Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Demonologia Livros de Demonologia Infaernalea Dictionariis Demônios com a letra M

Demônios com a letra M

Magna Dea: A "Grande Deusa" da Síria, adorada especialmente em Hierapolis, "A Cidade Sagrada". O mesmo título foi dado a todas as deusas durante o empério Romano, que estava chegando a um conceito de monoteísmo feminino quando se mesclou com o patriarcado Judeu, Persa e Cristão.

Malphas: (Desconhecida) Grande presidente das regiões infernais. Aparece como um corvo.

Mammon: (Aramaica) demônio da avareza , riquezas e iniquidades. Foi ele quem ensinou os homens a cavar a terra à procura de tesouros ocultos , no dizer de Milton . Palavra aramaica que significa "riqueza " . Cristo nos adverte que não podemos servir a Deus e a Mamon ( Evangelho S . Mateus 6 , 24 ) "ninguém pode servir a dois senhores porque ou há de aborrecer um e amar outro, ou há de acomodar-se a este e desprezar aquele . Não podemos servir a Deus e às riquezas (Mamon) . (Vide também Evangelho de Lucas 16,13).

Mandrakes, Mandrágoras: (Desconhecida) demônios pequenos, sem pêlos, grosseiros, uma espécie dos conhecidos capetas. Eles são atribuidos à raiz da mandrágora e são considerados presentes de Satã para o feiticeiro que os evoca.

Mania: deusa etrusca do inferno.

Mantus: deus etrusco do inferno.

Mara: (Budista) um demônio que tenta levar as almas à danação.

Marthin: ver Bathym.

Mastema: sinonimo hebreu para Satan. Líder da raça nascida do cruzamento entre humanos e demônios.

Melchom: (Desconhecida) o tesoureiro do palácio do inferno.

Melek Taus: demônio yesidi.

Mefistófeles, Mefisto: grego, quem evita luz; nome popular do Diabo, segundo Goethe . Personagem do drama Fausto de Goethe (1749 - 1832 ) , demônio que veio à Terra para satisfazer paixões de Fausto . Julga o mundo com ironia desdenhosa .

Seu nome é empregado com sinônimo de homem de caráter perverso, verdadeiramente diabólico.

A história de Fausto é a história do homem que vendeu sua alma ao Diabo, em troca de bens terrestres . O drama divide-se em duas partes , onde o genial poeta imortalizou suas concepções da natureza e do homem .

Merihim: (Desconhecida) o príncipe da pestilência.

Metzli: deusa azteca da noite.

Mezu: no folclore japonês , o demônio com cabeca de cavalo , que dá assistencia ao Kongo, xerife dos infernos .

Mictian: deus azteca da morte.

Midgard: filho de Loki, descrito como uma serpente.

Milcom: demônio amonita.

Molegue: príncipe da "Terra das Lágrimas ", no inferno . Recolhe, com alegria, as lágrimas das mães . É um demônio monstruoso, gotejando o sangue das criancinhas e as lágrimas de suas mães . Apresenta-se com cabeça de bezerro, coroa real , braços esticados para receber suas vítimas humanas . Os amonitas , membros de tribo a leste do Jordão, descendentes de Amon , que derrotaram os gigantes de Zomzomins e ocuparam a região, costumavam adorá-lo , sacrificando crianças em seu louvor para obterem boas colheitas e vitória nas guerras . Milton e Flaubert a ele fazem referência.

Moloch, Morloch: demônio fenicio a canaanita. O Senhor do País das Lágrimas, é intimamente relacionado com a fertilidade e é muitas vezes reconhecido com uma cabeça de boi. Governa dezembro, exatamente na chegada do inverno no hemisfério norte.

Mullin: primeiro mordomo da casa dos príncipes infernais, o braço direito de Leonardo.

Murmur, Murmúrio: demônio da música, conde do inferno, surgindo como um abutre, de pernas abertas , figurando um soldado gigantesco.

Lla Infaernalea Dictionariis