Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Textos Satânicos O Portal Azatu

O Portal Azatu


ONA

Tradução por Diabolus Shugara

Revisado em 124 yf

 

O seguinte rito, para Sacerdote e Sacerdotisa, existe em duas formas. Ele pode ser empreendido por aqueles no estágio de Adepto Externo como parte da experimentação daquelas energias apropriadas para aquele nível (e ele deve ser empreendido na complementação dos trabalhos com Caminhos e Esferas com a companhia); mas sua meta primaria, como com todas as formas de genuína magicka, é direcionar energia para ajudar a emersão do Novo Aeon. Geralmente, isso significará ajudando, via os caminhos da magicka, uma forma causal que possui a habilidade para implementar praticamente o Novo Aeon. Assim um símbolo representando a forma causal é usado como um foco para a energia criada.

A forma Satânica deve ser empreendida uma hora antes da aurora durante a Lua Cheia. A forma Baphometica deve ser empreendida no crepúsculo, quando a Lua é Nova. Ambas as formas devem ser conduzidas em uma isolada locação ao ar livre [a locação mais apropriada para a forma ‘Baphometica’ é uma caverna subterrânea onde água flui].

 

I) A Forma Satânica:

A Sacerdotisa segura o cristal, enquanto o Sacerdote soa o sino do templo sete vezes. Ambos então meditam sobre o Atu VII do Tarot Sinistro. Quando tempo suficiente foi dado para meditação, o Sacerdote diz: “Aperiatur stella, et germinet, et germinet Caos!”, e coloca suas mãos sobre o cristal. Ambos começam a vibrar ‘Agios o Satanas’, direcionando a vibração para dentro do cristal. Essa vibração é empreendida nove vezes, com força e ressonância aumentadas, enquanto visualizam uma profunda região do espaço onde um nexion está começando a abrir [de acordo com a Tradição, a locação de tal nexion fica perto do planeta Saturno].

Enquanto a vibração alcança sua conclusão, uma forma nebulosa (que pode se unir na forma de um dragão) é visualizada saindo do nexion, descendo para a Terra, e entrando nos corpos dos participantes pelo cristal. Ambos devem visualizar seus corpos se enchendo com um espaço estrelado.

Ao completar a vibração, essa visualização é continuada em silencio, por pelo menos quinze minutos. Seguindo isso, ambos iniciam uma visualização do símbolo escolhido para representar o Novo Aeon, enquanto cantam o Diabolus. Esse canto deve ser cantado três vezes em uníssono, seguido por quatro adicionais cantados em quartos paralelos. União sexual começa depois disso, durante o qual ambos continuam a visualizar o sigilo. Ao concluir, ambos fazem uma reverencia para o Norte dizendo:

“Agios athanatos!”

II) Forma Baphometica:

Como antes, a Sacerdotisa segura o cristal, enquanto o Sacerdote soa o sino do templo sete vezes. Ambos meditam sobre a ‘Musa de Espadas’ do Tarot Sinistro. A Sacerdotisa, quando ela julga ser o tempo certo, vibra: “Veni, omnipotens aeterne Baphomet!”. O Sacerdote então coloca suas mãos sobre o cristal, e ambos começam a vibrar ‘Agios o Baphomet’, nove vezes. Durante essa vibração, ambos visualizam o cristal se enchendo com escuridão que então vagarosamente se espalha para fora para encher seus corpos. Como antes, essa visualização é continuada por mais quinze minutos seguindo o fim da vibração.

O canto ‘Agios o Baphomet’ é então cantado, enquanto visualizam o símbolo do Novo Aeon. O canto é cantado três vezes em uníssono, seguido por quatro adicionais em quintas. Ao completar o canto, a Sacerdotisa quietamente diz: “Suspice, Baphomet, munus quod tibi offerimus memoriam recolentes Atazoth”. União sexual começa depois disso. Ao concluir, ambos fazem reverencia para o Norte, dizendo: “Agios athanatos!”.

 

Nota: O cristal deve ser segurado pela Sacerdotisa por todo o rito – incluindo durante a união sexual. Como é tradicional, a melhor forma para o cristal é um tetraedro, e ele deve ser tão grande quanto possível. Cristal de rocha é melhor, mas Pleonast*, Spinet* e Morrion* podem também ser usados.

 

 

 

*Infelizmente não consegui traduzir essas palavras.


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.