Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Envie seu texto
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Bruxaria Rituais Pagãos A arte de se fazer óleos essenciais

A arte de se fazer óleos essenciais


Vitor Mandraco

oleosTrata-se de infundir a gordura com a essência da erva, entretanto, existe ervas que não se pode retirar o seu óleo essencial na gordura e sim com álcool fazendo assim uma tintura magica... Preferencialmente utilize de plantas frescas, caso não consiga, pode ser utilizadas erva secas, porem o processo é mais demorado.

Necessário:

  • 1 pilão
  • 1 Recipiente de vidro 1 recipiente de ferro/alumínio  ou cobre (ou seu caldeirão)
  • 1 colher de pau Erva que será retirada à essência
  • 1 Recipiente virgem com tampa  de plástico ou rolha de cortiça Funil de vidro ou seringa plástica
  • Óleo mineral, de acordo com a quantidade de óleo que ira fazer

Processo (com ervas seca):

Encha o seu caldeirão de agua e ponha dentro dele o recipiente de vidro ponha o óleo mineral, acenda o fogo baixo (o óleo mineral não poderá ferver), com o pilão você ira macerar a ervar seca (não reduza a erva a pó), ponha a erva no recipiente de vidro já com o óleo mineral; mexa em sentido horário (caso o óleo seja para a “fazer” se for para “desfazer” faça no sentido anti-horário) por uns 23 mim, no processo você tem que presenciar e sentir a energia da transmutação e os aromas ali expelidos (caso tenha algum problema respiratório use uma mascara), é de extrema necessidade que se faça estes óleos em regime ritualísticos ( de acordo com a sua crença).

O óleo não ficara com o aroma tão acentuado (dependendo da erva) como os industrializados, porem, terá a “funcionalidade” mil vezes melhor do que os outros; não se esqueça de que agora ali reside os espirito da planta, e funcional igualmente aos florais porem de forma e aplicações diferentes. Retire o óleo ainda quente para o frasco já disponibilizado anterior mente e lacre-o/feche-o com a tampa.

 

Precauções:

Não fazer mais que 3 tipos diferentes de óleos numa mesma noite, não se esqueça da fase da deusa quando forem fazer este processo mágico. Se purifique antes de fazer este processo. Não se esqueça de nomear os recipientes para não se atrapalhar.

Possíveis problemas:

1) Tampando o recipiente com a rolha de cortiça: a rolha ira fazer uma preção no conteúdo do recipiente, assim o óleo ira vazar pela tampa; recomenda-se fazer uma impermeabilização da rolha antes de usa-la, porem cuidado com que ira usar pois poderá infectar o conteúdo e estragar o resultado final deste processo.

2) A fervura do óleo ira por todo o processo a perder: quando a erva fritar no óleo seu óleo essencial ira se perder ela ira queimar, e o óleo ficara inutilizável. É de estrema necessidade (já que você queira trabalhar com esta arte) que tenha um jardim onde estejam plantadas as erva que você mais utiliza...


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.