Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Sociedades Secretas & Conspirações Textos Conspiracionais Ocultismo, L.H.P e Conspiração Política

Ocultismo, L.H.P e Conspiração Política


Frater Noctulius, Lucifer Luciferax, 1° edição março 2008 e.v.

Satanismo e PolíticaAs Atividades Políticas de Gregor A. Gregorius


O alto-iniciado alemão Eugen Grosche (Frater Gregor A. Gregorius), conviveu durante vastos períodos de sua vida com problemas políticos que afetaram sua vida pessoal. Grosche foi fundador da Sociedade Pansófica que mais tarde deu lugar à poderosa e influente Fraternitas Saturni (Fraternidade de Saturno), ambas germinadas na Alemanha dos intensos anos 20 do século passado, mas Grosche foi também um homem de opiniões políticas. Segundo Peter Koening, ele se juntou ao Partido Social Democrata Alemão (USPD), onde possuiu destacável militância como "Volkskommissar" (Comissário do Povo) de seu partido dentre outras atividades.

Mais tarde, em 1936, devido provavelmente a pouca simpatia nutrida pelos nacional-socialistas ao sistema luciferiano-gnóstico da F.S, e também a pouca ou nenhuma disposição de Grosche e seus confrades em colaborarem com o regime que se instalara, viu assim sua biblioteca ser apreendida pela Gestapo em 1936 (ou seria literalmente saqueada?) ocasião na qual escapou para a Suíça retornando alguns anos depois em plena guerra, onde acabaria se tornando preso político em Leipzig por curto período de tempo.

Alguns anos mais tarde, por ter permanecido do lado leste alemão, Grosche ainda teve problemas com o KPD (Partido Comunista Alemão) no qual se filiou, dizem alguns que de forma forçosa, sendo inclusive pressionado a abandonar suas atividades iniciáticas e esotéricas (pressão a qual Grosche jamais se rendeu).

Tais questões exemplificadas em Grosche, poderão nos trazer discussões mais profundas acerca do ocultismo, as ordens e fraternidades esotéricas e suas relações com o campo político e a conspiração.

É bem provável que teremos de retornar a Ordem dos Iluminatti na Baviera no século XVIII, quando Adam Weishaupt desenvolvia um pensamento nas vias do efervescente iluminismo anticlerical e antimonárquico, uma filosofia luciférica apoiada em Lúcifer como um anjo libertador. Não restam dúvidas de que os Iluminatti tenham sido favoráveis a Revolução Francesa e até mesmo terem contribuído em seu processo.

Hoje em dia está muito em voga querer comentar sobre os Iluminatti e até mesmo organizações que usam seu nome advogando o direito de tê-lo herdado existem mundo afora como é o caso daquela liderada pelo anarcocomunista espanhol Gabriel Rojas receptor de LíberZión, mas uma coisa nos é certa: a importância dos Iluminatti na gênese de uma concepção esotérica e iniciática aliviada dos padrões retrógrados do cristianismo é altamente relevante.

Anarquismo, Satanismo e Libertação


O século XIX pode ser reconhecido como o século em que se exacerbaram tais relações iniciadas com os Iluminatti. Os anarquistas provavelmente foram os que mais audaciosamente provaram de sua simpatia por Lúcifer ou Satanás (os entendendo como um só ou os entendendo como entes distintos, assim como nós também preferimos). Um dos pensamentos mais bombásticos dos revolucionários daquele tempo foi o do francês Ernest Couerderoy:

“Avante! Avante! Guerra é redenção! É Deus que a deseja, o Deus dos criminosos, dos oprimidos, dos rebeldes, dos pobres, de todos os que se sentem atormentados, o Deus Satânico cujo corpo é de enxofre, cujas asas são de fogo e cujas sandálias são de bronze! O Deus da coragem e da insurreição que desencadeia a fúria de nossos corações - nosso Deus!”

Bakunin, o mais célebre dos anarquistas, também não deixaria por menos ao refletir sobre Satan:

“Satanás, eterno rebelde, o primeiro livre pensador e o emancipador dos mundos. Liberte o homem de sua ignorância e de sua obediência animal; emancipa-lhe e imprima sobre sua fronte o selo da liberdade e da humanidade, impulsionando-o a desobedecer e a comer do fruto da ciência”.

Eis aí ainda mais explícito a visão que idealiza Satanás como um grande libertador, como o rebelde primordial germinador de uma nova sociedade, de uma nova ordem. Couerderoy não foi homem de sociedades secretas, tão comuns àquele tempo. Ambientes conspiratórios, onde se traçava planos revolucionários, mas Bakunin de biografia controversa e comumente associado ao ateísmo, pertenceu segundo George Woodcock em sua obra “História das Idéias e Movimentos Anarquistas” à Franco-Maçonaria tendo ainda proposto à fundação dos “Irmãos Internacionais”, uma organização ultra-secreta dedicada a libertação total da humanidade.

Será a marca da fronte que Satanás imprime nos humanos segundo Bakunin, uma marca de Caim, ou a iniciática marca ritualmente imprimida em rituais de iniciação de diversos grupos satânicos, luciferianos ou baphométicos?

Talvez para estes anarquistas Satanás tenha ficado no campo arquetípico, idealizado como uma inspiração, como uma forma de conduta rebelde exemplar a ser seguida. Mas na França em 1882 ocorreram relatos acerca das atividades de um tal “Grupo Negro” que dentre suas principais atividades destacava-se: destruição de cruzes de beiras de estradas, incêndio de igrejas e pilhagem de escolas. George Woodcock os classificou como “organização terrorista operária do tipo rudimentar”. Também se percebe aí uma característica que nos faz suspeitar em realmente se tratar de uma sociedade secreta ou organização oculta. Segundo Woodcock: “Os membros reuniam-se nas florestas à noite e os neófitos eram iniciados em complicadas cerimônias seguidas de juramentos macabros”.

As cerimônias de iniciação e os locais das reuniões e encontros nos fazem pensar na grande possibilidade de se tratar de algum tipo de organização simpática ao Caminho da Mão Esquerda com um programa e objetivo anarquista, devendo ser situada e enxergada, é claro, em seu tempo e espaço históricos.

Order of Nine Angles, Nacional-Socialismo e Estratégia Aeônica


Uma das mais famosas e célebres organizações satânicas da atualidade é a Order of Nine Angles (O.N.A) surgida inicialmente no Reino Unido. Tal organização possui um sistema iniciático organizado, com manuscritos, trabalhos e estratégias para cada esfera de sua Árvore de Wyrd. Uma gama de rituais cerimoniais, herméticos, a confecção de um “tarô sinistro”, jogos esotéricos dedicados a um panteão de “Deuses da Escuridão” demonstram que a O.N.A possui um sistema mágico completo.

Embora clamem que as raízes da organização recaiam em tempos imemoriais, nenhuma prova concreta existe nesta afirmação, sendo possivelmente a O.N.A obra de poucos iniciados, senão especialmente de um homem: David Myatt! Dentro da O.N.A é bem explícito um projeto conspiratório para a sociedade mundial claramente associado ao Nacional-Socialismo. Myatt é um notório e conhecido neonazista, desses “místicos” responsáveis pela atual associação do nacional-socialismo com idéias esotéricas. O historiador Nicholas Goodrick-Clarke em sua obra “Sol Negro” responsabiliza Myatt pela organização e a define como “Satanismo Nazista”.

De fato parece a organização assumir claramente sua tendência política quando percebemos a existência do “Temple 88” por eles mesmos denominado “uma fraca ariana/nacional socialista da O.N.A”. Nota-se também, que dos mais de uma centena de manuscritos abertos da Ordem disponíveis pela internet, vários fazem alusão a uma estratégia que apóie a emergência de um regime Nacional-Socialista como tática fundamental para o surgimento de um Novo Aeon. Dentre tais manuscritos podemos destacar: “O.N.A – Strategy and Tatics”, “EIRA – A Satanic Guide to Future Magick”, e “NAOS – A Practical Guide to Modern Magick”.

Também temos em “O Livro Negro de Satan III” situado entre os diversos rituais um ritual cerimonial específico denominado “A Missa da Heresia” que afirma cerimonialmente o credo nacional-socialista da O.N.A. Apesar da inegável religiosidade cristã de Adolf Hitler (desafiamos qualquer um a nos provar o contrário) ele é saudado como o grande líder ao qual se dedica uma Missa de uma organização satânica! Na missa altamente carregada de psicodrama, encontra-se inclusive dentre os itens a serem colocados no altar uma cópia de sua obra “Minha Luta” e uma fotografia do ditador.

Considerações Possíveis


Este artigo que propusemos a escrever levanta informações iniciais para uma investigação mais profunda e lapidada acerca da controversa relação entre ocultismo, em especial no seu enfoque sinistro do Caminho da Mão Esquerda e opiniões políticas das mais diversas, em geral aquelas carregadas segundo alguns de “radicalismo”. É claramente identificada na atualidade e em tempos mais remotos esta relação através de um claro posicionamento defendido por uma organização como a O.N.A, divindades como Lúcifer e Satanás sendo a inspiração para a conduta de um movimento político como no caso de alguns anarquistas e a relação individual de um iniciado com a política quase sempre conflituosa no exemplo de Grosche.

No entanto, cabe aqui recorda-los o quanto o ocultismo é também temido pelas nações e seus líderes e como os iniciados perseguidos. Chega a nossa memória o episódio envolvendo Aleister Crowley na Itália de Mussolini. Crowley na realização de sua Verdadeira Vontade, um homem de vanguarda em seu tempo, divulgando e expandindo a Lei de Thelema, foi perseguido e tornado persona non grata na Itália em 1923 pelo regime fascista devido as suas atividades junto com irmãos e irmãs na Abadia de Cefalú. Naturalmente as grandes operações mágickosexuais ali realizadas não podiam ser bem vistas por aquele regime cristão, retrógrado e repressivo. De nada a perseguição adiantaria em verdade, o regime fascista, junto ao nacionalsocialismo e o regime soviético caíram como profetizado em Líber Al vel Legis enquanto a difusão da Lei de Thelema segue seu curso.

Qual será o próximo passo do Novo Aeon?

Bibliografia de referência:

- História das Idéias e Movimentos Anarquistas, Vol.2 – O Movimento – George Woodcock;
- Sol Negro: Cultos Arianos, Nazismo Esotérico e Política de Identidade – Nicholas Goodrick Clarke;
- In Nomine Demiurgi Saturni – Peter Koening;
- www.ona.satanicwebsites.com
- www.ordeniluminatti.com
- user.cyberlink.ch/~koenig/staley.htm


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.