Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Miscelânia Textos Diversos Manuscrito Voynich Manuscrito Voynich - Uma Língua Artificial?

Manuscrito Voynich - Uma Língua Artificial?


por Obito

Uma Língua Artificial

A estrutura interna das palavras presentes no manuscrito Voynich levaram dois pesquisadores a chegarem a uma mesma conclusão de maneira independente: que talvez o texto do manuscrito fosse uma lingua construída, especificamente uma língua filosófica ou uma língua a priori.

Uma língua à priori tem o vocabulário organizado de acordo com um sistema de categorias, assim o significado de uma palavra pode ser deduzido de sua sequência de letras. Por exemplo, no início de 1904 o Reverendo Edward Powell Foster criou uma língua que batizou de Ro, no sistema de categorias utilizado pelo reverendo as cores são designadas pela síliaba "bofo", assim "bofoc" é uma cor (vermelho), "bofof" é outra cor (amarelo). No livro que escreveu sobre Ro, o reverendo Foster diz:

"Ro não começou como uma tentativa de se rivalizar ou mesmo suplantar qualquer linguagem existente, seja natural ou artificial, nem surgiu a partir de nenhuma linguagem existente. Um dia, aparentemente vindo de lugar nenhum, me veio o pensamento: 'Não é estranho que não exista nada na aparência da palavra escrita que nos dê a mínima noção de seu significado? Porque uma palavra não deveria ser uma imagem? Uma nova palavra, nunca vista antes, seria como uma pintura vista pela primeira vez e assim traria alguma tipo de reconhecimento para os olhos."

Este conceito de linguagens artificiais é bem antigo como podemos atestar com o livro Linguagem Filosófica, escrito por John Wilkins em 1668. Se nos basearmos nos exemplos existentes desse tipo de linguagem as categorias são subdivididas ao se adicionar sufixos às sílabas, assim como consequência teríamos várias palavras semelhantes, com prefixos iguais e sulfixos diferentes, por exemplo todos os nomes de plantas começariam com letras similares, assim como com qualquer categoria de palavras, como cores, doenças, etc... cada grupo teria uma estrutura similar de prefixos. Esta característica de textos assim poderia explicar a natureza repetitiva do texto Voynich, entretanto até hoje ninguém foi capaz de dar nenhum significado satisfatório para nenhum dos prefixos ou sufixos no manuscrito.


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.