Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Miscelânia Textos Diversos 23 Razões para Agradecer (de joelhos) aos Católicos As Universidades

As Universidades


23 Razões para Agradecer (de joelhos) aos Católicos

Harvard"Cuida mais da educação dos jovens que lhe forem confiados do que se eles fossem filhos de reis."
- São João Batista de La Salle

A igreja não é apenas a mãe do método científico e suas descobertas. Não foi a mãe das grandes artes, da música, das pintura e da economia, mas também do sistema com o qual perpetuamos esses conhecimentos. 

Foi da obra de Santo Agostinho e São Tomás de Aquino, cada um a sua maneira buscando mostrar que fé e razão podem viver em harmonia, que nasceu o movimento escolástico (palavra que deu origem ao termo escola). Escolástica ou Escolasticismofoi o pai do método científico que vimos em um capitulo anterior e a pedra angular na construção de um cenário acadêmico europeu que floresceu a partir dele.

Mais um método de investigação e aprendizagem do que uma filosofia doutrinaria da escolástica nasceu o ensino sistemático do Trivium (gramática, retórica e dialéctica) e do Quadrivium (aritmética, geometria, astronomia e música) na certeza de que se aprofundar na filosofia é se aproximar de Deus.

Assim, em outras palavras, uma das maiores invenções da civilização católica foi o desenvolvimento do sistema universitário. Na metade do século XV (70 anos antes da revolta protestante) já haviam mais de 50 universidades na Europa, todas elas católicas incluindo gigantes ainda operantes como: Institut Catholique de Paris e Université Catholique de Lille, na França, University of Cambridge e University of Oxford, na Inglaterra e Università degli Studi di Padova e Università degli Studi di Napoli, na itália. 

Se pegarmos apenas uma destas universidades citadas, como Cambridge por exemplo, veremos que ela foi a responsável  pela formação de genios como  Isaac Newton, James Clerk Maxwell, John Joseph Thomson, Ernest Rutherford, Paul Adrien Maurice Dirac entre outros. Multiplique isso pelo milênio em que as universidades católicas já estão operando e começará a ter uma noção de seu real impacto no mundo. De fato se você fizer uma lista das 100 universidades mais antigas do mundo verá que as 100 são católicas.

Sendo portanto a mãe das universidades é natural que até hoje muitas universidade tenham estreitos laços com a Santa Sé. Segundo um censo recente da Congregação para a Educação Católica no Vaticano, o número total de Universidades Católicas e Instituições de ensino superior ao redor do mundo é 1358 e a Ordem Religiosa Católica com o maior número de universidades em todo o mundo é a Companhia de Jesus, com 114 instituições de ensino superior. Só no Brasil temos:

  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas
  • Pontifícia Universidade Católica de Goiás
  • Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção
  • Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  • Centro Universitário da FEI
  • Centro Universitário Franciscano
  • Institutos Superiores de Ensino La Salle
  • Universidade Católica de Brasília
  • Universidade Católica de Pelotas
  • Universidade Católica de Petrópolis
  • Universidade Católica do Salvador
  • Universidade Católica de Santos
  • Universidade Católica do Tocantins
  • Universidade Católica Dom Bosco
  • Universidade da Amazônia
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Universidade Santa Úrsula
  • Universidade do Vale do Paraíba


Se não fosse a Igreja, muitas pesquisas que só foram feitas graças a bolsas culturais e incentivos próprios do meio universitário jamais existiriam. E muitos cientistas brilhantes estariam privados das ferramentas necessárias para desenvolver seus trabalhos - isso inclui você Dawkins.

É bem verdade que toda sociedade sempre possuiu algum modelo educacional, como a academia de Platão por exemplo, mas somente graças aos monges escolásticos e a universidade é que a educação ganhou os poderes e responsabilidade de uma instituição. A profissão de professor responsável por vários alunos, o conceito de grade curricular, os livros didáticos, as avaliações periódicas, a tríade exposição-comentários-exercícios tudo isso nasceu no seio da Igreja durante o que os protestantes curiosamente chamam de Idade das Trevas. Mais do que uma sistematização de disciplinas a escolástica tornou a ciência produtiva. Deu a ela, subsídios, ferramentas, crivos de avaliação e acima de tudo formas de publicação e difusão do conhecimento adquirido.

Com a solidificação das universidades, começaram a nascer ao seu redor, no século XV, o que mais tarde foi chamado de escolas de ensino fundamental. Dedicadas inicialmente ao catecismo e à alfabetização. Logo nasceriam ordens, como os salesianos, cuja missão central é a educação dos jovens das quais nasceram o professorado, os colégios, os cursos profissionalizantes e o sistema preventivo de educação. Hoje estima-se que a Igreja Católica eduque diretamente mais de 50 milhões de estudantes ao redor do mundo. A Igreja sozinha educou mais crianças do que qualquer outra instituição no mundo.


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.