Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Envie seu texto
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Tradição Nórdica Textos Nórdicos THRYM

THRYM

De manhã logo ao acordar, Thor assustado, notou que faltava seu martelo.

Procurou-o em vão, coçando a barba, furioso, por todas as partes de sua casa.

Então, chegou Loki, o Deus das astúcias. Ele dificilmente poderia esconder seu rancoroso sorriso, quando Thor lhe contou seu infortúnio.

"É possível que os gigantes lhe tenham roubado o martelo", insinuou Loki, embora calmo. "Se você quiser, eu investigarei junto a eles". E Thor consentiu. O sagaz Loki pediu a Freya que lhe emprestasse o vestuário de penas, voou para a casa os gigantes e ficou logo sabendo que o gigante Thrym, o rei dos profanos, havia roubado o martelo e o escondera a oito milhas de profundidade da terra.

"Só por um bom prêmio, eu devolverei o martelo", disse o gigante rindo

esdenhosamente. "

Só se Freya, a deusa mais bonita, se tornar minha mulher!" Quando Locki passou essa exigência para os Ases, Freya esbravejou de vergonha e fúria, e, com grande preocupação, reuniram-se os deuses e se aconselharam; pois, se Thor não obtivesse o martelo de volta, Asgard ficaria ameaçada e indefesa.

Relutante, Thor foi persuadido finalmente pelo filho mais inteligente de Odin, Heimdall, deus da alvorada, que também é o guarda de Aesgard, para uma astúcia.

Thor deveria usar o vestuário e as jóias de Frigga, e com um disfarce de noiva, mudar-se para a casa do gigante e ele próprio pegar o martelo.

Loki, o deus astuto, pediu a Heimdal

que o fosse acompanhando como sua criada. Cheio de alegria, o gigante Thrym recebeu a noiva que se apresentou a ele envolvida em muitos véus e bem disfarçada.

Ele mandou preparar imediatamente um banquete. Eles se sentaram com os convidados em ambiente fechado e se regalaram com  boi assado na gordura e espumoso mel.

Com assombro, Thrym e seus convidados viram como a suposta noiva consumia um

boi inteiro, além de devorar oito salmões e três garrafas de mel.

" Durante oito longos dias minha patroa nada comeu, tão atormentada que está de desejo por você "! disse o inteligente Loki, também, disfarçado de criada, para justificar aquela conduta estranha.

Isso o gigante gostou de ouvir. Com dedos desajeitados ele arejou um pouco o véu para ver o semblante adorável da noiva. Porém, ele ficou horrorizado antes os olhos que flamejavam como fogo ardente.

"Minha patroa", logo esclareceu Loki disfarçado como criada, " há oito noites não fecha os olhos, de tanto desejo por você".

Tal afirmativa deixou Thrym muito contente. Então, ele exclamou ordenando: "Tragam o poderoso martelo de Thor, agora!"

Thor ficou muito alegre de coração, quando puseram solenemente o martelo no colo da suposta noiva, como presente de casamento.

Porém, com uma paixão furiosa, ele agarrou o pesado martelo e lançou-o sobre o gigante Thrym , despedaçando seu crânio e afundando-o na cadeira.

Deflagrou-se então um sangrento confronto, mas, como agora Thor tinha o martelo "Mjölnir", abateu todos os demais gigantes, até que ninguém mais da raça de Thrym sobrevivesse.

O céu sorriu e trovejou, ao mesmo tempo que Thor e Loki se foram radiantes da rude casa dos gigantes, para as alturas de Asgard.

loading...