Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Alta Magia Cabala A história da cabala judaica em onze nomes Salomon ben Davi

Salomon ben Davi

Quando: cerca de 2800 anos atrás 

Onde: Reino de Israel

Livro: Clavícula de Salomão

Importância: Uso a sabedoria para dominar as hierarquias da natureza 

Rei Salomão cabalista

Salomão foi o terceiro, o maior e o último rei de Israel. Filho de Davi com Bate-Seba (sim ele não nasceu de ventre judeu) Salomão foi criado desde cedo para ser governar sua nação. Tendo um lugar de destaque entre os hebreus ele certamente foi muito bem intruido em todos os segredos de Moisés e da Torá. Conta-se que no dia que se tornou rei, Criador lhe ofereceu qualquer coisa que quisesse, e ele escolheu sabedoria, e com isso ganhou o mundo inteiro. Seu entendimento das leis do Criador eram tamanhas que a ele é atribuída a autoria de vários livros do Tanakh (a biblioteca sagrada dos judeus) incluindo, O Livro de Jó, Provérbios, Cantares, Eclesiastes e muitos dos Salmos. Sua história pessoal é contata nos livros de Samuel, Reis e Crônicas e tanto o Evangelho como o Alcorão o mencionam como sinônimo de poder. Sua sabedoria ficou lendária e transformou para sempre a história da humanidade. Na Cabala em particular Salomão ficou conhecido por ter o controle dos anjos e dos espíritos e assim ser considerado o pai da evocação cabalista. 

Atualmente os cabalistas ortodoxos se recusam a falar do assunto e desencorajam estas práticas, mas a tradição conta que o rei que construiu o primeiro Templo de Jerusalém só o fez por meio da ajuda de espíritos que submeteu com seu poder. Entre os ocultistas ele é conhecido como o autor mítico por trás da famosa Clavícula de Salomão, o maior livro de ocultismo de todos os tempos.

 Essa obra contêm instruções, preces, conjurações, nomes sagrados, talismãs e rituais para a submissão e controle de energias planetárias de todo tipo. É tão importante que deu origem a chamada "Magia Salomônica" e inspirou várias outras obras posteriores incluindo a Clavícula Menor de Salomão (Goetia) com a qual é frequentemente é confundida. A autoria deste livro é, assim como nos casos dos cabalistas e livros já citados alvo de disputas entre os acadêmicos e historiadores. Mas seja como for Salomão é conhecido na tradição cabalista como o primeiro que fez uso ostensivo das hierarquias cabalistas de nomes divinos, arcanjos, anjos, espíritos e elementais

Após a morte de Salomão o reino de Israel se dividiu em dois: 10 tribos na região de Israel ao norte e 2 tribos na região sul da Judéia. Estas 10 tribos do norte se perderam e se misturaram as nações do mundo após a conquista pela Assíria e a deportação de quase todos os seus habitantes. As duas tribos de Judeia deram origem aos atuais judeus mas alguém do norte logo viria para chamar de volta as ovelhas perdidas.

A contribuição do rei Salomão na história da cabala