Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Alta Magia Magia Cerimonial Autodefesa Psíquica Métodos de Defesa

Métodos de Defesa

 

Ao escrever para o leitor comum uma exposição dos métodos a utilizar no  combate a um ataque psíquico, eu me lembro daqueles excelentes manuais de  medicina e cirurgia que um esclarecido Ministério da Indústria e do Comércio  insiste que devem ser fornecidos aos capitães de navio, juntamente com um  armário cheio de remédios, inofensivos ou não. Quando surge uma emergência,  o digno capitão lê do princípio ao fim o capítulo que ele acredita ser indicado  para o caso em questão e se põe ao trabalho como melhor pode .

 Assim é quando se lida com a perturbação psíquica. Para se fazer um  diagnóstico é necessário ter uma larga experiência e para se enfrentar os  possíveis acidentes cumpre ter sobretudo faculdades treinadas e, mais do que  isso, poderes desenvolvidos. Este livro tem mais a natureza de um manual de  primeiros socorros do que de um tratado sobre o tratamento .

 Devemos ter também em mente que assim como a droga potente é eficaz nas  mãos de um perito mas perigosa nas mãos do amador, do mesmo modo as  fórmulas ocultas mais poderosas exigem um equipamento especial para a sua  utilização. Além disso, uma fórmula que é utilizada indiscriminadamente pelo  não-iniciado tende a perder a sua potência e a tornar-se inútil. A imprecação  popular que Bernard Shaw introduziu na sociedade cortês em sua peça  Pigmaleão é o retalho puído da adjudicação outrora poderosa “Por Nossa  Senhora”. Além disso, dois casos nunca são iguais, e o caso típico e bem  definido é uma raridade e um tesouro. O senso comum, a aptidão natural e a experiência são o melhor equipamento do exorcista.Tendo feito seu diagnóstico e estando pronto para cuidar do caso, o exorcista  deverá cumprir três obrigações: precisará reparar a aura do paciente, clarear a  atmosfera de seu ambiente e quebrar o seu contato com as forças que estão  causando a perturbação. Essas três coisas são interdependentes, e nenhuma  delas é a primeira ou a última. É quase impossível levar uma aura avariada à  cura se você não purificar a atmosfera; e a atmosfera não permanecerá limpa  por muito tempo se você não conseguir quebrar os contatos .

 Teoricamente, o ideal é quebrar os contatos como ponto de partida. Mas  infelizmente, na prática real, é às vezes muito difícil descobri-los, e é muito  difícil manipulá-los depois que foram descobertos. Entretanto, algo deve ser  feito para manter o paciente vivo. Compete ao exorcista purificar o local em que  trabalha. Ou, se a vitima do ataque está se defendendo sem ajuda, cumpre-lhe  construir rapidamente algumas defesas temporárias enquanto cava trincheiras .

 A primeira coisa a fazer quando se lida com um ataque oculto é fazer uma  purificação temporária da atmosfera e, assim, ganhar uma pausa para respirar e  refazer as fileiras destruídas. Isso é obtido mais prontamente por um ritual  organizado do que pela força de vontade sem auxilio, Todo ato realizado com  intenção torna-se um rito. Podemos tomar um banho tendo em mente apenas a  limpeza física; nesse caso o banho limpará nossos corpos e nada mais. Ou  podemos tomar um banho visando à limpeza ritual, e nesse caso sua eficácia se  estenderá para além do plano físico. Portanto, realizamos certas ações físicas  não apenas como um meio de purificar as condições etéreas, mas também como  um meio para produzir definitivamente pela imaginação as condições astrais  necessárias, uma arma potentíssima em todas as operações mágicas .

 Os objetos físicos impregnam-se com as emanações etéreas e as retêm por  períodos consideráveis como uma faca retém o odor de cebolas e contamina  tudo que cortamos com ela. Essas emanações, ou magnetismo como são  chamadas na terminologia da ciência oculta, afetam profundamente toda pessoa  sensitiva que está em contato com elas. Há um fundo de verdade na velha  superstição de que traz desgraça colocar as botas sobre uma mesa. É igualmente  desaconselhável colocar roupas externas sobre uma cama. Você não sabe em  quem roçou os ombros no ônibus ou no trem, então por que dar ao magnetismo  de alguém a chance para contaminar o seu lugar de dormir? Felizmente para todos nós, o magnetismo é uma força muito fugidia, e embora  essa força possa ser poderosa quando fresca, ela desaparece rapidamente, a não  ser que tenha sido deliberadamente criada por meio do ritual. Não é difícil  livrar-se da terrível atmosfera que cerca a vítima de um ataque oculto e permeia  todos os seus pertences, embora ela rapidamente se recomponha quando as  condições que a originaram não foram purificadas.O meio mais eficaz de livrar a vítima do magnetismo é movê-la para um local  fresco e não deixá-la levar nenhum de seus pertences. Isso, contudo, é uma  coisa muito difícil para muitas pessoas. Felizmente, há outros expedientes que  nas permitem atingir nossos fins tão rapidamente quanto eficazmente. Se for  possível, deixemos que a vítima de um ataque oculto se mude temporariamente  para outro ambiente, levando consigo apenas os pertences indispensáveis, e  façamos com que ele se mude com novas roupas, ou em roupas que acabaram  de chegar da lavanderia. Obriguemo-lo, além disso, a manter o seu paradeiro tão  secreto quanto lhe seja possível .

 Diz uma velha superstição que uma bruxa pode ser expulsa da trilha se  encontrar em seu caminho água corrente. Sou da opinião de que muitas dessas  antigas crenças populares têm uma base real, embora revestida pela superstição.  Certa vez eu tive uma curiosa experiência que dá apoio a essa opinião. Eu  estava prestes a tomar parte num importante trabalho oculto ao qual eu sabia  que haveria oposição. Uma amiga que estava a par do assunto pediu-me para  jantar com ela na noite anterior ao dia fixado para a operação. Estávamos ambas  conscientes da tensão da atmosfera, e ela sugeriu que eu deveria permanecer à  noite em seu apartamento em vez de retornar ao meu, não informando a  ninguém do meu paradeiro a fim de tirar o ataque da trilha. A manobra não foi  inteiramente bem sucedida, e tivemos uma noite exasperante, e no dia seguinte  eu podia perceber a grande tensão psíquica que me oprimia. Decidi, portanto,  caminhar no Hyde Park a fim de me refrescar. Quando tinha caminhado parte  do caminho, senti subitamente que a tensão diminuíra, e pude entregar-me ao  trabalho sem interferências. Narrei esta experiência à minha amiga, e ela me fez  perguntas quanto ao local em que eu estava quando isso ocorreu. Observamos o  ponto num mapa e descobrimos que eu  havia atravessado a tubulação  subterrânea pela qual passa a água oriunda da Serpentina. Eu não conhecia a  antiga superstição concernente à água corrente, nem sabia da existência da  tubulação. Não obstante, a sensação de alivio foi suficientemente forte para  fazer-me falar dela quando vi novamente minha amiga, e para poder indicar o  ponto em que ele havia ocorrido .

 Temos pouco conhecimento exato a respeito dessas forças sutis que são a base  do ataque oculto e da cura espiritual, mas temos boas razões para acreditar que  em sua natureza elas são estreitamente análogas à eletricidade. Não são forças  inanimadas, mas têm em sua natureza algo que é afim à vida, embora de um  tipo inferior. Sei por experiência que se trabalhamos numa analogia entre a  eletricidade e a bacteriologia, chegamos mais perto dos fatos; tão perto, pelo  menos, quanto o permite o estado atual. de nossos conhecimentos. Em outras  palavras, se agirmos como se possuíssemos as qualidades combinadas da  eletricidade e da bactéria, poderíamos ter um método suficientemente acurado de governar por vôo cego na ausência de certo conhecimento e de compreensão  real. Se analisamos os vários métodos utilizados na magia popular de todas as  épocas e raças, poderíamos observar que elas concordam com essas hipóteses .

 A água corrente, como sabemos, tem peculiares qualidades elétricas, como o  testemunha o efeito que ela causa sobre uma varinha de rabdomante nas mãos  de uma pessoa sensitiva. Seja o que for que afete o adivinho, trata-se  provavelmente da mesma coisa que afeta o ataque oculto. Quando nos  lembramos, contudo, de que a água corrente afasta os sabujos da pista assim  como a pretensa bruxa, não podemos ser acusados de superstição grosseira se  minamos a antiga tradição popular e observamos os seus resultados .

 A água, além disso, é o veículo da purificação. Ela é utilizada no rito do  batismo pela Igreja e na Preparação do Lugar pelo ocultista antes do início de  uma cerimônia. Estritamente falando, deve haver um pouco de sal na água  empregada para esse fim, e o sal e a água são abençoados pelas poderosas  invocações quando o sacerdote prepara água benta, seja para um batismo, ou  para colocá-la na pia para uso da congregação .

 No que concerne ao ocultista, o sal é para ele o emblema do elemento da terra.  É também uma substância cristalina, e as substâncias cristalinas, em suas  diferentes formas, recebem e mantêm o magnetismo etéreo melhor do que  qualquer outro veículo. A água, por outro lado, é o emblema da esfera psíquica.  Esses dois remos, entre todos, contêm, sem dúvida alguma, o maior quinhão do  mal oculto. É de fato raro que a maldade espiritual em lugares elevados chegue  até os reinos aéreos da mente ou os reinos ardentes do espírito. Se desejamos  entrar em contato com uma esfera particular ou operar por seu intermédio,  utilizamos como base uma substância que lhe seja apropriada.  Consequentemente, uma solução de sal e água fazem uma base melhor do que o  fariam a água e o sal em separado, porque isso nos permite cobrir toda a esfera  das operações prováveis num único ato. É interessante notar, a propósito das  propriedades mágicas das substâncias cristalinas, que os cristais são utilizados  nos aparelhos de rádio para captar as vibrações sutis do éter. Mais uma vez  estamos perto da trilha de nossa analogia eletrobacteriológica .

 É um ótimo expediente, quando se tenta quebrar um contato psíquico  indesejável, imergir o paciente num banho de água que foi especialmente  consagrada para esse fim; vesti-lo em seguida com roupas novas ou pelo menos  limpas, e, se for possível, mudá-lo para um quarto diferente. Se isso não pode  ser feito, desloque a cama de lugar, cuidando para que ela fique num ângulo  diferente do anterior; ou seja, se o paciente tinha o hábito de dormir deitado no  sentido norte-sul, coloque sua cama de modo que ele agora durma no sentido  leste-oeste.As seguintes preces podem ser utilizadas na bênção do sal e da água: “(Apontando o primeiro e o segundo dedos para o sal.) Eu te exorcizo, ó  criatura da terra, pelo Deus vivo ( ), pelo Deus sagrado ( ), pelo Deus onipotente  ( ), para que te purifiques de todas as influências malignas, em Nome de  Adonai, Que é o Senhor dos Anjos e dos homens .

 “(Estendendo a mão sobre o sal.) (Ó criatura da terra, adora teu Criador. Em  Nome de Deus, Pai Todo-Poderoso, criador do céu e da terra, e no de Jesus  Cristo, Seu Filho, nosso Salvador, eu te consagro ( ) para o serviço de Deus, em  Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém .

 “(Apontando o primeiro e o segundo dedos para a água.) Eu te exorcizo, ô  criatura da água, pelo Deus vivo ( ), pelo Deus sagrado ( ), pelo Deus onipotente  ( ), para que te purifiques de todas as influências malignas, em Nome de Elohim  Sabaoth, Que é o Senhor dos Anjos e dos homens .

 “(Estendendo a mão sobre a água.) (ó criatura da água, adora teu Criador. Em  Nome de Deus, Pai Todo-Poderoso, Que estendeu um firmamento no meio das  águas, e de Jesus Cristo, Seu Filho, nosso Salvador, eu te consagro ( ) para o  serviço de Deus, em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém .

 “(Derramando o sal na água.) Nós te suplicamos, ó Deus, Senhor do Céu e da  Terra, e de tudo que existe neles, visível e invisível, que Tu possas estender a  mão direita de Teu poder sobre essas criaturas dos elementos e santificá-las em  Teu santo Nome. Permite que este sal ajude a saúde do corpo e esta água a  saúde da alma, e que todo poder da adversidade e toda ilusão e artifício do mal  sejam banidos no lugar em que ambos forem utilizados, por amor a Jesus Cristo  nosso Salvador. Amém.” A água assim consagrada pode ser utilizada num banho, ou para fazer o Sinal da  Cruz sobre a testa, ou para espargir sobre algum local. No momento de sua  utilização, pode-se empregar a seguinte oração: “Pelo Nome que está acima de todos os outros nomes, e pelo poder do Pai, do  Filho e do Espírito Santo, eu exorcizo todas as influências e sementes do mal e  derramo sobre elas o conjunto da Santa Igreja de Cristo, para que possam ser  presas rapidamente com as correntes e arrojadas nas trevas exteriores, que elas  não perturbem os servos de Deus.” Apontando ou fazendo o Sinal da Cruz ( ), os dedos indicador e médio são  estendidos e o anular e o mínimo são dobrados contra a palma da mão, com o polegar repousando sobre suas unhas. Quando a mão é estendida para abençoar  o sal e a água, conservamo-la plana, com os dedos juntos e paralelos, o polegar  estendido em ângulo reto ao indicador .

 Se há bastante força oculta em ação para produzir fenômenos físicos, é  aconselhável precaver contra a ocorrência de materializações. Os fenómenos  físicos apresentam vários tipos de manifestação. Eles podem tomar a forma de  ruídos, normalmente rangentes ou surdos, ou mais raramente notas de sinos ou  sons de lamentos. Se a vítima ouve palavras reais, devemos suspeitar de  alucinações auditivas, pois, na ausência de um médium, as mensagens dos  espíritos são comunicadas ao ouvido interno, e não ao nervo auditivo. Luzes  podem também ser vistas, tomando comumente a forma de esferas opacas de  névoa luminosa levitando como bolhas de sabão. Essas esferas podem ser de  qualquer tamanho, desde pequenos pontos de luz até corpos de dimensões  consideráveis, atingindo seis pés ou mais de diâmetro. Nessas esferas de  luminosidade opaca, os sensitivos costumam ver formas humanas ou do reino  animal. Nuvens de cor cinzento-esbranquiçada podem também às vezes ser  vistas, emergindo do chão na forma de colunas de fumaça. Essas nuvens se  fixam num lugar e não se movem sobre o quarto como o fazem as esferas de  luz, mas giram sobre si mesmas como redemoinhos de fumaça dentro de um copo. Pode-se observar mais raramente um odor marcante. Pode haver também  precipitações de substâncias polvorentas ou de lama, mas esses casos são ainda  mais raros. Objetos luminosos podem também cair e espalhar-se pelo quarto .

 Há certas substâncias que a experiência provou serem eficazes para impedir a  condensação de energia etérea. Sal consagrado dissolvido em vinagre e  colocado num pires no quarto poderá dissolver baixos graus de força, mas para  potências mais elevadas é conveniente utilizar ácido nítrico, derramando uma  pequena quantidade deste num pires e expondo-o ao ar. Convém utilizá-lo em  forma diluída para prevenir acidentes, pois não é a força do ácido no pires que é  eficaz, mas sim a sua evaporação no ar, e o ácido evaporará tanto diluído quanto puro. De que maneira ele opera, eu não tenho a menor idéia, mas seu valor é  bem conhecido entre os sensitivos .

 Os métodos do ataque oculto empregados na Europa moderna são  exclusivamente mentais, pelo menos no âmbito de minha experiência. Ou seja,  neles a mente opera sobre a mente, e só incidentalmente afeta os estados físicos.  No Oriente e entre os povos primitivos, contudo, outros, aspectos devem ser  considerados, pois muitos tipos etéreos de magia são utilizados sob condições  primitivas de vida e sob solos virgens. Nessas operações etéreas, lança-se mão  de substâncias materiais para utilizar o magnetismo que lhes é afim. Fios de  cabelo, aparas de unhas, roupas usadas, objetos de uso familiar, tudo isso  contém magnetismo. Conseqüentemente, é preciso cuidar para que essas coisas sejam efetivamente destruídas quando fora de uso. Fios de cabelo e aparas de  unha deveriam ser rapidamente queimados. As roupas usadas nunca deveriam  sair da posse de seu proprietário senão depois de três dias de exposição ao sol e  ao ar livre. O magnetismo dispersar-se-á mais eficazmente se as roupas ficarem  sobre a terra, especialmente sobre terra recém-revolvida, e não penduradas num  varal. O mesmo se aplica à mobília. A poltrona que era o assento costumeiro da  vítima e, acima de tudo, a cama, devem ser arejadas e postas ao sol antes de  partirem. As mesmas precauções são úteis se qualquer objeto de segunda mão  foi adquirido .

 A destinação de excrementos humanos deveria ser cuidadosamente organizada e  confiada a criados dignos de confiança, com a utilização constante e farta de  desinfetantes e desodorantes. Devem-se tomar precauções para impedir que  algum nativo tenha acesso a excrementos frescos. Depois que o calor animal  saiu deles, o seu valor mágico diminui grandemente. Um lenço sujo é também  um vínculo magnético efetivo, e assim também os curativos de uma ferida. Em  suma, tudo que tem os traços de qualquer um dos subprodutos do corpo .

 Mas, à parte a questão do ataque psíquico, há duas substâncias que são  especialmente apreciadas para objetivos mágicos, a saber, o líquido seminal e o  sangue menstrual. O primeiro é utilizado nos ritos da fertilidade e o segundo,  em certas formas de evocação. Constitui extremo perigo essas substâncias  caírem em terras primitivas, pois os nativos, que conhecem o seu significado,  guardam-nas com muito escrúpulo; mas a mem-sahib * de nada suspeita, e  permite que as roupas do corpo e das camas vão às mãos do lavandeiro para que  faça delas o que bem entender, satisfazendo-se simplesmente com que as roupas  retornem a salvo no fim da semana, e jamais pensando em investigar o que  acontece à água na qual foram lavadas. Há muitas partes do mundo em que a  venda dessas substâncias mágicas é uma rendosa atividade suplementar das  lavanderias .

 Na Europa, o sangue menstrual e as fezes fazem parte das substâncias mágicas  na Missa Negra, sendo preparados nas pátenas com farinha de trigo .

 Um método tradicional de purificar a má atmosfera psíquica de uma casa,  método que posso dizer que é eficaz devido à minha própria experiência, é  espalhar alho sobre o local, deixá-lo durante a noite e recolhê-lo e queimá-lo.  Entre as pessoas do campo, quando se aguardam visitas desagradáveis, uma  cebola é às vezes colocada num vaso sobre o consolo da lareira, como se fosse  um bulbo de jacinto, e solenemente queimada no fogo da cozinha após a partida  dos visitantes, pois se acredita que a cebola tem a propriedade de absorver  emanações nocivas. É curioso observar a esse propósito que numa mina de  carvão que conheço os mineiros foram proibidos de trazer cebolas para o trabalho como parte de seus lanches, porque as cebolas absorvem os gases  subterrâneos e se tornam venenosas. Meu informante me disse que ele e outros  haviam levado cebolas escondidas para baixo e aprenderam  por amarga  experiência a sabedoria dessa norma .

Autodefesa Psíquica

Conteúdo relacionado