Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Sinfonias Música e Ocultismo Os 100 álbuns satânicos mais importantes da história Myths of the Near Future, Klaxons

Myths of the Near Future, Klaxons


Nº 99 - Os 100 álbuns satânicos mais importantes da história

klaxons-myths_of_the_near_future.jpgA influência de Aleister Crowley na cultura popular da Nova Era Satânica é evidente para qualquer leitor que conheça minimamente a história do rock`n`roll. Mas é interessante perceber como algumas pessoas acreditam que essa influência está limitada as lisérgicas bandas psicodélicas dos anos 60 como Beatles e Rolling Stones e aos monstros de metal dos anos 70 como Led Zeppelin e Black Sabbath. A verdade é que desde a deflagração satânica não houve uma só decada em que os artistas não tenham proclamado, cada um ao seu modo, a Lei de Thelema. Myths of the Near Future, considerado como o álbum do ano de 2007 mostra como Mega Therion ainda está vivo e forte na voz das bestas indies do século XXI.

Com um som difícil de classificar as vezes chamados de "acid-rave sci-fi punk-funk", ou simplesmente de nu-rave os britânicos do Klaxons não tiveram reservas ao despejar toneladas de referências do caminho da mão esquerda nesta sua obra prima que é também o álbum de lançamento do grupo. O próprio título é uma pista do palco psicológico em que o grupo se apresenta, Myths of the Near Future trata-se de uma coletânea de contos do escritor de ficção e notório thelemita J.G. Ballard. Uma obra sobre liberdade, convenções sociais, alienação, questões sexuais, disfunções psicológicas e a influência da tecnologia.

Faixas como Atlantis to Interzone e Four Horseman of 2012 dão pistas poderosas da cultura ocultista que a banda carrega, mas o destaque vai para Magick, a grande e clara referência a Aleister Crowley. As palavras de abertura desta música: Magick without tears, é simplesmente o nome do documento redigido por Crowley que derrubou os preceitos metafísicos do ocultismo cristão medieval e abriu as portas para a magia materialista que o Aeon de Hórus conheceria.

É obvio que estas referências passam desapercebidas pelo ouvinte casual. O som viciante deste punks indies de cara soa como um grande hit, tanto que o álbum ganhou o prêmio Mercury de revelação do ano vendendo milhares de cópias, especialmente no Reino Unido. Contudo o significado de suas palavras permanece desconhecido pelas multidões, embora sem dúvida alguma a mensagem seja passada de forma sutil. Mas é exatamente assim que Crowley disse que seria. O Livro da Lei ressoa no século XXI com a energia de uma criança: ''Que meus servidores sejam poucos & secretos: eles regerão os muitos e conhecidos''

 

Magick without tears

 

Magick, without tears
Magick, without tears
Magick, without tears
The magickal veneer

The way to mother noose,
The way to suck an egg,
The way to Golden Dawn,
The way to Koh Phangan.

The glitter on the snow
the place to always go
Do what you will,
Do what you will.

The Vision and the Voice
The view from Devil's towers
Snake with tail on tongue,
The broken silver one.
The glitter on the snow,
the place to always go;
Do what you will,
Do what you will.

Tradução de Magick without tears
(Magicka sem lágrimas)

Magicka sem lágrimas
Magicka sem lágrimas
Magicka sem lágrimas
O verniz mágicko

O caminho para a mamãe ganso
O caminho para chupar um ovo
O caminho para Golden Dawn
O caminho para Koh Phangan

O brilho na neve
o lugar para sempre ir
Faça o que tu queres
Faça o que tu queres

A Visão e a Voz
A vista das torres do Diabo
A serpente com o rabo na lingua
O prateado que quebrou
O brilho na neve
o lugar para sempre ir
Faça o que tu queres
Faça o que tu queres

 


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.