Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Thelema Textos Thelemitas Linha do tempo da vida de Aleister Crowley

Linha do tempo da vida de Aleister Crowley


1875 – Crowley nasce em Leamington Spa, Warwickshire em 12 de outubro. Seus pais eram membros do Plymouth Brethren, um grupo Cristão fanático.

1887 – Seu pai, Edward Crowley, morre.

1895 – Crowley se matricula no Trinity Colege, em Cambridge.

1896 – Sua primeira experiência mística, aconteceu quando visitava Stockholm. Ele escreve: "Eu tomei consciência de que possuía o dom mágico de ter a consciência e controle sobre uma parte da minha natureza que até aquele momento havia se mantido escondida de mim. Foi uma experiência de horror e dor, combinada com um certo terror fantasmagórico, mesmo assim, ao mesmo tempo, foi a chave para o mais puro e sagrado êxtase espiritual que existe."

1898 – Seu primeiro poema, Aceldama, é publicado. Ele conhece Gerald Kelly. Abandona Cambridge. Escreve White Stains. Conhece George Cecil Jones e é iniciado na Ordem Hermética da Aurora Dourada (Golden Dawn).

1899 – Conhece Allan Bennet dessa mesma Ordem e se torna seu discípulo. Conhece Mathers, o Chefe da Ordem. Compra a Boleskine House nas margens de Loch Ness na Escócia. Executa a Operação Abra-Melin.

1900 – Conflitos e disputas na Ordem. Mathers inicia Crowley em Adepship em Paris.

1900 – Crowley vai para o México.

1901 – No méxico ele escreve Tannhauser e Alice: An Adultery, se torna um Maçon do 33 graus, continua com suas experiências de conseguir visões, experimenta a magia Enoquiana, desenvolve um Ritual de Auto-Iniciação, e clama o grau de Adeptus Major.

1902 – Parte para o "Ceylon" (como era conhecida Sri Lanka antes de 1972), uma ilha no Oceano Índico, onde praticou Ioga sob o tutelo de Allan Bennet, que havia se tornado um monge budista. Conhece Dhyana.

1901 e 1902 – Passeia pela Índia.

1902 – Visita Bennet em Burma. Parte para Paris e lá conhece Sommerset Maugham que caçoa com o personagem Oliver Haddo em uma de suas primeiras novelas, "The Magician". Colobora com Auguste Rodin e produz "Rodin in Rime".

1903 – Retorna a Boleskine. Termina "Snowdrops from a Curate’s Garden. Estabelece sua editora a Society for the Propagation of Religious Truth. Se casa com Rose Kelly, a irmã de Gerald Kelly.

1903 e 1904 – Viaja para Paris, Nápoles, Cairo e Índia em sua lua de mel; retorna então para o Cairo. Conclui The Sword of Song, The Argonauts, The Book of the Goetia os Solomon the King.

8 a 10 de Abril de 1904 – O Livro da Lei é ditado a Crowley.

1905 a 1907 – É publicado The Collected Works of Aleister Crowley. Conclui Oracles e Orpheus.

1906 – Viaja através do Sul chinês. Conclui Gargoyles. As Invocações Augoeides. Atende Nirvikalpa Samadhi e conclui a Operação Abra-Melin. Escreve 777. É reconhecido como Mestre por George Cecil Jones.

1907 – A recepção de The Holy Books tem início. Conclui Konx Om Pax. A.'. A.'. é fundada. Conhece e se torna amigo do Capitão J.F.C. Fuller. Visita Marrocos.

1908 – Anda pela Espanha e Marrocos com Vicor Neuburg, o poeta. Realiza a operação ‘John St. John’ em Paris.

1909 a 1913 – Publica os dez primeiros números de The Equinox.

1909 – A A.'. A.'. abre para novos membros. Crowley se divorcia de Rose Kelly. The Vision e The Voice é recebido em Neuburg. Crowley aceita o título de Mestre do Templo.

1910 – Conhece Leila Waddell. Performa os Rituais de Eleusis em Caxton Hall.

1911 – Jones, Fuller e outros se separam de Crowley. Outra visita ao Sahara com Neuburg. Conhece Mary d’Este Sturges. Os Rituais de Abuldiz.

1912 – Book Four é publicado como resultado desse ritual. Theodor Reuss inicia Crowley na Ordo Templi Orientis e o indica como chefe do ramo inglês, a M.M.M.

1913 – Visita Moscou com as ‘Ragged Rag – Times Girls’, escreve a Missa Gnóstica lá. É publicado o Book of Lies.

1914 – Os Rituais de Paris com Neuburg. Viagem para os Estados Unidos.

1915 – Trabalho de Astrologia com Evangeline Adams. Trabalha com Charles Stansfield Jones, Frater Achad, em Vancouver. Clama o título de Magus, Profeta do novo Aeon.

1916 – Retiro Mágico em New Hampshire.

1917 – Se torna editor do The International. Começa a pintar.

1918 – Liber Aleph é completado. Rituais de Amalantrah em Oesopus Island. Publica sua versão de Tao Teh King. Conhece Leah Hirisig.

1919 – É publicado o Blue Equinox III,1. Retorna à Inglaterra com Leah.

1920 – Monastério da Thelema é fundado em Cefalu, Sicília. Recebe visitas de Jane Wolf, Frank Bennet, C.F. Russel, Raol Loveday e sua esposa Betty May.

1921 – Clama pelo Título Supremo de Ipsissimus.

1922 – É publicado o Diary of a Drug Fiend. Nova campanha de jornais assaltam Crowley.

1923 – Crowley é expulso da Sicília por Mussolini. Ele então parte para a Tunísia e completa The Confessions.

1924 – Recebe o grau de Supremo Ordálio de Ipsissimus em Paris.

1925 – Convidado por Heinrich Tränker para ir a Thuringen na Alemanha para se tornar Líder da O.T.O.

1926 a 1928 – Viaja pela França, Alemanha e pelo norte da África.

1928 – Israel Regardie se une a Crowley e se torna seu secretário.

1929 – Crowley é expulso da França. É publicado Magick in Theory and Practise. Crowley se casa com Maria de Miramar na Alemanha.

1930 – Primeiros dois volumes do The Confessions são publicados.

1930 a 1934 – Viajens pela Alemanha e Portugal.

1930 a 1936 – É visitado por Karl Germer, que deseja tomar o lugar de Crowley como OHO da O.T.O., de quem acaba recebendo apoio financeiro.

1932 – Crowley e Regardie se separam.

1934 – Crowley perde uma ação judicial de calúnia para Nina Hamnett por causa do livro.

1935 – Crowley vai à falência.

1936 a 1938 – Visitas à Alemanha. Conhece Aldous Huxley.

1937 – Publicação do The Equinox of the Gods.

1938 – Oito palestras sobre Ioga.

1940 a 1945 – Recebe visitas regulares de Grady Louis MacMurtry. MacMurtry iria mais tarde tomar o lugar de Crowley como OHO da O.T.O.

1944 – Publicação do Livro de Toth juntamente com cartas de Taro, desenhadas por Lady Frieda Harris.

1945 – Crowley se retira para "Netherwood", em Hastings, e trabalha em Magick witout Tears.

1947 – Completa "Olla", sua terceira antologia de poemas.

Crowley morre dia 1 de dezembro.

Ele é cremado em Brighton. Entre as pessoas que compareceram à cerimônia estavam Gilbert Bayley, que conhecia Mudd e o Frater Achad, os Sórores Tzaba e Ilyarun, Gerald Yorke, Kenneth Grant e seu velho amigo Louis Wilkinson que leu "Hyn to Pan", "The Collects and Anthems" da "The Gnostic Mass" e passagens selecionadas do Livro da Lei.

O Conselho de Brighton chegou a criar um protesto em relação ao conteúdo dos Últimos Ritos:

"Nós devemos tomas todas as medidas necessárias para evitar que tal incidente volte a ocorrer".


Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.