Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Sociedades Secretas & Conspirações Maçonaria Dicionário Secreto da Maçonaria E

E


Dicionário Secreto da Maçonaria

Elementos - São os quatros elementos usados nas provas da Iniciação, já conhecidos dos antigos: terra (matéria física), ar (matéria psíquica), água (matéria sensitiva) e fogo (matéria mental).

Elevação de Grau – Genericamente é a passagem de um Grau para o Superior, mas cada cerimônia tem denominação especial. Iniciação para o Grau de Aprendiz. Elevação para o Grau de Companheiro. Exaltação para o Grau de Mestre. Havendo outras designações para os “Graus Filosóficos”.

Elul – É o 12º mês do calendário judaico.

Emblemas – Figuras representativas, insígnias, distintivo de Loja ou “Corporação Maçônica”.

Encarnado – É a cor do R\E\A\A\, com o significado de zelo e fervor.

Encíclica – Circular que o Grão-Mestre, dirigi às Lojas, ou esta aos seus Obreiros. Modernamente este termo está em desuso, mas ainda em prática pela “Igreja Romana”.

Era Maçônica – Época da qual se começam a contar os anos na cronologia da Ordem. Expressão atualmente em desuso.(Ver Verdadeira Luz e Era Vulgar).

Era Vulgar – Assim designa o calendário, usado modernamente no mundo todo. Nos documentos Maçônicos após a data apõe-se a sigla (E\V\), o que quer dizer do “calendário gregoriano”, adotado mundialmente.

Escada – Símbolo de ascensão ou decadência, que é usada em Maçonaria.

Escada de Jacob – Emblema, figura no painel do Aprendiz, para lembrar as “sete” virtudes indispensáveis: temperança, prudência, justiça, fé, esperança, caridade e fortaleza da alma.

Escada de Mestres – Possui dois lances de “cinco degraus”, cada um representa: a candura, clemência, franqueza, temperança e descrição.

Escada Misteriosa – No Grau “30” do R\E\A\A\, há uma escada com sete degraus para subir, consagrada: à justiça, à pureza, à doçura, ao trabalho, à prudência, à sinceridade, à coragem. Para descer: à gramática, à retórica, à lógica, à aritmética, à geometria, à música e à astronomia.

Escocês – Nome de “Sete Ritos”, que geralmente são confundidos com um só:

         - Rito Escocês Filosófico, fundado em Paris com “15” Graus.

         - Rito Escocês Filosófico, criado em Marselha com “18” Graus.

         - Rito Escocês Primitivo, fundado em Paris com “25” Graus.

         - Rito Escocês Primitivo de Namur, concebido em Namur com “33” Graus.

         - Rito Escocês Primitivo de Narbona, fundado em Narbona com “10” Graus.

         - Rito Escocês Reformado, criado na Prússia com “7” Graus.

         - Rito Escocês Antigo e Aceito, criado  com “33” Graus.

Escocismo – É a prática dos Ritos Escocês, que trata dos Graus acima dos “Graus Simbólicos”. Atribui-se a André de Ramsay, a criação desses Graus, tendo seu desenvolvimento acontecido a partir de 1745, na França.

Escopro - Profissões industriais. Instrumento de aço com que se lavram madeira e pedra.

Escrutínio Secreto – Ato de recolher e contar as esferas, que entraram em uma urna. Este modo de votação é obrigatório, nos processos de ingresso na Ordem.

Escudo - Em Maçonaria, os Graus por ela concedidos.

Esferas - Ciência, regularidade, sabedoria. Servem para votação em escrutínio secreto: as brancas aprovam e as negras reprovam.

Esfinge - Segredo, silêncio. Monstro que no Egito era representado por uma estátua de leoa, com peito e cabeça de mulher; símbolo da deusa da sabedoria, “Neith”. É usada como símbolo dos trabalhos Maçônicos, que devem ser impenetráveis.

Esmola – (Ver Hospitaleiro).

Espada - Símbolo de honra e da proteção, recorda a combatividade.

Esperança – Uma das virtudes recomendadas aos Maçons em qualquer situação. “A esperança é a última que morre”.

Espiga - Recompensa do trabalho, fertilidade.

Espiga de Trigo – Emblema da recompensa de trabalho e ressurreição da vida.

Esquadria – Símbolo da retidão, recorda os deveres de vida reta.

Esquadro – Emblema da retidão e da conduta, pela qual deve o Maçom pautar as suas ações.

Esqueleto – Fim da vida, caos, eternidade. Símbolo da “morte” é usado nas “Câmaras de Reflexão”, para lembrar-nos de que a ambição, vaidade e orgulho, nada valem, tudo fica, pois a igualdade da vida não pode ser mudada.

Estandarte – Adornos usado pelas Lojas, em seus Templos e serve de “bandeira”, quando a Loja comparece a qualquer outra cerimônia de Co-Irmã.

Estar a Coberto – É o momento em que uma Loja está regularmente aberta, e isenta de olhares de profanos. Nos trabalhos da Loja, são os Vigilantes os responsáveis pela perfeita cobertura dos trabalhos.

Estar a Nível – Simbolicamente significa estar no lugar certo, estar em dia com as obrigações.

Estrela – Divindade. Tocha que servia para clarear a introdução de um Maçom, ao local onde a Loja estava reunida. Modernamente se usam velas, ou mesmo lâmpadas acesas por pilhas elétricas.

Estrela de cinco pontas - Em Maçonaria tem vários usos, representando o corpo do homem com as pernas e braços abertos; representam ainda os cinco sentidos do homem. A cabeça representa o Venerável, o braço direito o Orador, o braço esquerdo o Secretário, o pé direito o 1º Vigilante, e o esquerdo o 2º Vigilante.

Estrela de nove pontas - Formada por três triângulos eqüiláteros sobrepostos, que representam respectivamente: o Rei Salomão, o Rei Tiro, e Hiran Abiff o “Arquiteto do Templo”.

Estrela de seis pontas - Constituída por dois triângulos eqüiláteros sobrepostos, que significam a fonte reprodutora, a do macho e da fêmea, aparece em muitos símbolos Maçônicos. É também chamado “Estrela de David”.

Estrela Flamejante ou Resplandecente – Símbolo da Divindade.

Evangelho – Durante as Iniciações do passado, todos os Candidatos juraram sobre o “Evangelho”. Hoje juram sobre o “Livro Sagrado”, da religião adotada pelo país onde se situa a Loja; exceto no Rito Moderno, onde o juramento é feito sobre a “Constituição da Potência” a que pertence a Loja.

Exata Observância – Sistema Maçônico derivado da Estrita Observância, e tinha por fim a defesa do “jesuitismo”.

Exotérico – O que é ensinado de maneira particular, só aos Iniciados em qualquer filosofia.

Exoterismo – É o ensino que pode divulgar a filosofia, ou o lado oculto das coisas, ao vulgo em geral.

Expertos – São oficiais de uma Loja Simbólica.  Há três: 1º, 2º, e 3º no R\E\A\A\.


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.