Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Magia do Caos Livros Caóticos Liber Turing - Os Princípios da TechnoMagia Capítulo 4 - Readme.txt

Capítulo 4 - Readme.txt

turingcap4O Liber Turing é uma série de vinte e cinco programações - ou "conjurações" - mágicas. As cinco conjurações clássicas de Evocação, Divinação, Encantamento, Invocação e Iluminação são realizadas nas cinco categorias mágicas, adaptadas para a nova realidade: Feitiçaria, Magia Xamânica, Magia Ritual, Magia Astral e Alta Magia. Assim, todo o trabalho resume sistematicamente toda a tradição de técnica mágica, guiando o mago de práticas simples e da manufatura de instrumentos até o domínio de experimentos mais complexos a nível cyberpsíquico.

É altamente desejável que o mago possua alguma forma de templo privativo para suas conjurações. Este Templo é conhecido como Axis Mundi, ou o centro do universo, de onde tudo emana. Obvimante seu Axis Mundi não precisa ser um templo físico, muito pelo contrário. Ele deve ser a conexão entre o mundo físico e a realidade onde a magia existe em sua forma mais pura. Um Templo virtual, então, se mostra ideal. Construa-o na forma de um site, de um blog, de um arquivo virtual e o torne invisível para qualquer um que tente encontrá-lo. Tenha em mente que cada vez que acessá-lo estará realizando uma jornada entre o reino mundano e o virtual, onde você deverá se tornar supremo. Use seu Axis Mundi não apenas como um diário mágico, mas como um reino que cresce conforme você se desenvolve. A realidade onde seus servos, demônios e tesouros serão guardados. Molde-o à sua imagem e lembre-se, na realidade virtual os únicos limites são seus medos, sua humildade e sua incapacidade. Faça-o tão grande, intricado e fantástico quanto desejar.

É ainda essencial que o mago mantenha-se ativo em suas atividades cotidianas e mundanas durante todo o período do trabalho. O trabalho não impõe nenhuma forma de reclusão; ao contrário, o mundo que envolve o mago é utilizado como campo de provas para a magia. Assim, os assuntos sociais e profissionais do mago são o foco primordial de toda sua magia. Realizando esta magia, ele gradualmente define seu estilo ou espiritualidade. É tolice definir a espiritualidade de outra forma a não ser a maneira como a pessoa vive. Só através da prática pode-se descobrir se o Caminho da Magia deve possuir um componente espiritual; quaisquer constrições ou exortações são inúteis.

Não há limite máximo quanto ao tempo que será reservado para completar o trabalho, mas ele não pode ser concluído em menos de um ano. Qualquer pessoa com tempo livre para completar a operação em menos de um ano deve pensar em adotar mais compromissos terrenos para servirem como metas arbitrárias, que serão sustentadas por várias partes do trabalho. Resultados objetivos são a prova da magia; todo o resto é misticismo.

Amostras da Pedra Filosofal que não transmutem chumbo em ouro também falharão como elixir de iluminação em um estilo de vida dominado pelo risco e pela incerteza. 

E aqui cabe um aviso sério. Todos os exercícios propostos neste trabalho tem resultados reais, que afetarão de forma real o seu cérebro, sua maneira de ver e interagir com o mundo - como toda forma de magia. Arrisque-se, tente, tenha sucesso, fracasse… mas faça isso consciente que magia não é algo para se divertir ou entreter os outros em festas. Histórias sobre loucura, fobias, traumas, etc, existem em número suficiente para servirem de aviso ao incalto. 

O mago deve analisar se de fato precisa adotar projetos envolvendo tais elementos antes de iniciar o trabalho. Para o propósito desta operação, os cinco atos mágicos clássicos de Evocação, Divinação, Encantamento, Invocação e Iluminação são definidos da seguinte forma:

 

Por Asuka 03