Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Livros Satânicos Naos Mágicka Empática

Mágicka Empática


NAOS, Order of Nine Angles

Magicka empática envolve basicamente se identificar com as pessoas, pessoa ou forças (da natureza, por exemplo) que você deseja controlar de algum modo. Para se identificar com um individuo é necessário se concentrar naquele individuo e se imaginar tornando-se aquele individuo. Um modo para fazer isso é imaginar como você acha que o individuo reagiria a certo evento ou situação e então atue, muito conscientemente e com deliberação, essa reação. Estenda essa identificação até que você se sinta em simpatia com aquele individuo – e então introduza através de visualização e canto de uma frase a qual expresse seu desejo de mudança que você deseja trazer sobre aquele individuo.


Essa técnica pode, entretanto, levar a problemas de auto-identidade tanto quanto produz dentro de você um entendimento genuíno daquele individuo na extensão que seu desejo de muda-los é destruído. É importante, portanto, antes de usar essa técnica, que você considere cuidadosamente seus próprios motivos. Se após tal consideração você ainda deseja proceder, então você deve resolver – tudo aquilo que aconteça – efetuar sua mudança intencionada, não permitindo que sentimentos alterem sua resolução.


Uma vez que simpatia (no sentido de identificação) é alcançada, a mudança que você deseja no individuo pode ser induzida por você atua-las no papel do individuo. Por exemplo, se você desejar causal mal a um individuo, então você atua, com todos os sentimentos apropriados, o desespero daquele individuo, a dor que você deseja infligilo e, dizer, o pensamento desse individuo se matando.


Essa técnica empática é de grande valia se você deseja ajudar um individuo em um modo positivo – em cura, por exemplo. Se possível, você deve estar fisicamente perto do individuo (ainda que isso possa ser feito simplesmente por transferência de pensamento) e então trazer para você, o sofrimento físico e mental desse individuo. Se necessário, você pode imaginar isso como uma transferência de energia visível que você leva para dentro de si. Uma vez levada, esse sofrimento ou energia negativa deve ser conduzida para dentro da Terra – o melhor modo para fazer isso é estender suas mãos sobre o chão e imaginar a energia fluindo de você, pelos seus braços e para dentro da Terra. Contato efetivo com o chão nu é mais efetivo.


Para ajudar no trazer tal energia negativa, você pode se desejar, imaginar uma aura cercando o individuo. Uma atitude de compaixão dentro de você é também útil no desenvolvimento de uma empatia com o individuo. Uma vez que empatia é obtida (e o desejo de curar é frequentemente suficiente para fazer isso) então tente e sinta as mudanças na aura que o sofrimento produz. Uma vez que essas mudanças são localizadas, traga elas para dentro de si imaginando a energia negativa fluindo através de seus dedos para dentro de sua própria aura.


Deve ser óbvio que esse método de cura é somente para ser usado em um modo de perda: isto é, sem qualquer desejo de sua parte por qualquer espécie de ganho. De outro modo, sua própria consciência de desejo bloqueará alguma da energia negativa e impedirá de drená-la. Magicka empática envolvendo forças especificas é relativamente fácil quando comparada com aqueles indivíduos envolvidos. A força natural mais frequentemente controlada por magicka empática é metereologia.


A essência dessa técnica, como seu nome implica, é o desenvolvimento de simpatia com forças em particular – para perder sua autoconsciência para experimentação daquelas forças como essas forças são. Esse tipo de magicka trabalha em harmonia com forças naturais e não contra elas. Por exemplo, é impossível produzir uma tempestade de neve, na Inglaterra, em Julho. A mudança que você deseja tem, por Natureza, ser possível para a magicka trabalhar por completo. Essa mudança nunca é instantânea devido à natureza das forças – por exemplo, se você deseja produzir uma violenta trovoada há usualmente uma demora de muitos dias após o ritual antes que a tempestade aconteça porque as forças naturais têm que crescer de acordo com suas naturezas.


Para empreender um trabalho para controlar o tempo você deve primeiro encontrar um lugar isolado apartado de qualquer grande área de habitação humana – um alto de colina isolada, clareira de arvores, é ideal. Quanto mais agreste o lugar, melhor. Essa isolação deve produzir pelo menos em algum grau um sentimento de você estando entre terra e céu. Primeiro decida qual tipo de tempo você deseja produzir levando a mente anteriormente. Deite no chão e se imagine como o vento: sinta a graça de uma brisa e então imagine um forte vento golpeando você enquanto você está deitado. Enquanto você imagina o vento mais e mais forte, salte e fique de pé e com braços esticados acalme o vento por sua vontade, então o solte outra vez como uma forte força para quebrar sobre o lugar em volta. Se imagine como o vento trazendo o tipo de tempo que você deseja.


Por exemplo, se você desejar uma trovoada, imagine o vento girando em volta e criando nuvens imensas, escuras que correm rapidamente em direção da colina trazendo sua escuridão para cobrir a terra e então seus relâmpagos, estrondos de trovões e chuva. Se necessário verbalize seu desejo e exulte ao primeiro frenesi da tempestade – dançando, rindo no seu rompimento em volta de você. Se você deseja tempo calmo, ensolarado, imagine o vento indo embora vagarosamente e o sol aparecendo no céu. Sinta o calor do sol sobre seu corpo – exulte no enternecimento do sol, outra vez verbalizando sua exultação e desejo se você desejar. Se seu desejo é por chuva imagine o vento trazendo nuvens cinzentas para cobrir todo o céu – sinta a chuva enquanto ela molha e penetra na Terra, trazendo crescimento e alegria. Outra vez exulte no sentimento de chuva sobre seu corpo – verbalizando essa exultação e seu desejo.


Essa verbalização pode assumir muitas formas dependendo do seu sentimento no momento. Por exemplo, para uma tempestade algo como: ’Venha Tempestade, Vento, Trovão, Relâmpago e Granizo! Quebre essa colina e a terra em volta com sua força! A mim! Venha relâmpago, trovão e granizo... ’ Verbalização como essa deve ser sempre frenética: não tem utilidade somente dizendo as palavras em uma voz calma. As palavras seriam como uma ejaculação verbal de seu frenesi. O trabalho seria finalizado com você reverenciando respeitosamente a Terra e agradecendo o vento, sol, céu e nuvens.



Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.