Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Livros Satânicos A História do Satanismo O Templo de Satã

O Templo de Satã


Morbitvs Vividvs

ONA 93De certa forma os sermões negros foram a primeira manifestação pública do Satanismo Nacional desde a dissolução da Igreja de Lúcifer anos atrás. Enquanto a Fraternitas Templi Satanis oferecia uma poderosa confraria de poucos percebemos que havia também espaço para continuar a exposição aos muitos. Mas que fique claro, nunca foi nosso objetivo levar o satanismo para as multidões, mas sim arrancar das multidões os satanistas. Pois se de todas as pessoas que atingíssemos um ou dois trouxessem de retorno alguma coisa interessante todo esforço valeria a pena. 

O sucesso dos sermões fez com que os Satanistas de São Paulo começassem a perceber que após um período de calmaria havia novamente uma ambiente propício para o reerguimento da doutrina satânica em nosso país. Ponderando sobre os acertos e erros da Igreja de Lúcifer e de alguns outros grupos menores e mais fechados, começou-se então a ser traçado um novo tipo de organização satânica. 

O Templo de Satã começou então a ser projetado e criamos o “Decreto Primeiro do Templo de Satã”, um estatuto que com algumas linhas bases foi escrito em conjunto para a criação de um grupo forte que desse aos indivíduos a chance de explorar profundamente este modo de vida. Como canta o Decreto Primeiro, o foco do Templo seria:

 “...cultivar a filosofia satânica em território nacional, tendo em vista as particularidades culturais e sociais em que se formou o Satanismo no Brasil. Ainda que o ser humano seja o mesmo em qualquer lugar, por seu próprio desenrolar histórico o Satanismo Brasileiro desenvolveu sutilezas que não podem mais ser ignoradas. (...) E finalmente, o Templo de Satã não tem como objetivo “formar” ou “criar” Satanistas e sim oferecer cada vez mais recursos para estes. O Satanismo é um acontecimento interno antes de ser uma manifestação externa. É um processo individual e não um comportamento coletivo. É para o individuo e não para as massas. Destarte, o Templo de Satã não é por excelência um movimento de “Pregação do Satanismo” ou “Satanismo Evangélico”."

Planos para o futuro começaram a ser feitos e então no dia 31 de outubro de 2004, São Paulo conheceu o Primeiro Concílio Satânico de sua história. Foi espalhado como cartaz em pontos estratégicos da cidade e enviado aos principais grupos satânicos do sudeste em forma de carta o texto abaixo:

Iº Concílio Satânico 

31 de Outubro de 2004 

O Templo de Satã convida a todos para o seu primeiro encontro oficial e em público em São Paulo.  In Nomine Dei Nostri Satanas Luciferi Excelsi


O Templo de Satã convoca a todos irmãos e irmãs para o seu primeiro encontro oficial e público em São Paulo. Os participantes que desejarem já poderão se afiliar ao Templo, conhecer nosso Estatuto, e nos ajudar a escrever a história do Satanismo Moderno no Brasil e traçar os planos para o futuro. 
 
A aqueles que comparecerem, solicitamos que se possível levem uma bebida ou algo para comer. Será um dia de confraternização e alegria para os seguidores da Via Sinistra. As informações específicas sobre o evento podem ser encontradas no fim deste documento. Chamamos todos aqueles que achamos ter a marca da besta, e os que realmente a têm certamente nos responderão. 

Membros do Templo de Satã 

O CHAMADO

Conta-se que houve um padre, que era excessivamente bom. Ele era escarnecido por todos, mas nunca revidava. Ele humilhava a si mesmo e nunca realizou nada. Ele vivia para catequizar os índios e orar, e ultimamente não andava bem de saúde. Em sua última viagem missionária, ao voltar de uma aldeia indígena seus confrades se surpreenderam ao vê-lo carregando um ovo. Perguntado de onde vinha o ovo, ele disse que este havia ‘caído do céu como um relâmpago’. De um ninho alto ele foi arremessado, mas não quebrou quando caiu ao chão, pois foi bem recebido pela Terra que amorteceu sua queda e o confortou. O que eles não sabiam é que este era um ovo de inajé, um ovo de gavião. 

O padre então colocou este ovo junto dos ovos que seriam chocados porsua galinha. Quando as cascas começaram a se quebrar o padre já havia morrido. Entre pintinhos nasceu então um gavião que cresceu entre galos e galinhas e de muitas formas acabou se tornando semelhante a eles. Vivia olhando para o céu e um dia teve nele uma visão fantástica. Sob o sol e sobre as nuvens, avistou um pássaro majestoso, forte, belo e livre. O pássaro olhou de volta e emitiu um grito que rasgou o céu e assustou os aninhados. O chamado entrou nos ouvidos do gavião e este reconheceu a si mesmo. Olhou novamente para baixo e viu seus irmãos e irmãs ciscando minhocas no chão. Em um salto, pôs se ao céu e com suas próprias asas voou alto para unir-se ao seu destino.

Essa é a situação do Satanistas brasileiros, verdadeiras aves superiores presas em sujos galinheiros. É fato sabido que não se pode criar Satanistas, eles nascem como são e se identificam com o pensamento satânico. Não é uma religião de massas, mas uma forma de viver individual. Quando uma pessoa conhece o Satanismo ela não se converte a uma nova religião. Quando lê a Bíblia Satânica ou conversa com Satanistas tudo o que a pessoa consegue enxergar é a si mesma. E, por Satã, tem crescido o número de pessoas capazes de fazer isso.

Muitos deles ainda estão rodeados por uma ninhada cacarejante e nem mesmo deram seus primeiros gritos de rapina. Alguns ainda não sabem que podem voar. Mas eles estão por ai, esperando ser chamados. Ouçam então o chamado! Como lobos solitários, ouçam o uivo de seus semelhantes. Convidamos a todos os interessados a comparecerem ao Templo de Satã a primeiro grupo genuinamente satânico e público como desde como há muito tempo não havia em território nacional. Nosso objetivo do encontro não poderia ser mais nobre: a formação de um grupo atuante de Satanismo Moderno. Um grupo forte e atuante de Satanistas interessados em desenvolver e viver o Satanismo Moderno. 

Aqueles que responderem ao chamado estarão participando da criação deste grupo, e terão acesso ao debate que formará nossos planos iniciais.

A idéia não é catequizar galinhas, empurrando a filosofia satânica na goela de quem não nasceu para ela. ‘Os escravos sevirão’, e elas estão melhores em seus galinheiros. Não queremos tão pouco levar o Satanismo para as massas. O individuo emancipado, que é o objetivo do Satanismo, só pode ascender quando não é subjugado por uma comunidade massificante. Os movimentos de massas foram os responsáveis pelas maiores atrocidades que nosso planeta já conheceu. As multidões devem desaparecer do mundo!

Nosso objetivo é formar um grupo autenticamente satânico que dê suporte ao individuo que deseja engrandecer a si mesmo. Ninguém pode fazê-lo nascer como um gavião, mas nós podemos ajudá-lo a deixar de viver com as galinhas.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Dados do Evento:
 
Local: Parque Triannom, na Av. paulista, São Paulo / Capital
Como chegar: Na estação Triannon/ Masp, ou no ponto de ônibus em frente ao parque entre pelo portão localizado na própria Avenida Paulista onde tem uma grande estátua branca. Da entrada siga reto, passe por uma estátua de um fauno, atravesse a ponte e estaremos lá reunidos próximos a um chafariz desativado de pedra. 
Data: 31/10/2004
Horário: 11:00 hs
Informações: [email protected]

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Curiosamente, enquanto os sermões atraiam de 100 a 200 pessoas por evento, o primeiro concílio não chegou a 20 interessados.  O evento era igualmente aberto ao publico e foi marcado para acontecer no parque Trianon, o mesmo local em que havia sido promovido o primeiro Sermão Negro. Aparentemente uma coisa é ouvir falar do abismo, outra coisa é pular nele. Pensando em retrospecto deveriamos ter previsto isso. Parece ser uma regra no Satanismo que qualidade vem antes da quantidade e esta regra se confirmou quando cada um dos presentes revelou com suas palavras e comportamento um entusiasmo e um amor à vida e a si mesmo que não é, e nem pode, ser encontrado entre a massa ignorante. 

Chegando de lugares diferentes cada um trazia o seu estilo mas estavam munidos de uma mesma chama negra interna que os faziam ser reconhecidos assim que se aproximavam. Era algo tão óbvio que não tivemos dificuldade nenhuma de identificar um evangélico que se foi e assumiu prontamente que estava la "para espionar" assim que o apertamos de leve.

O Objetivo do concilio era a oficialização e abertura de um novo Templo Satânico, que soubesse aprender com os erros do passado e ousasse sonhar grande com o futuro.  Desta vez a palestra foi substituída por uma conversa de igual entre todos os participantes sobre diversos assuntos relevantes,c omo um concílio deve mesmo ser. Logo olhares desconfiados entre desconhecidos transformaram-se em sorrisos de quem não se via a muito tempo e os planos do Templo começaram a ser expostos. Foi lido para todos o Decreto Primeiro do Templo de Satã, onde nossos planos e modo de agir estavam sendo expostos. Perguntas críticas e sugestões foram sendo colocadas em pauta e em cada pergunta e resposta os participantes confirmavam aquilo que secretamente sempre desconfiavam: de que não estavam sozinhos com seu estilo de vida. No final do concilio todos os presentes assinaram o Livro do Templo, como uma forma de compromisso entre irmãos e irmãs de viver o Satanismo em sua plenitude. 

Dai até o fim de 2004 o foco do grupo foi a discussão e redação do Decreto Segundo que deveria ser o estatuto interno do Templo e estar pronto antes do próximo concílio. Quase todos os membros já tinham alguma vivência em outros grupos satânicos nacionais e internacionais e houve muita discussão sobre como manter o grupo forte e interessante de forma que o resultado final foi um documento bastante precioso. Quando o Decreto Segundo ficou pronto foi marcado um novo evento e a partir de então ele passou a ser a chave interna do Templo no que tange suas atividades coletivas.

Este Decreto Segundo é um modelo interessante para quem quiser saber o caminho das pedras na criação de um grupo que funciona e não quiser perder tempo cometendo os mesmos erros que foram cometidos no passado. Os três anos seguintes do Templo de Satã foram de um intenso intercâmbio de idéias e a produção de materiais, muitos dos quais ainda em vias de ser liberados ao público geral. Entre 2004 e 2007 práticas como a Urna de Belial, os sinédrios, os concílios e a criação de zonas autônomas temporárias internas como o "Clube de Caça", o "Projeto EnoquiOna" e os círculos de goétia luciferiana fortaleceram ainda mais o vínculo entre os membros do grupo. Foi um período de muita camaradagem com algumas viagens pelo país, algumas festas inesquecíveis e muitos encontros (e desencontros) bastante produtivos.

Mas a sabedoria popular sempre ensinou que falando no diabo ele logo aparece e foi mais ou menos isso que aconteceu no momento seguinte. Por razões que não quero discutir aqui o grupo passou por uma grande reformulação em 2007. Alguns dizem que foi apenas um golpe de sorte, outros que o ocorrido foi fruto dos rituais que fortaleciam a egrégora do grupo e que eram repetidos mensalmente. Seja como for em determinado momento deste ano fomos contatados por aquilo que convencionamos chamar de Escola Invisível.  Em que pese não caber-me discutir aqui a natureza deste contato, basta apenas dizer que desde então o grupo teve que fechar as portas para novos membros e passou por uma série de mudanças internas. A partir deste momento, o Morte Súbita inc. passou a ser uma espécie de círculo externo do Templo de Satã e os círculos internos se envolveram com atividades um pouco diferentes nos subterrâneos do centro velho de São Paulo. O diabo fez um pacto com outro. O resto é história.


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.

Conteúdo relacionado