Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Livros Satânicos A História do Satanismo A Igreja de Satã

A Igreja de Satã


Morbitvs Vividvs

Igreja de satanas

Toda a criação e ascensão do Satanismo foram criadas e planejada para serem teatrais e, por quê não, holywoodiano. O que poderiamos esperar de uma religião que nasceu na Califórnia? LaVey conhecia o poder que um mito bem estabelecido possui, por isso arquitetou toda a sua obra de forma espetacular. 

É por isso que a Church of Satan não foi fundada em um dia qualquer, mas em uma noite conhecida por ser uma das grandes celebrações tenebrosas do ano, a noite tradicionalmente conhecida como a noite em que as bruxas e demônios caminhavam pela terra. Em 30 de abril de 1966 celebrou-se o dia de Walpurgisnacht como nunca antes. Entre os satanistas até hoje ao lado do Halloween e abaixo do próprio aniversário esta é uma das dadas festivas mais importantes.

Para simbolizar esta nova transformação e estabelecer as fundações da ordem satânica recém criada, LaVey raspou o cabelo como uma parte formalizada do ritual de fundação da Church of Satan, seguindo o modelo dos carrascos medievais e dos magos negros antes dele. Em um primeiro momento pode parecer que a cabeça calva seja a antítese da figura dos profetas e dos messias das religiões anteriores, quase sempre retratados como sendo cabeludos, mas trata-se de um simbolismo muito mais profundo. Raspar todo o cabelo foi uma representação e uma alusão ao poema 'Kubla Khan' de Samuel Taylor Coleridge na qual o autor homenageia o líder mongol Kublai Khan e seu palácio de verão, Xanadu:

 

KUBLA KHAN

Samuel Taylor Coleridge

Tradução de Victor Lacombe

 

Em Xanadu erigiu Kubla Khan

Um domo de prazer decretado

Onde o rio sagrado Alph corria

Em cavernas que o homem não mediria

Em um mar pelo sol não explorado.

 

O solo fértil se estendia

Com ameias trançadas ao dia

Nos jardins e trilhas sinuosas

Florescia uma árvore de incenso

Em florestas tão misteriosas

Com raras manchas ensolaradas.

 

Mas ah! O profundo abismo romântico

Na colina, coberta de madeira cortante

Lugar selvagem! Santo, como um cântico 

Pois, a lua em prantos é amaldiçoada

Por uma dama e seu demoníaco amante

E do abismo, inquieto e fervente

Como se a terra respirasse inocente

Uma fonte surgiu, no momento forçada

E vindo de seu jato interrompido

Fragmentos caíram como granizo

Ou grãos que somem sem aviso

E dentre as rochas em sua dança

Correu acima o rio sem temperança

Seguindo seu caminho sinuosamente

E dentre a madeira o rio corria

Até as cavernas que o homem não mediria

E afundou em tumulto num mar sem vida

E nesse tumulto, Kubla ouviu da terra

Vozes ancestrais profetizando guerra!

 

A sombra do prazeroso domo, ela

Flutuava por dentre as ondas

Onde foi ouvida com cautela

Da fonte e das cavernas sem sondas

Era um milagre, com todo o direito de Sê-lo

O domo de prazer, ensolarado e feito de gelo!

 

Uma donzela e um saltério

Eu tive essa visão um dia

Era uma abissínia escrava

E com seu saltério, ela tocava

Cantando do monte Abora

Ah! Se pudesse tê-la dentro de mim

Sua música e sinfonia

Um êxtase tão profundo viria a mim

Que com sua música e sua harmonia

No ar, o domo talvez eu construa

Prazeroso domo! Ensolarado e de gelo

E todos que ouviram os veriam então

E todos gritariam Atenção! Atenção!

Seus olhos brilham, seu cabelo flutua

Teça um círculo a sua volta com riso

E feche seus olhos com medo e castidade

Pois ele se alimentou do mel da eternidade

E bebeu o leite do Paraíso.

 

O poema foi de fato declamado na ocasião. Ele fala de prazeres carnais, crueza e mistérios, todos elementos que formariam o coração do Satanismo. Era visto por Lavey como um encantamento e uma rejeição formal da Trindade Sagrada, e uma declaração poética sobre substituição de uma vida espiritual por uma devotada aos interesses materiais. Raspar a cabeça foi também uma referência à cerimônia tradicional dos Yezidi, vistos como adoradores do Diabo. Como um ritual de passagem que todo adepto deve passar. A navalha usada neste ritual é tradicionalmente lavada nas águas de ZamZam, as quais o submundo islâmico diz ser o ponto de entrada para as Sete Torres de Satã. As cavernas entre as torres supostamente levam por sua vez até o local onde está o Mestre Satânico conhecido como Shamballah, ou Carcosa. Contudo estas passagens foram trancadas quando ele deixou o mundo e os descendentes de Adão para trás. 

Vemos assim que a inauguração da Church of Satan foi muito bem planejada para ser um evento significativo. Para completar o ritual, LaVey declarou 1966 o Ano Um. Anno Satanas — o primeiro ano do reino de Satã.

Nove membros da Ordem do Trapezóide foram então escolhidos para formar 'O Conselho dos Nove'. Esta escolha de um grupo misterioso de nove pessoas remete à tradição dos Nove que remonta a obras de Shakespeare, John Dryden, Talbot Mundy e Richard Johnson. A arquetípica formação de nove membros que sugere, acima de tudo, conspiração e poder e está, inclusive, refletida na Suprema Corte dos Estados Unidos. A Nova Era do Fogo havia sido inaugurada, e apesar de cerimônia de Walpurgisnacht de 1966 ter sido altamente pessoal e privada LaVey logo sentiria os tremores na terra e as consequências daquilo que havia trazido ao mundo.

“Nós misturamos uma fórmula de nove partes de respeitabilidade social com uma parte de ultraje” disse Anton LaVey. "Nós fundamos a Igreja de Satã – algo que destruirá todos os conceitos do que uma 'Igreja' deve ser. Aquele era um templo de indulgência que abertamente desafiava os templos de abstinência que haviam sido construídos até então. Nós não queríamos que fosse um lugar deplorável onde ninguém é bem recebido, mas um lugar onde você poderia ir para se divertir".

Foi este o principio das duas grandes revoluções iniciadas pelo Satanismo. A primeira foi a integração da magia com o pragmatismo, livre do misticismo inútil e metáforas infinitas que não falam sobre nada que realmente valha a pena. A segunda é o estabelecimento de uma religião abertamente satânica, baseada na auto-indulgência, carnalidade (aqui e agora no lugar de ali e depois) e no prazer em lugar da auto negação. Estes dois aspectos não estavam satisfatoriamente combinados e esta harmonização só aconteceria com o decorrer do tempo, mas com a cerimonia de 1966 LaVey colocou do avesso tudo o que se imaginava que religião e ocultismo deveriam ser e deste avesso trouxe ao mundo o Satanismo.

 


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.

Conteúdo relacionado