Entrevista com Michael W. Ford, Black Funeral

black-funeralNesse primeiro número [da Lucifer Luciferax] trazemos uma breve entrevista com uma das pessoas que atualmente mais lutam para divulgar seriamente o Caminho da Mão Esquerda e a música extrema no mundo. Trata-se do norte americano Michael W. Ford, o Homem que está a frente do Black Funeral  e de Ordens como a “The Black Order of the Dragon” e “The Order of Phosphorus”. Ford é também autor de vários livros importantes dentro do Caminho da Mão Esquerda, como “Luciferian Witchcraft” e “The Goetia – Luciferian”. Com a palavra, Michael W. Ford ou Magister Templi Frater Akhtya Seker Arimanius...

“O Luciferiano é um indivíduo que rec

nhece as características comuns do arquétipo do Adversário, ambos de uma perspectiva masculina e feminina. O Luciferiano não adora Satan ou necessariamente crê nele - um Luciferiano não acredita no simbolismo cristão "preto e branco" de pecado e redenção. O Adversário é um arquétipo transcultural que existe antes do cristianismo existir. Satan é simplesmente um título que significa "Adversário" ou "Opositor".” - Michael W. Ford

1) Em sua opinião, qual é a verdadeira relação entre o “Black Metal” e “Magick”? Há “bons exemplos” para ilustrar sua opinião?

Não posso dizer que existam essas relações especificamente. O Black Metal
por definição, não é baseado na prática Mágicka – ele está conectado com a ideologia Satânica. Eu não recomendo o black metal a nenhum estudante mágicko como uma forma de arte, trata-se de um gosto licantrópico específico que nem todo mundo tem. Acontece que eu sou um praticante que está envolvido com esse tipo de música. Eu posso dizer que trabalho minhas letras e algumas composições musicais em estruturas qlippóticas para evocar emoções e conceitos espirituais. Posso citar muitas bandas por seu desconhecimento ou talvez conhecimento de causa – Satyricon, por exemplo, não especificamente Satanistas, mas eles têm imagens que podem estar em harmonia com Satanistas. Black Funeral: é claro. Há outras bandas que fazem o mesmo, como o Graven Pestanz que conduz rituais e trabalhos similares.

2) Você pode falar sobre suas intenções com a “Order of Phosphorus” e a “Black Order of the Dragon”?

Estabelecer uma estrutura iniciatória Luciferiana produtiva, na qual as pessoas encontrem fundamentos interessantes e estimulantes para o próprio desenvolvimento mágicko via o Caminho da Mão Esquerda (LHP). Atualmente a Order of Phosphorus está sendo reestruturada por um conselho e em breve nós expandiremos a Church of Adversarial Light, uma corrente pública variada que definirá a religião Luciferiana. Não falaremos sobre a Black Order of the Dragon, pois a mesma é agora uma Ordem Interna da Order of Phosphorus e seu foco está nos ritos de Yatukih da Bruxaria Luciferiana, Liber HVHI, Vampire Gate e outros.

3) Quais seriam seus “conselhos” para os Neófitos no Caminho da Mão Esquerda (LHP)?


Questionem o que querem realizar entrando nesse caminho. Questionem aonde querem ir e qual é o simbolismo mais significativo para vocês, além disso, aconselho a PRATICAREM, PRATICAREM e PRATICAREM. Somente a experiência prática poderá levar a experiência teórica mais adiante. Em resumo, busquem experiência e se planejem para manter suas jornadas adiante. Busquem Ascender.

4) Como você vê trabalhos como os “Túneis de Set” no Caminho da Mão Esquerda? Há alguma relação entre a Gnose Luciferiana e livros como “Beyond the Mauve Zone” e “Nightside of Eden” de Kenneth Grant?

Kenneth Grant é uma poderosa referência há muito tempo e me deu alguma estrutura nos anos 90. Conduzi uma Loja em Indiana (Indianópolis) chamada "THE CHARACITH LUNAR LODGE" que tinha um trabalho focado em magick vampírica no final dos anos 90. Os Túneis de Set expandidos sobre os elementos qlippóticos dos estudos de Crowley são úteis.

5) Qual é a sua opinião sobre o suicídio?


De uma perspectiva luciferiana eu vejo o suicídio como potencialmente inútil ou sem significado. Não posso falar por todas as pessoas, de qualquer modo, precisamos de experiência na iniciação e a vida não deveria ser negada - esse é o presente da Chama Negra que nos guia para nos tornarmos mais.

6) Há planos para publicar seus livros em português? O que você pensa sobre livros seus circulando livremente pela Internet?

Eu gostaria de vê-los traduzidos sim, realmente! Internet? Bem, posso dizer que gostaria de vê-los publicados corretamente. Minha Editora possui vários deles disponíveis para download, como no Edownloads, por uma pequena taxa. Eu acho que eles deveriam ser comprados corretamente, de verdade. Eu sou um escritor e é isso que eu faço.

7) Quais são suas referências mágickas no Caminho da Mão Esquerda?


Atualmente sou o Mestre da “THE ORDER OF PHOSPHORUS” e da “THE BLACK ORDER OF THE DRAGON”, fui membro de diversas ordens mágickas e satânicas e de um outro templo Vampírico nos anos 90. Também fui líder de uma célula americana da ONA – Order of Nine Angles nos anos 90.

8) Você se considera um homem religioso? Como? O que significa a palavra “religião” para você?

Eu sou Luciferiano. Tenho uma experiência interior com a Corrente Luciferiana que é explorada comigo e que cresce dentro de mim – essa experiência está em mudança e se desenvolvendo comigo. Minha experiência religiosa não pode ser explicada. Um Luciferiano deve validar sua própria experiência para si mesmo. Considero-me religioso e somente dogmático em meu próprio caminho. Entenda a balança do Instinto e da Alta Sabedoria. Desafie e entenda o significado Iniciático experimentado em cada situação.

Eu me considero um Portal para o Adversário, um templo se você preferir.

Eu não tomo nenhuma droga e fico “chapado”. Essa é uma parte principal de meu foco iniciático. Minha meta como Luciferiano é expandir isso mais além com meus trabalhos, livros, músicas e unificar a “Church of Adversarial Light”, “THE ORDER OF PHOSPHORUS” e “Black Order of the Dragon”.

9) O que a palavra “Magick” significa para você?

O processo de obtenção de conhecimento pessoal, experiência, sabedoria advinda da associação de experiências, a retenção do conhecimento oculto e o poder de “alavancar”¹ sabendo quando e como aplicar isso mantemos o poder crescendo dentro de nós.

10) O que você poderia dizer a nossos leitores sobre o Luciferianismo?

Que Luciferianismo não é adoração a Satã – você pode se relacionar com o Adversário somente dentro de você – Forças Espirituais estão ligadas a corpos e mentes, e é como elas se manifestam. Saiba que você é um Templo e que você deveria ter aquele nível de respeito por Si, a Crença Luciferiana requer força interior e Equilíbrio entre Instinto e Alta Sabedoria.

Muito Obrigado.

Nota¹ do editor: “alavancar”, em inglês “leverage”, significa “a ação da alavanca”; “força mecânica ou vantagem obtida mediante o uso de uma alavanca”.


Glossário:

Magick: optamos por utilizar a grafia utilizada pelo entrevistado. O “K” adicionado na palavra é uma referência à teoria desenvolvida por Aleister Crowley em Book Four (Magick em Teoria e Prática). Veja mais.

Licantrópico: referente à Licantropia, palavra de origem grega “lykanthropo”, homem que vira lobo; lobisomem. Na psicologia Licantropia é uma doença mental na qual o indivíduo crê ter se transformado em lobo. Veja mais

Qlippótica: referente às qliphoth, Sephiroth “malignas” segundo a definição tradicional da Qabalah hebraica. Para maiores informações consultar A Cabala Mística (Dion Fortune, Editora Pensamento) e Nightside of Eden (Kenneth Grant, Skoob Books).

Túneis de Set: complexa rede de Túneis, Caminhos adversos “complementares” aos caminhos iluminados das Sephiroth. Rede Noturna de caminhos “inconscientes”. Referente à Sombra de nossa psique. Ver Nightside of Eden (Kenneth Grant, Skoob Books), The Shadow Tarot (Linda Falorio, Aeon Books), papéis graduados do Monastério dos Sete Raios, Le Couleuvre Noire, Ordo Templi Orientis Antiqua, Tiphonian Ordo Templi Orientis e obra de Carl Gustav Jung.

Neófito:
recém admitido no Caminho, culto, crença, seita ou afim.

Yatukih: sistema iniciático desenvolvido na “The Black Order of the Dagon”, possui origens em antigos cultos persas.
Liber HVHI: Livro de Michael W. Ford.

Vampire Gate: Trabalho de Michael W. Ford referente à espiritualidade predatória.

Ainda não encontrou as respostas? Continue procurando: