Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Rituais Satânicos Ritual da Egrégora Satânica

Ritual da Egrégora Satânica


Rev. Obito, Templo de Satã

set_priestess2.jpgEste é um ritual interno originalmente criado apenas para os membros do Templo de Satã esteitarem seus laços e fortalecerem seu comprometimento com a egrégora e a ideologia do satanismo. Como parte do atual processo de abertura ele é agora exposto ao grande público de modo a permitir que qualquer interessado possa fazer contato com a Catedral Negra e evoluir segundo seus próprios caminhos e padrões.

A intenção primária deste rito é criar um espaço "astral" para o encontro dos  participantes e uma celebração e comunhão com a egrégora satânica. Desta forma ele não é direcionado ao praticante isolado, mas sim aos grupos e capelas em formação. O  ritual vai consistir de uma preparação de cada um para criar a atmosfera  propícia para o encontro e a manifestação da egrégora, então de um  banimento na abertura, do ritual em si, banimento de fechamento e então o  encerramento do ritual por parte do ou da praticante. A preparação da  atmosfera e o encerramento fica a cargo de cada um, assim como os  banimentos, apenas o ritual é que servirá de link entre os praticantes que deverá ser seguido à risca.

O ritual em si funcionará da seguinte maneira: será criado um cenário que  deverá ser imaginado por todos. Será um cenário simples mas com alguns  detalhes que devem ser observados com atenção. Seguindo esse cenário,  passo a passo como descrito, o ou a praticante estará seguindo os passos de todos os outros. Esses passos levarão a uma "câmara ritual" onde será feita a comunhão entre os praticantes e a egrégora. Quando terminar todos seguem o caminho oposto e então após o banimento encerram o ritual como  quiserem.

É importante imaginar o cenário o mais vividamente possível, e experienciar com o maior realismo o trajeto até a câmara. Isso pode ser praticado com antecedência várias vezes para se familiarizar com o terreno, a única coisa é ter em mente que nessas práticas a câmara ritual estará vazia.

Também é importante frisar que como todo ritual a expectativa constante de obter provas ou resultados apenas afasta o ou a magista da experiência  plena. Durante o ritual tentar visualisar os outros irmãos ou irmãs ou escutar suas vozes pode arruinar todo o efeito desejado. Apenas tenha certeza de que você não estará só e siga o script com toda naturalidade, tenha em mente que o objetivo não é você encontrar os outros mas os outros encontrarem você, com isso em mente todos conseguirão vibrar em  uníssono. Qualquer dúvida não existem em escrevem para o Templo de Satã.

Ritual:

1- Cada um se prepare como preferir. Tomar banho, se vestir com roupas  leves, tomar qualquer coisa que costume tomar para entrar no clima, coloque música incensos ou o que preferir. Aqui vai apenas uma sugestão, não precisa ser seguida à risca:

Uma hora antes do ritual resolver todos os assuntos pendentes do dia. Se  morar com outras pessoas pedir para não ser incomodado em hipótese  alguma pelas próximas horas. Tirar telefones da tomada, desligar ou tirar  relógios do local. Então tomar um banho. Com uma esponja se esfregue  inteiro com força, o corpo todo. Quando sair do banho se enxugue, vista  roupas leves que não atrapalhem os movimentos, se preferir ficar sem  roupas à vontade. Entre no lugar onde o ritual será realizado. Previamente deixe o lugar já arrumado, com almofadas para se sentar de maneira a ficar confortável. Se possível acenda cinco velas, imagine um círculo ao redor de onde vai se sentar e neste círculo coloque uma vela à sua frente, uma às suas costas, uma à direita e uma à esquerda. A quinta vela ficará diretamente à sua frente.

Fique voltado para o Sul (caso tenha dificuldades para localizar o sul lembre-se de duas coisas: 1a. o sol nasce a leste, de manhã veja de onde o sol está nascendo, fique de frente para ele, você está de frente para o leste, o oeste está às suas costas, o norte fica para a sua esquerda, o sul para a direita, caso tenha dificuldade para fazer isso... 2a. No escuro todas as direções apontam para o sul). Acenda a vela que está na sua frente no círculo, então caminhe para a outra vela no sentido anti  horário imaginando que está trazendo o fogo com você, acenda a segunda vela, repita isso com as outras duas e termine acendendo a vela diretamente na sua frente. Com isso você conclui o círculo e abre o canal (olhe para as maçanetas e fechaduras, anti-horário abre, horário fecha).

Sente-se diante da vela e fixe o olhar no fogo, deixe ele limpar sua mente.

Quando estiver em sintonia consigo mesmo/a é hora do:

2- Banimento

Faça o Banimento que estiver mais familiarizado, ou com o qual esteja mais confortável. Uma sugestão é o ritual do pentagrama invertido.

3- A Jornada

a- O ou A Magista senta-se de forma confortável, e visualiza da maneira mais intensa possível um retângulo negro se formando à sua frente. Ele é largo o suficiente para passarem duas pessoas lado a lado e tão alto quanto o teto do local onde se realiza o ritual. Quando estiver visualizando plenamente  este retângulo sinta a corrente de ar que vem dele, pois ele é uma porta.  Acima dele perceba que existe uma imagem de um pentagrama invertido,  negro como a porta, que emite uma luz fraca avermelhada, que cresce de  intensidade, palpitando como um coração em meio às trevas.

b- Quando o pentagrama estiver brilhando como fogo, mentalmente o ou a  magista se erge e antes de atravessar a porta clama em voz alta: in nomine dei nostri Satanas Luciferi excelsi! E então atravessa o Umbral.

c- Diante do caminhante está uma escada em formato de caracol. É a escada  dentro de uma torre escura. As paredes e os degraus são de pedra e existem archotes nas paredes de ambos os lados, a escada sobe para a esquerda.

Então o adepto sobe dezoito degraus, dando uma volta completa na  espiral da escada. O décimo terceiro degrau tem esculpido em si três  triângulos, um dentro do outro, à sua direita agora existe uma porta, que é a  entrada para o templo.

d- O templo é cavado na pedra. Uma enorme câmara, o teto não é visível. Ela é redonda e tem um poço no centro. Do poço se erguem chamas. A parede  ao redor é lisa a não ser por uma faixa esculpida na altura dos ombros, nesta  faixa existem esculpidos cântaros de boca larga com quatro pés, eles  rodeiam todo o templo. Acima da faixa esculpida existem quatro sigilos de Baphomet, um de frente  para o outro, como se estivessem um em direção de cada ponto cardeal.

e- Caminhe em direção ao poço e o circule, sentindo as chamas. Após  circular uma vez o poço tome seu lugar de frente para as chamas e neste  momento imagine todos os seus irmãos e irmãs em Satã de mãos dadas,  formando um círculo ao redor do fogo. Visualize então o sigilo de Baphomet brilhando dentro das chamas. As chamas fazem as sombras dos  participantes dançarem nas paredes. Então ouça uma voz clamar alto dentro  do templo de pedra e repita vibrando:

"Em nome de Satã, Regente da Terra, Rei do mundo em que vivemos, eu  ordeno que as forças da Escuridão concedam a mim seu poder Infernal."

f- Visualizando as chamas crescendo e rugindo, o sigilo de Baphomet  flamejando, ouça a voz proclamar seu intento, e repita vibrando:

"Abram os portões do Inferno e das profundezas do Abismo venham  me  receber como seu irmão (ou irmã) e amigo/a."

g- Visualize o sigilo de Baphomet envolvendo todos os irmãos e irmãs, sinta as chamas brincando como o vento em seu corpo enchendo você de poder.  Repita após a voz:

"Satã, eu aceitei seu nome como parte do meu ser! Eu vivo como as feras,  exultante na vida carnal! Eu favoreço o justo a amaldiçôo o fraco e o  hipócrita!"

"Em nome daqueles que reinam na terra do fogo, eu ordeno que minha  Vontade seja lei. Que meus desejos se tornem reais. Eu moldo a realidade  como o artesão molda o barro!"

"Criaturas das trevas apareçam e nos aceitem como um de vocês,  eternamente desejando, eternamente vencendo, eternamente vivendo!"

h- que o ou a magista até a exaustão repita o mantra: Regie Satanas! Ave  Satã! sentindo as chamas o/a envolverem e o/a erguerem do chão. Enquanto  o mantra é recitado sinta como se você se tornasse parte das chamas, se  tornando um com Satã e com seus irmãos e irmãs.

4- Então o ritual é encerrado com o mesmo banimento de abertura.

5- Encerramento do ritual.


Considerações finais: 

1- Decore as frases que vai repetir no ritual. Pratique até as saber de cor, até  as ouvir no seu coração.

2- Não se sinta inseguro/a. Faça "visitas" ao templo, faça rituais de  reconhecimento. No momento do ritual é importante estar familiarizado com  todo o percurso e com o local. Faça exercícios de visualização para chegar lá.

3- Se for usar velas lembre-se que o ritual tem o climax com o mantra, é  normal você desabar cansado/a e até entrar num estado de semi consciência  semelhante ao sono. Deixe as velas a uma distância segura, coloque-as  dentro de copos com água até a metade para não correr o risco de terminar o ritual em meio a chamas.

4- Caso caia no sono outro estado só encerre o ritual quando "despertar".

5- Não precisa gritar as frases, mas repeti-las de forma audível é  aconselhável, as palavras tem poder, sinta-as saindo da sua boca. Caso se  sinta acanhado/a imagine-as, mas isso não tem tanta força. Nem que você  repita as palavras em voz baixa.


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.