Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Miscelânia Textos Diversos 23 Razões para Agradecer (de joelhos) aos Católicos Os Jogos Olímpicos

Os Jogos Olímpicos


23 Razões para Agradecer (de joelhos) aos Católicos

Pio XOs Jogos Olímpicos são um grande evento esportivo internacional que ganha a atenção do mundo todo a cada quatro e conta com a participação de diversas nações e milhares de atletas. O próprio nome Olimpíadas nos remete ao Monte Olímpo, lar dos deuses gregos. Conta a lenda que após Hércules ter completado seus doze trabalhos, ele construiu o primeiro estádio Olímpico como uma honra a Zeus. Assim nada mais pagão do que as Olimpíadas, certo? Errado.

A origem e natureza pagã das olimpíadas é tão indiscutível que estes jogos foram abandonados no século VI quando o cristianismo se tornou a religião oficial do Império Romano e só foram retomados, para não dizer completamente renovado  no século XIX graças ao esforço do Barão Pierre de Coubertin que fundou o Comitê Olímpico Internacional em 1894. Poderíamos dizer que Pierre era católico e que os valores e virtudes cristãs foram colocada por ela na Carta Olímpica. Contudo o papel da Igreja Católica na existência das Olimpíadas modernas é ainda mais contudente. Se você gosta das competições que mexem com o coração de todo povo da terra, pode sentir-se particularmente grato ao Santo Papa Pio X:


Os jogos modernos estavam ainda engatinhando, só haviam tido três olimpíadas até então e a idéia não tinham conquistado todo o prestígio e solidez que tem hoje. Havia de fato uma crise. Roma renunciou ser a sede olímpica por razões financeiras e todos estavam reticentes com os gastos envolvidos. Neste ano Pierre de Coubertin, escreveu uma carta ao Vaticano solicitando ajuda e o Piu X colocou-se pessoalmente na missão de salvar os jogos.
Nesta época, segundo conta Antonella Stelitano em "Pio X e lo sport" menos de 1% da população mundial praticava qualquer tipo de atividade esportiva, e os esportes eramusados apenas como uma forma de treino militar ou passa-tempo das elites. Exatamente como na Grécia antiga.

Piu X entretanto estava bem ciente do potencial educativo do esporte. Ele via na prática esportiva e nos jogos olímpicos em especial uma forma de se aproximar dos jovens e uní-los em torno de regras virtuosas mostrando respeito por seus adversários. Mais do que isso o evento oferecia a todos os povos a oportunidade se se unirem e trancederem as diferenças de raça, religião e ideais políticos. Talvez isso porque Pio X foi sempre, ele mesmo, adepto da atividade física. Um homem de físico robusto e temperamento forte que consderava tiras elásticas e halteres como a melhor forma de começar o dia e incentivava este costume como forma de preparar o cérebro para o trabalho. Segundo Antonella Pio X ele estava disposto a convencer o mundo desta mensagem e teria dito a seus cardeais "Está certo, se as pessoas não acreditam que isso pode ser feito então eu mesmo irei me exercitar na frente de todos para que eles vejam.. se o Papa consegue, todos conseguem". Curiosamente o corpo de Piu X permanece incorrupto na Basílica de São Pedro.


Nãoera uma questão de mera oportunidade, a importância do desporto já encantava Pio X anos antes. Na sua epístola 'Doctoris Angelici' ele destaca, por exemplo a importância do equilíbrio corpo/mente enquanto encoraja o estudo da filosofia de São Tomás de Aquino. E e uma edição do New York time, que registra um encontro anterior do pontífice com o pai dos jogos modernos destaca a importância que ele deu as atividade físicas e exercícios:

"Barão Pierre de Coubertin, compareceu a uma audiência privada com Pio X onde teve uma longa conversa sobre os Jogos Olímpicos, e o Papa disse que a Igreja em todo o mundo deveria cultivar tudo o que é de interesse para a cultura atlética, e ajudar assim na promoção de progresso físico entre os meninos e meninas da nova geração. Papa expressou a opinião de que o esporte em campo aberto é o meio mais seguro de compensar todo o trabalho mental extenuante exigido atualmente - tanto dos homens como das mulheres - que colaboram nas tarefas cotidianas da civilizão comtemporânea"

Note que Pio X destaca a importância do exercício "tanto dos homens como das mulheres" . Nesta época a participação feminina no desporto era baixíssima e o próprio Pierre de Coubertin sempre foi contra a inclusão de mulheres nos jogos. A simpatia de Pio X pela mulheres era, por outro lado notória como ele estando claras por exemplo na sua enciclica 'Ad Diem Illum Laetissimum' e na importância que sempre deu a Virgem Maria.

Assim, Pio X não apenas salvou as Olimpíadas financeiramente em uma época de descrédito mas foi ele mesmo defensor dos princípios olímpicos em uma época de descrédito. Além disso seu posicionamento sobre o assunto logo se espalhou pelo mundo católico, especialmente nas escolas, seminários e universidades, onde a educação física ganhou um novo impulso e dai para as escolas seculares. Desta forma a influência católica nos jogos olímpicos modernos é clara. Coincidência ou não o primeiro atleta a ganhar uma medalha olímpica nos tempos modernos foi Spiridon Louis, grego, pastor de ovelhas, carteiro e católico.
 


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.