito por Donatello, o 'Beijo' ou o' Pensador' de Auguste Rodin, a Pieta, repŕesentando Jesus nos Braços de Nossa Senhora e o Davi de mármore, estes dois últimos novamente de Michelangelo.

O impacto cultural destes artistas, criados, inspirados e patrocinados pela Igreja Católica é tamanho que gêneros inteiros nasceram de seu seio, como a arte bizantina, o estílo gótico e o estílo barroco. Os protagonistas e fundadores de boa parte dos movimentos artísticos e do vocabulário visual que temos hoje e de origem católica. Giotto fundou o Realismo e Brunelleschi inventou a perspectiva de ponto de fuga. Quando Caravaggio produziu suas obras no final do século XVI, o impacto foi tão grande que praticamente todos os artistas começaram a imitá-lo.

Fra Angelico, Raphael, Botticelli, Diego Vlazques, Francisco de Zurbarán, Berninie,  Johannes Vermeer e mesmo muitos modernistas como Paul Cézanne, Monet,  Salvador Dali, Pablo Picasso e Kiko Argüello... Mãe de Deus, cite um grande artista plástico da história e ele provavelmente foi católico ou foi criado por um.

A busca pela perfeição da Beleza dos artistas católicos é semlhante a busca pela Verdade de seus filósofos e a busca pela Bondade e pelo Amor dos Santos. É uma mesma busca. A Beleza é seu próprio argumento.


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.