Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Alta Magia Magia Cerimonial Os 23 Livros Essenciais sobre Magia Magick Without Tears

Magick Without Tears

chora nenémMagick, Without Tears
Aleister Crowley, 1954

Imagine ter o poder de viajar de volta no tempo e se corresponder com Alesteir Crowley para tirar toda e qualquer dúvida que você possa ter hoje, ou durante a sua vida, sobre Magick e Thêlema. Pense no valor que isso teria em seus estudos e como ajudaria no teu desenvolvimento. Bem, com este livro em mãos você tem o poder para fazer exatamente isso, e sem o inconveniente de ter que sair de casa.

Esta obra consiste de 80 cartas de Crowley para vários estudantes de Magick. Em 1943 ele se encontrou com uma senhora que, tendou ouvido a respeito do grande conhecimento e experiência do mago, lhe escreveu pedindo sua opinião a respeito de assuntos relacionados ao ocultismo, espiritualismo e outros de cunho mais práticos. Crowley então pediu que outras pessoas lhe questionassem sobre assuntos relacionados, e assim, com o registro desta correspondência, nasceu este livro. Lê-lo, de ponta a ponta, é o equivalente a ter Aleister Crowley, seu autor, como tutor por alguns meses de estudo. Apesar de ter sido escrito na década de 1940, este livro foi publicado apenas após a morte de Crowley. Suas cartas possuem uma clareza e uma perspicácia que até então não estavam presentes em seus escritos anteriores.

Assim que terminou de compilar a obra, Crowley enviou a seguinte circular, a seu respeito, para amigos e discípulos: "O autor d'O Livro de Thoth ficou muito grato de receber tantas cartas demonstrando apreciação, especialmente de mulheres, agradecendo-o por não "escrevê-lo utilizando-se de linguagem ininteligível", por "tornar tudo tão claro que mesmo com minha inteligência limitada, eu posso compreendê-lo, ou ao menos acho que posso. 

No entanto, e não obstante, por muitos anos o Mestre Therion sentiu a forte necessidade de desenvolver um material de ensino básico destinado a todos aqueles que se iniciaram agora no estudo das artes mágickas e das ciências que lhes são subordinadas, ou aqueles que estejam meramente curiosos sobre este assunto, ou desejam ainda começar a estudá-lo. Ele sempre fez o possível para tornar seu conhecimento o mais transparente possível para a pessoa comum inteligente e educada, mas mesmo aqueles que o compreenderam perfeitamente e tem grande apreço por seu trabalho, concordam que neste ínterim ele, com freqüência, não atingiu seus objetivos."

Tendo em vista este diagnóstico de suas obras passadas, Crowley oferece este livro como a solução para o problema.

Ele escreve sobre Cabala mais como uma ferramenta do que como um sistema de crenças, sobre simbolismo, etimologia, filosofia, escolas de magia e sua abordagem para a vida e uso dos poderes que desencadeia, dá dicas de meditação, projeção astral, I-Ching, Tarot, Astrologia, Talismãs, lamens e pentáculos. Fala ainda sobre Deus, deuses, sobre como uma profecia de uma coincidência, maldições, princípios do funcionamento da Magia e é claro Thêlema.

Os tópicos individuais são muito variados, cobrindo praticante todas as áreas de conhecimento do Mago. Crowley, conhecido por sua depravação e intitulado o homem mais perverso de sua geração, apresenta-se aqui como um simpático e generoso professor, de modo que fica dificil ao leitor acreditar em toda reputação difamatória. Talvez isso seja porque Magick without Tears (Mágicka sem lágrimas) foi escrito nos últimos anos de vida em sua época mais reclusa e menos farrista, muitos inclusive alegam que esta obra é a maior evidência de que, mesmo tomado por seu vício em heroína, Crowley permaneceu lúcido até seus dias finais. Preocupado com seu legado ou não, o autor demonstra sem sombra de dúvida o quão eloqüente, bem humorado e até mesmo gentil ele podia ser. Testemunhos reais de sua personalidade, uma vez que todos os capítulos são na verdade uma coleção de muitas cartas que ele trocou com seus estudantes nos últimos anos de sua vida.

Assim, além de cartas que tiram dúvidas, incitam a curiosidade, apontam caminhos e acabam com qualquer mal-entendido sobre os assuntos discutidos, o estudante tem a chance de vislumbrar um Crowley pouco conhecido por seus contemporâneos.

Para coroar o bolo, ainda por cima, as edições publicadas em 1991 trazem uma introdução por Israel Regardie, que foi secretário e aluno de Crowley durante anos.

O conteúdo da obra é riquíssimo e prova o padrão elevado de seu autor em assuntos que perfazem a soma do conhecimento oculto. Destaque vale ser dado para sua visão de liberdade e humanidade, um grande contraste frente ao monasticismo e ascetismo das tradições mágicas anteriores. Não apenas isso mas também não mostrou restrição em combinar as ciências convencionais de sua época com o ocultismo. Mais do que uma aula da influencia da magia da psicologia, antropologia e história a lição mais valiosa deste livro fica nas entrelinhas da doce Grande Besta: "Faça sua própria pesquisa."

23 livros essenciais da magia