Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Envie seu texto
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Bruxaria Textos Pagãos A Oferenda Xamânica

A Oferenda Xamânica

cavalos

Cavalos vêm sendo sacrificados frequentemente nas culturas asiática e siberiana. Esses sacrifícios são oferecidos ao senhor do paraíso (ou senhor dos céus) ou outros espíritos principais para acalma-los e os humanos conseguirem mais saúde e riqueza. Nômades dependem muito das condições climáticas e essa interdependência entre natureza e condições humanas é mais óbvia do que em culturas urbanas. O xamã guia as almas dos cavalos através do mundo superior xamânico até o senhor do paraíso (ou senhor dos céus).

Às vezes, no caminho das suas práticas xamânicas os espíritos podem pedir algumas oferendas.

� importante tem em mente que essas oferendas têm que ter relação às obras feitas pelos seus amigos espirituais. Essas oferendas abrangem desde simples orações, pequenos sacrifícios, tabus para as coisas mais complexas como rituais. Espíritos são fáceis de satisfazer, geralmente. Frutas frescas ou vegetais, oferendas de tabaco, mel ou leite, pequenas moedas e incensos geralmente são suficientes para o uso diário.

Porém, oferendas podem ser mais sutis, por exemplo, a criação de uma roupa de dança ou um vestuário xamânico. O tempo e a energia investidos pelo xamã para confeccionar a roupa já santificam e energizam a vestimenta bastante. A necessidade de tempo e ene

gia para completar algo já é uma forma de oferenda. Devido a tais oferendas os espíritos ganham muita energia e podem se tornar orgânicos e terrenos.

A oferenda de sangue está dentro dos limites, desde que seja o seu sangue em questão, e não o sangue de outros. Usar seu próprio sangue para oferendas mantém você longe de perder a conexão com a realidade, a menos que você seja um suicida. Mulheres podem usar sua menstruarão mensal para oferendas de sangue - embora muitas nem pensem nisso.

Sacrifícios animais são completamente diferentes, porém. Nas culturas contemporâneas de xamanismo vivo, sacrifícios animais são comuns para se certificar de que os espíritos terão atitudes benevolentes para com o xamã ou a comunidade. Justificar sacrifícios animais nas culturas Ocidentais modernas é muito mais difícil devido à falta de aceitação cultural e moral e fundo para tais oferendas.

Se os espíritos começarem a pedir sacrifícios animais você deve ser muito cuidadoso com a sua interpretação. A maioria das vezes esses pedidos são simbólicos e podem ser interpretados menos sanguinários. Não é simplesmente necessário sacrificar animais na maioria dos casos. Dentro de curas negras e algumas técnicas divinatórias, porém, esse tipo de sacrifício é bem colocado. Obviamente você deve ter um bom relacionamento com o espírito do animal que você vai sacrificar. O cadáver geralmente termina na cozinha do xamã ou é queimado ou enterrado. Pergunte ao espírito sobre isso. Sacrifícios animais não são para xamãs iniciantes e não devem ser feitos por corações tolos.  Eles não devem nunca se tornar normais para você. Sacrificar animais pode acordar uma fome de sangue nos atendentes, o que levará você lentamente a se tornar mais e mais obsessivo pelo sangue e pelo sacrifício e você perderá a importante relação com a realidade. O cristianismo condena sacrifícios animais. Xamãs com esse fundo cultural devem manter isso em mente. Inclusive caçadas de qualquer forma são comuns nos dias de hoje. A lavagem cerebral feita pela igreja foi bastante efetiva nesse ponto, bem sabendo que a eucaristia não é nada, senão a divinação simbólica e, portanto, a espiritualização e aterramento de seu próprio professor xamânico.

cavalos2

Os Kumandin espalham as peles dos cavalos sacrificados em grandes postes para oferecer às almas dos cavalos uma boa oportunidade para alcançar o senhor do paraíso (ou senhor dos céus) por seus próprios méritos. As oferendas de cavalos têm sido praticadas pelos Jakuts no ritual 'Levantando dos Ossos - Raising of the Bones', por exemplo. Alguns poderosos espíritos sibérios pedem que cavalos sejam sacrificados para suas necessidades antes de tomarem atitudes.

Dentro de configurações urbanas existe também a questão da praticidade geral. Um assassinato profissional (o atual sacrifício) do animal costuma ser tradicional. Nas regiões rurais é de conhecimento geral e praticado em todo local, todos os dias. Então sacrifícios animais são mais comuns e aceitos em regiões rurais do que em regiões urbanas, naturalmente.

Sacrifícios animais estão entre as mais poderosas formas de oferenda aos espíritos. A energia vital do animal sacrificado é alimento e energia para os espíritos e mediador para aterramento e até materialização. Obviamente os efeitos psíquicos desses sacrifícios no cliente e no xamã não podem ser subestimados.

Outro tipo de sacrifício que também é condenado pelo código dos cordeiros moralistas é o de oferecer secreções sexuais como esperma, por exemplo. Oferendas sexuais pertencem aos mais perigosos tipos de oferenda, além das oferendas de sangue, e é tão poderoso quanto sacrifício de animais. Oferenda sexual é a criação arcaica em sua mais pura forma. A combinação de sangue e oferenda sexual pode ser utilizada para dar vida espiritual para um servidor criado artificialmente. Usando esse tipo de oferenda mais regularmente pode facilmente se tornar obsessivo também. O xamã precisa de muita disciplina ao utilizar sangue ou oferendas sexuais para evitar se tornar obsessivo pelo sacrifício em si.

Stefan Neil Klemenc
Tradução: Caius Caesar
Infernum - Grupo de Traduçoes Morte Súbita Inc. rh@mortesubita.org

Stefan Neil Klemenc. Tradução: Caius Caesar