Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Textos Satânicos Satanismo Gótico

Satanismo Gótico


O Satanismo Gótico foi uma invenção da Igreja Cristã na época da Inquisição. Os Cristãos acreditavam na sua existência naquela época e que era uma ameaça para a ordem existente. Muitos Cristãos (especialmente os conservadores) ainda acreditam nisso hoje em dia. Entretanto o Satanismo Gótico é uma religião imaginária que não existe realmente.

Durante o séc. XV houve uma histeria crescente dentro da Igreja Cristã por causa da aparente existência de adoradores do demônio, que eram vistos como uma influência desestabilizadora. A queima de bruxas (também chamada de holocausto feminino e o tempo das queimadas) tiveram início.

Dois padres Dominicanos, Kramer e Sprenger, escreveram um livro em aproximadamente 1486 o Malleus Maleficarum (O Martelo das Bruxas) que se tornou a principal referência para o genocídio. Eles escreveram que esses Satanistas Góticos:

  • São geralmente mulheres, por serem mais impressionáveis, perfídias, carnais e vingativas e (intelectualmente) mais próximas de uma criança do que os homens. Pelo fato de Deus ser homem ele livrou os homens da heresia.

  • Matam, enfeitiçam e induzem pragas em animais; fazem com que vacas parem de dar leite.

  • Causam impotência, esterelidade, abortos e a expulsão do feto pelo organismo da mãe.

  • Voam em vassouras à noite para irem participar de orgias sexuais.

  • Bebem o sangue de crianças que não foram batizadas e as comem, ou as transformam em sopa ou as assam em um forno, seus ossos são usados para criar instrumentos ritualísticos.

  • Oferecem suas crianças a demônios.

  • Matam ou amaldiçoam pessoas simplesmente ao olhar para elas, dizer uma frase, fazendo com que sejam atingidas por raios, assoprando em suas faces, colocando alfinetes em bonecas de cera feitas à imagem da vítima, etc.

  • Quebram, batem, esfaqueiam ou pisam em crucifixos sempre que tem a oportunidade.

Uma segunda referência foi o Compendium Maleficarum de Guazzo, que foi escrito em 1620. Eles descreve como adoradores de Satã:

  • Voam pelos ares montados em um bode ou num cajado.

  • Se besuntam com óleos mágicos e voam sozinhos.

  • Se besuntam com um creme ou fazem um sinal e desaparecem.

  • Mudam da forma humana para a forma animal e vice-versa.

  • Podem mudar o sexo de pessoas e animais.

  • Juram eterna obediência a Satã como seus corpos recebem sua marca.

  • Celebram, dançam, comem e bebem na presença de Satã, que comparece a essas celebração na forma de um horrível e deformado bode negro.

  • Sufocaram, furaram e mataram seus próprios bebes, cortaram fora suas extremidades e cozinharam seus troncos.

Os inquisidores torturaram suspeitos até que eles estivessem dispostos a confessar qualquer coisa para que a dor parasse. Então, é claro, existem inúmeros testemunhos registrados nos arquivos dos tribunais usados como evidência.

A última vítima européia acusada de adoração do demônio foi queimada em 1792, apesar da Igreja continuar a exterminar os hereges com as fogueiras nas Américas até 1830.

Perto do fim do Tempo das Queimadas o conceito de Missa Satânica foi adicionado à crença popular sobre Satanismo. Ela consistia em uma paródia da Missa Católica Postólica Romana. Urina e água suja substituíam o vinho, pão mofado era o substituto da hóstia. A Missa era realizada na língua nativa (ao invés de ser usado o Latim). Texto eram lidos de trás para frente, a cruz era cuspida e quebrada. Crianças eram sacrificadas. As crenças públicas sobre o Satanismo Gótico se transformaram na crença de uma religião anti-Cristã e cada detalhe.

Satanismo Gótico - Atualidade 

500 anos passados e as pessoas ainda acreditam que o Satanismo Gótico permanece uma ameaça. Em alguns estados americanos a cifra de adultos que acreditam na existência de grupos Satânicos que matam crianças chega a 90%, como é o caso de Utah. Não se acredita mais que Satanistas voem em vassouras ou são capazes de desaparecer, mas assassinato de bebes, quebrar cruzes ou crucifixos e até a mudança da forma humana à animal e vice-versa são descritas por escritores Fundamentalistas ou Cristãos Evangélicos modernos. Muitos escritores e seminaristas podem estar completamente desinformados que sues materiais de pesquisa se originaram em manuais de caça a bruxas do Renascimento. Pessoas ultrajadas dizem que mais de 60.000 rituais com assassinato de crianças são realizados por ano só na América do Norte, e de locais de prisões de criação de bebes, onde jovens mulheres são mantidas sempre grávidas para que existam sempre bebes para serem usados como sacrifícios em rituais. O conceito de Satanismo Gótico como sendo uma religião anti-Cristã permaneceu intacto através de séculos.

Não existe nenhum registro de uma investigação policial nos últimos 300 anos ter encontrado evidências sérias de Ritual de Abuso Satânico (com exceção de um caso na Grécia em 1995). Apesar disso muitas pessoas acreditam na existência de um grupo secreto de Satanistas Góticos altamente organizado controlado por uma rede internacional. Dezenas de milhares de pessoas ao redor do mundo acreditam que esse grupo é uma ameaça real e imediata, apesar de nunca ter sido encontrada nenhuma evidência física que comprove a existência deste grupo. Incontáveis oficias da lei vem procurando evidências dessa forma de abuso por décadas sem sucesso. A crença pública no Ritual de Abuso Satânico vem sendo suportada por milhares, ou dezenas de milhares, de adultos que supostamente descobriram o que acreditam serem memórias implantadas para encobrir Abusos que sofreram em Terapias de Recuperação de Memórias. Um outro fato que suporta a crença popular ocorreu no fim da década de 80 e início da de 90, onde inúmeros casos foram levados a tribunais nos Estados Unidos, onde se acreditavam que crianças eram molestadas em rituais de abuso em escolas infantis, maternidades, escolas dominicais, por agências de babás, etc. Relatos de crianças descrevendo abusos físicos e sexuais horrendos, a maioria de natureza ritualística mandou centenas de adultos, acusados de abuso infantil MVMO (múltiplas vítimas, múltiplas ofensas), para a prisão com longas sentenças. Pesquisas mostram agora que as lembranças das crianças foram de eventos que provavelmente nunca aconteceram, mas que surgiram através de técnicas de interrogação dúbias, onde o questionamento direto e repetitivo era usado.

Existem muitos indicadores de que o Satanismo Gótico não existe:

  • Essencialmente todas as crenças e práticas atribuídas ao Satanismo Gótico tem origem no livro O Martelo das Bruxas, de Kramer e Sprenger.

  • Muitos livros que supostamente foram escritos por "ex-Satanistas" foram provados serem fraudes.

  • Nenhum livro de um Satanista Gótico sobre suas crenças, práticas e rituais jamais foi escrito. Se o Satanistas Góticos existissem em qualquer número, tais livros existiriam e seriam impressos.

  • Campos de criação de bebes não poderiam permanecer completamente escondido por décadas.

  • Inúmeros estudos do governo e centenas de investigações policiais falharam em surgir com uma evidência séria de sacrifícios humanos ou outros crimes como sendo relacionados com o Satanismo.

Um número muito pequeno de indivíduos se inspiraram no grande número de literatura anti-Cristã escrita por autores Cristãos e criaram sua própria versão do Satanismo Gótico que inclui uma cruz Cristã invertida, Missas Satânicas onde recitam preces Cristãs de trás para frente, etc. Entretanto eles aparentar ser seguidores isolados sem nenhuma forma de organização. E eles não realizam abuso de crianças, assassinado de bebes ou nenhuma outra atividade criminosa. A religião deles foi inspirada e se originou da literatura Cristã.


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.