Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Envie seu texto
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Psico Textos de Psicologia Bizarra Gênios do Mal

Gênios do Mal: cientistas malucos do mundo real

Cientista Maluco Do Mal"Muito já foi feito — mais, ainda mais eu realizarei: além dos passos já marcados, Eu serei pioneiro em um novo caminho, explorarei poderes desconhecidos, e desodobrarei para o mundo os mais produndos misterios da criação...."- — Victor Frankenstein, Frankenstein

Cientistas malucos são figurinhas carimbadas em qualquer cultura. Para cada arquétipo apolineo de justiça, beleza e moralidade existe um doutor Sivana (sem "l") tentando dominar o mundo. Vivemos hoje em uma época de reciclagem cultural pesada e isso pode ser traduzido como: já que hoje em dia ninguém tem mais a ca

acidade ou a criatividade de se criar coisas novas, o mercado, para não rotular todo mundo de burro, passa por uma fase onde ser "geek" ou "nerd" é divertido, e assim simplesmente recicla toda uma série de ícones do passado como se fosse algo "cool" de ser curtido hoje em dia.

Pense rápido no professor aloprado, qual a primeira imagem que te vem na mente? Um Eddie Murphy Gorducho tentando emagrecer, ou um Eddie Murphy sarado usando roupa de ginástica bizarra? Quantos de vocês se lembra do que é um Jerry Lewis? Assim como Starwars virou algo cult, e a força que era uma energia foi atualizada para algo que se pega no sangue, uma espécie de mitocôndria krip

oniana ou uma Aids do bem muitos cientistas malucos tiveram que se dobrar a esse novo mundo. Lex Luthor abandonou sua armadura Verde e Rosa e entrou para a política, os vilões desistiram de tentar simplesmente dominar o mundo para se tornarem empresários do mal, uma microsoft que eventualmente lida com prostituição e o tráfico de drogas. A única excessão talvez a releitura que Chris Nolan fez do Curinga em sua continuação da nova franquia do Batman:

"E me pareço mesmo com um cara que tem um plano? Você sabe o que eu sou? Eu sou um cachorro correndo atrás de carros. Eu não saberia o que fazer com um carro se de fato conseguisse apanhá-lo. Você sabe, eu só... faço coisas."

Assim hoje cientistas malucos estão mais associados a pessoas lelés que criam Flubbers do que ao pobre doutor Jeckyll e seu complexo de inferioridade, ou ao doutor Herbert West e sua obsessão em trazer pessoas, animais e pedaços de pessoas de volta da morte. Para cada Eddie Murphy fofucho querendo emagrecer hoje haviam dezenas de senhores Hyde pisoteando crianças pela noite de Londres. Mas talvez seja um traço saudável hoje tentarmos tirar o glamour daqueles que ficavam invisíveis para cometer crimes, ou mesmo caçavam pequenos duendes azuis apenas para devorá-los, afinal com a internet descobrimos que aqueles vídeos de horrores de guerra eram reais e que o We Are The World não acabou com a fome na África, se é que eles estavam cantando apenas para acabar com a fome.

Mas por outro lado como podemos ter um parâmetro de altruísmo se não temos uma escala de egoísmo e loucura para comparar? O Capitão Amércia seria tão heróico se não houvesse um Caveira Vermelha tentando acabar com ele? O que seria de Thor sem Loki? De Conan sem Groo? A loucura parece estar ai para nos lembrar do quão nobres podemos ser, ou ela está ai simplesmente porque às vezes ser louco é a única opção.

Voltando à era em que um cientista louco apenas atazanava o mundo por ser vítima da própria obsessão, a Morte Súbita Inc. criou uma lista para nos lembrar desses gênios do mal que viam o mundo como algo que valia a pena ser conquistado, mesmo que não tivessem idéia do que fazer com ele depois que o conquistasse. Mas esta lista não se trata apenas de vilões fictícios ou personagens de quadrinhos, e sim dos malucos reais, os cientistas doidos que faziam esse adjetivo assutar as pessoas.

Conforme for lendo o texto é divertido parar para pensar em duas coisas:

  1. Pense em quantas grandes descobertas não foram feitas por causa de experiências que fariam um cidadão comum, como eu ou você, sair correndo gritando da sala onde estariam sendo realizadas.
  2. Não é curioso que em um mundo onde o equilíbrio é pregado como algo quase inato na natureza, possam surgir aqueles homens cujos métodos fogem tanto do comum e vão tão além daquilo imaginado pela grande maioria que a propria sanidade chega a ser questionada mas dificilmente fornece um número de "herois" para equilibrar a balança?

Antes de responder a essas questões, se é que são questões, veja abaixo nossa lista de 9 cientistas mais "malucos" que deixaram sua marca na história. E tente dormir depois disso. Alguns deles já foram citados em outros artigos aqui no Morte Súbita Inc:

10º lugar - Harry Harlow, o torturador de macacos

9º lugar - Jack Parsons, cientista ocultista de foguetes

8º lugar - Giovanni Aldini, Ressuscitador de Defuntos

7º lugar - Sidney Gottlieb, aka Dr. Nuuuma Boaaaaa

6º lugar - Guy Ben-Ary, O criador do Cérebro Artificial

5º lugar - Josef Mengele, o Anjo da Morte

4º lugar - Ilya Ivanovich Ivanov, o inventor do Macacomem
  
3º lugar - Sergei S. Bryukhonenko, Inventor dos Cachorros Zumbis

2º lugar - Jose Delgado, Aspirante a Supervilão

1º lugar - Robert J. White, Especialista em transplantes cerebrais

Um Fuckerupper de Sr. Meias no pobre Cezary Jan Strusiewicz, Cracked.com

loading...