Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Envie seu texto
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Psico Textos de Psicologia Bizarra A Experiência Psicodélica Terceiro Bardo: O Período da Reentrada (Sidpa Bardo)

Terceiro Bardo: O Período da Reentrada (Sidpa Bardo)


A Experiência Psicodélica

Se, no Segundo Bardo, o viajante for incapaz de agarrar o conhecimento de que as visões pacíficas e coléricas são projeções de sua própria mente, mas ficar atraído ou assustado por uma ou mais delas, ele entrará no Terceiro Bardo. Neste período ele luta para retornar à realidade rotineira e ao seu ego; os tibetanos o chamam de Bardo da “busca do renascimento”. É o período no qual a consciência faz a transição da realidade transcendente à realidade da vida desperta ordinária. Os ensinamentos deste manual são da maior importância se deseja-se fazer uma reentrada pacífica e esclarecida e evitar que esta seja violenta ou desagradável.

 

No Bardo Thodol original o objetivo dos ensinamentos é a “libertação”, isto é, livrar-se do ciclo de renascimento e morte. Interpretado esotericamente, isto significa que o objetivo é permanecer no estado de perfeita iluminação e não voltar à realidade do jogo social.

 

Somente pessoas de desenvolvimento espiritual extremamente avançado são capazes de fazer isso, exercendo o Princípio da Transferência no momento da ego-morte. Para as pessoas médias que embarcam numa viagem psicodélica, o retorno ao jogo realidade é inevitável. Tais pessoas podem e devem usar esta parte do manual para os seguintes propósitos:

 

(1)   para livrarem-se das armadilhas do Terceiro Bardo;

(2)   para prolongar a sessão, assegurando assim um grau máximo de iluminação;

(3)   par selecionar uma reentrada favorável, isto é, voltar numa personalidade pós-sessão mais sábia e pacífica.

 

Embora não se possa estimar ao certo o tempo, os tibetanos estimam que perto de 50% de toda a experiência psicodélica é passada no Terceiro Bardo para a maioria das pessoas normais. Às vezes, como indicado na Introdução, pode-se ir direto ao período de reentrada se a pessoa não estiver preparada para as experiências de ego-perda dos dois primeiros Bardos ou se assustar-se com elas.

 

Os tipos de reentradas feitas podem colorir profundamente as atitudes e sentimentos subseqüentes da pessoa em relação a si mesma e ao mundo, por semanas ou até meses. Uma sessão predominantemente negativa e cheia de medo ainda pode ser uma grande vantagem e muito pode ser aprendido dela, contanto que  a reentrada seja positiva e altamente consciente. Inversamente, uma experiência feliz e revelatória pode tornar-se sem valor por um reentrada negativa ou temerosa.

 

As instruções chave do Terceiro bardo são: (1) não faça nada, permaneça calmo(a), passivo(a) e relaxado(a), não importa o que aconteça; e (2) perceba onde você está. Se não perceber, você será dirigido(a) pelo medo e fará uma reentrada prematura e desfavorável. Somente por essa percepção você pode manter esse estado de concentração calma e passiva necessária para uma reentrada favorável. Este é o porquê de tantos pontos de reconhecimento terem sido dados. Se você falhar em um, é sempre possível que até o final você tenha sucesso em outro. Portanto, esses ensinamentos devem ser lidos cuidadosamente e bem lembrados.

 

Nas seções seguintes algumas das experiências características do Terceiro Bardo são descritas. Na parte IV são dadas instruções apropriadas para cada seção. Nesse estágio, em uma sessão psicodélica, geralmente o viajante é capaz de dizer verbalmente ao guia o que está experienciando, e então as seções apropriadas podem ser lidas. Um guia sábio normalmente consegue sentir a natureza precisa da luta sem palavras do ego. Normalmente, o viajante não experienciará todos esses estados, mas apenas um ou alguns deles; ou às vezes o retorno à realidade pode dar voltar completamente novas e não-usuais. Em tal caso as instruções gerais para o Terceiro Bardo devem ser enfatizadas è TERCEIRO BARDO: INSTRUÇÕES PRELIMINARES.



Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.