Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Vampirismo Vampirologia Vampiros ao redor do mundo

Vampiros ao redor do mundo


Vampiros ao redor do mundo
ankh2
 
Alguns acreditam que nasceram realmente vampiros de pai e mãe e biologicamente precisam beber sangue pra se manter vivos; os menos radicais, imaginam que nasceram que nasceram com 'uma alma vampírica' encarnado em um corpo humano e por serem Otherkins, uma hora qualquer durante sua carreira de ser humano eles despertam e enxergam a realidade. 
 
Alguns fizeram do estilo Hollywoodiano um modo de viver 24 horas por dia, fazendo o vampirismo um modo de viver, se vestir, andar e falar.

O Morte Súbita não despreza ninguém em seu manicômio; todos são bem vindos e serão bem tratados.

Entre um grupo e outro, alguns caem na margem da realidade e assumem que são humanos de corpo e alma, mas por ambição querem mais. Seja por narcisismo, ganância ou até mesmo ídolos góticos, alguns não se contentam com o que são, e vão até os confins da história buscar um meio de transgredir.E encontram.

Entre filmes, clássicos e livros, a lenda de que um Homem poderia se alimentar da vida de outrem para se perpetuar, se manteve Viva. Porém, ninguém imaginaria que em pleno século 21, entre Blade, Lestat, Akasha, Edward Cullen e o próprio Drácula, existiriam pessoas que, estariam sim, vivendo através de energia de outros. Vivendo da força vital de outros e comungando ás escondidas, com espíritos que o próprio Tempo não é capaz de recordar quando nasceram.
E essas pessoas queriam isso. Elas buscavam imortalizar seus corpos astrais através desses espíritos. 
 
Porém, longe de Hollywood, essas pessoas não mordiam, não bebiam sangue, não viviam no escuro. Elas eram mais perigosas, porque eram sutis. Elas sabiam que o sangue por si só, era fraco. Elas queriam a energia que habitava no sangue, a essência do sangue, a força vital. E não precisavam usar a violência para retirar - elas respiravam e respirando faziam suas vítimas desfalecerem.
 
Eram pessoas que intitulavam a realidade como Sonho e a si próprias como Sonhadores. 
 
Era isso que eles realmente eram, esquizofrênicos beirando a genialidade. Magos lutando pela utopia da imortalidade. Vampiros prontos pra atingir seu objetivo a qualquer custo. 
 
O Amor pela vida leva algumas pessoas tomarem medidas extremas.

Quer publicar seu texto no Morte Súbita inc? Envie para nós.