Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Livros Satânicos Naos Notas sobre a Tradição Esotérica

Notas sobre a Tradição Esotérica


NAOS, Order of Nine Angles

Septenario:

Em um sentido, o sete representa o quatro mais três: o quaternário, encontrado na ‘natureza’ mais as três substancias alquímicas:

jogo1.jpg jogo3.jpg  jogo2.jpg

Nos textos Alquímicos medievais essa combinação é representada pela ‘quadratura do circulo’ e é usualmente desenhado com um quadrante, dentro de um circulo, unido com um triangulo. Em algumas ilustrações, os cantos do(s) triangulo(s) são marcados com os símbolos das substancias alquímicas:

jogo1.jpg jogo3.jpg  jogo2.jpg

O quaternário é as quatro ‘formas de matéria’: Ar, Terra, Fogo e Água, associada com os Naipes do Tarot (ver tabelas Septenarias) e uma constelação Zodiacal (e.g. para Ar, Capricórnio). Essa ultima é também uma ‘estação’ mostrando o tempo apropriado para a operação alquímica associada com o estagio: assim o processo iniciaria com o inicio em Áries, o estagio de Calcinação, continuando até Escorpião (Separação*) então esse estagio de Separação acabaria no Solstício de Inverno o qual marca o inicio de Coagulação o qual acaba até o Solstício de Verão, e outros. (Essa forma do Septenario – como uma combinação alquímica – faz possível um entendimento maior de alguns dos mais importantes manuscritos Alquímicos).

Portal/Portal-Estrela:

Termo(s) usado para significar um nexo entre o acausal e causal. Há basicamente dois tipos de ‘portal’ ou nexion (nota: ‘Portal’ é usualmente a palavra usada em literatura exotérica; nexion em trabalhos exotéricos, essa ultima sendo mais apropriada e precisa) – a primeira é o aquilo que existe latente, dentro de nós como indivíduos por virtude de nossa psique; a segunda é algo físico, onde o acausal é unido ao causal e onde ‘energia’ pode fluir de um universo para outro. Em adição, há certos ‘pseudonexions’: regiões onde os dois universos são mais próximos de contato mas que não são nexions atualmente. Esses podem ser ‘abertos’ por mudança cósmica natural (por exemplo, uma mudança/alteração nas energias) ou por ‘ritual’ – i.e. por indivíduos procurando um ponto de ‘fraqueza’ e então usando varias energias para ‘transgredir’.

Os nexions físicos são usualmente chamados ‘Portais-Estrela’ (exotéricamente) ou Nexion-estrela (esotéricamente: ainda que muito frequentemente eles sejam referidos somente como nexions, o contexto fazendo seu tipo obvio). Alguns desses ‘Portais- Estrela’ são ditos estar em regiões do Espaço (como vistos da Terra) perto das estrelas Algol, Dabih e Naos*. O Portal-estrela mais próximo de acordo com a tradição é dito ser perto do planeta Saturno. Esses nexions fazem viagem física para o acausal possível,e muitos mais são ditos existirem, mas não estão registrados.

O nexion dentro da psique é ‘aberta’ por Iniciação e o seguimento do Caminho Septenario. ‘Viagem astral’ dentro do acausal é dita ser possível além do Abismo:  abaixo desse estagio, pode haver algumas intimações daquele universo.

Acausal/causal:


O causal é o universo ‘físico’ descrito pelas três dimensões espaciais (nos ângulos retos mutuamente) e tempo linear. O acausal é o universo (ou universos: geralmente o singular é usado para escapar de complicações semânticas, ainda que a tradição Septenaria aceita a quase certeza que muitos universos ‘acausais’ existem para presentear ‘nosso’ universo causal) descrito por um não especificado número de dimensões espaciais e por tempo não linear (ou acausal). Essas dimensões espaciais não estão necessariamente nos ângulos retos mutuamente.

O universo causal (frequentemente referido simplesmente como o ‘causal’) é descrito pelas leis da Física. Esotéricamente, vida é considerada como uma manifestação do acausal dentro do causal: isso é basicamente ‘um modo’ (i.e. do acausal para o causal – isso pode ser visto como um ‘fluxo’ de energia). Vida superior (isto é, vida que tem percepção) envolve dois tipos de processos: ou melhor, os dois tipos de processos são latentes dentro da vida com percepção. Em termos práticos, isso significa que entidades de vida com percepção (indivíduos) podem mudar a soma/intensidade do fluxo acausal tanto quanto transcender para o próprio acausal. Assim o ‘objetivo’ da vida com percepção é incrementar esse fluxo (por descobrimento – descobrindo ou revelando no sentido de Heidegger – do nexion escondido) e então tornar-se parte do acausal (i.e. ‘imortal’ quando visto do causal). Iniciação, e ‘os Mistérios’ (i.e. o Caminho Septenario) é o meio para alcançar isso.

Nossa psique é uma região onde pode ser dito que o acausal e o causal ‘coincidem’ e as “leis da psique” descrevem essa região. Arquétipos são as compreensões causais da energia acausal enquanto essa flui do acausal para nosso causal. A ‘Arvore de Wyrd’ é uma descrição básica (ou “mapa”) dessa região – o Abismo, o próprio nexion.

Abaixo do Abismo, compreensão depende de símbolos e palavras (onde símbolos aqui se referem a sigilos/representação artística, etc. e motivos/mitos/formas arquétipas, etc.). Além do Abismo, é compreensão causal: nós podemos aproximar isso por símbolos abstratos (tal como o Jogo Estelar).

Um Aeon é uma disposição particular do causal sobre a Terra que é manifesto como uma civilização – i.e. um incremento do acausal, usualmente em um lugar/área especifica por um período de tempo (linear). Esse incremento afeta indivíduos: primeiro somente aqueles em proximidade com o centro, e então por ultimo via difusão outros também. Essa disposição é considerada como um processo natural que ocorre por causa da natureza do acausal e causal. Entretanto, a tradição esotérica mantém que essa disposição tem em extensões variegadas sido ‘alterada’ por indivíduos: no inicio como um processo inconsciente na maioria. (Veja outros MSS particularmente ‘Os Deuses sombrios’ e aqueles relacionados à Aeonicas).

‘Magicka’ é simplesmente a presenciação de energia acausal – para magicka ‘externa’, pelo intento ou desejo do individuo em direção de outro aspecto causal (o qual inclui outros indivíduos); para magicka ‘interna’, em direção da psique.

auto2.jpg


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.