Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Magia do Caos Livros Caóticos Livro do Prazer Solilóquio sobre Deus

Solilóquio sobre Deus

Quem Alguma Vez Pensou Deste Modo?

Algo está causando Dor e algo energiza a Agonia. Sera que isto não é causado através da Idéia latente de Suprema Alegria? E esta eterna expectativa, este acúmulo de ornamentos em decomposição, este pensamento sempre-presente e co-incidente com a vaidade que precede a morte? Oh, pensamento esquálido, do mais mórbido mau humor, como posso devorar-te e salvar minha Alma ? Ele sempre responderá - Preste as devidas honrarias; o Medico é o Senhor da existência esta superstição da medicina não é a essência da covardia, o agente da Morte?

Estranho que ninguém se lembre de estar morto? Você alguma vez já viu o Sol? Se você já viu então não viu nada morto - a despeito de suas crenças. O que é mais morto, "você" ou este corpo? Qual de vocês dois tem o maior grau de consciência? A julgar pela expressão somente - qual de vocês parece estar apreciando mais a Vida? Talvez esta "crença" na morte seja a "vontade" que tenta a "morte" para a sua satisfação, mas não pode te dar nada além de sono, decomposição, mudança, inferno?

Este constante sonambulismo é o não satisfatório.

Você não acredita em Espíritos e Deus porque não os viu? O que: Você nunca viu os fantasmas zombeteiros de suas crenças? A Risonha Confusão de sua humildade ou Deus da Cobiça — as suas grotescas idéias do "Eu"? Sim, suas próprias facu1dades e as suas mais corajosas mentiras são Deuses: Quem é o assassino de seus Deuses - senão um Deus!

Não é prova que você tenha existido antes? Que desculpa! Ninguem voltou para nos contar? Que advogado do diabo! Você não passa do que foi—mudou de alguma maneira? Você é o caso Primeira-Vista que reencarnou para nada? "Quem sabe" são possiveis!Pode você agir diferente do usual? Nunca me cansarei de assegurar que você constantemente age diferente!

Qual é a "feiúra" que ofende? É o vago conhecimento de que você irá ter de mudar seu pensamento - que você está germinando o que você contém? Você está sempre se lembrando do que esqueceu ; hoje poderá ser o dia do ajuste de contas - de acreditar através da força no que você desacreditou? Agora se hoje e ontem em tudo menos na aparência - então amanhã também é hoje - o dia da decomposição: Diariamente é este universo destruído, é por isso que você é consciente! Não há Vida e Morte? Tais idéias deveriam ser pura comédia.

Não Há Dualidade?

Você é consciente da alegre Borboleta que observa e você é consciente de ser "Você"; a borboleta é consciente de ser "ela" e como tal, é uma consciência tão boa e igual a sua, isto é, do seu ser "você". Portanto esta consciência de "você" que vocês dois sentem é o mesmo"você"? Portanto, vocês são um e os mesmos os mistérios dos mistérios e a coisa mais simples no mundo para ser entendida: Como você poderia ser consciente do que você não é? Mas você deveria crer de um modo diferente? Então, se você magoa a Borboleta você magoa a si mesmo, mas a crença de que você não magoa a si mesmo te protege de se magoar. - por algum tempo! A crença se cansa e você é estupidamente magoado! Faça o que tu queres - crença é sempre a sua própria inconsistêncía. O desejo contém tudo, daí você deve acreditar em tudo- se você crê: Crença parece exluir o senso comum.

Não há dúvidas a respeito - esta consciência de "Tú" e"Mim" é o torturador que não é bem vindo mas está sempre pronto - embora ele "necessite não o ser" de modo algum: Não é uma questão de Medo? Você tem medo de entrar em uma caverna de Tigres? ( Ei, eu te asseguro que é uma questão de honradez - (nata ou cultura1) - se você entra voluntariamente ou é empurrado, e se você sai vivo ou não! ). Embora diariamente você destemidamente entre em cavernas habitadas por criaturas mais terríveis do que Tigres e você sai ileso - porquê?

A Alegoria

Grandes cientistas estão descobrindo as propriedades mortais dos micróbios que eles descobriram que nós respiramos, e que de acordo com seus canônes deveriam destruir; deveriamos já estar mortos? Tenha fé! Os canônes da ciência estão bem certos, eles não disapontam a dúvida. Nossa grande familiaridade — " este impulso ao conhecimento" certemente nos trarará a doença e a morte que eles trazem: E também nos dão em compensação os seus poderes de destruição! Para a destruição de quem? As coisas serão ajustadas! É este o valor da vontade? Este "desejo - de poder" - como é preservador de vida! Que distante de uma seleção discriminadora! Quão agradável! Os mais nobres exploradores! Ó vós cientistas! - .prossigam na descoberta do Buraco sem Fundo! Quando você estiver encharcado de ciência - o relâmpago denunciará o assassinato? Uma nova esperança nascerá? Novas criaturas para o circo? ( A concepção do) Deus deve sempre desenvolver a sua inércia para "a transmutação de seu próprio Oposto, porque ela o contém!

O mestre deve ser o doloroso aprendiz de sua estupidez?

A idéia de Deus sempre significa esquecimento da supremacia e Devoção. Então deveria ser suplantada pelo medo, não é?

Não há Ateísmo, ninguém é livre da auto-biografia, não há quem desfrute do prazer sem medo?

A idéia é a ausência de sua realidade indisputável ou realidade inerente!

Quando a concepção é comemorativa ao esquecimento poderá ser a realidade para você? Quando a oração — (você esta sempre orando) transmuta para Blasfêmia - você está atraente o bastante para ser ouvido - o seu desejo será gratificado! Que salto-mortal de humildade!

Ou Deus é projetado como mestre pelo medo ou como o habitante interior pelo amor. Deuses nós somos o tempo todo, é por isto que a divindade é sempre potencial. A sua constante geração, o eterno atraso é vida. Esta inveja do Mestre ou Criador— a esperança fundamental de se seguir uma conduta é também existência e o confisco da "Vida"!

Não há um fato científico, ele sempre implica em seu oposto como fato semelhante, este é o "fato". Então porque se perturbar em provar que algo é fato? Esta vã esperança de provar finalidade é morte em sí, então porque mistificar o "Desejo"? Você provou (através da matemática!) que o sol está a milhões de milhas distante de ’você’ —você irá agora melhorar a sua eficiência; Natureza—este impulso para a antítese de suas verdades, logo provará ( através da matemática e na hora que você o desejar! ) que o Sol não existe de modo algum! Ou se você desejar — ela provará conclusivamente que o Sol está milhões e milhões de milhas mais distante ou milhões de milhas mais perto do que você jamais imaginou. Que pensador mais extraordinário! Estes fatos e outros já são conhecidos da borboleta, dos piolhos, dos insetos - e talvez de você mesmo? Quais os sentidos que são mais verdadeiros - os seus ou os de uma mosca? Você irá eventualmente adotar a visão dela - seus pensamentos e sabedoria - você já foi uma alguma vêz? Você o é agora mas não as despertou — você o será novamente em poder! Espantoso progresso ! Que realizações tão meritórias! Tão cruéis! O progresso deveria ser cuidadosamente examinado e o que você obteve através da conveniência da ciência.

Um pensamento para perspectiva você é sempre o que você mais deseja - o provável! O seu desejo é viver de acordo com o seu desejo, e isto você está sempre realizando. Que sentimento mais nobre! você já "o" é — "o satisfeito" — "o sem-desejos" — "o que é real"! Você está embriagado com isto!

Não há ilusão mas consciência! Esta consciência - é sempre o sorridente monumento comemorativo de "Caso você alguma vez aproveitou a Vida"!

O Deus da ‘‘Vontade" é a ordem para obedecer, a sua Justiça todos temem - é uma Espada ~ seu mérito pela obediência! "Vontade" é comando a crença, a sua vontade é o que você acreditou ativamente desejando para você mesmo crença! ’Vontade" é complicação, o meio dos meios. Chame ou não esta vontade de ‘livre’1 além da vontade e Amor Próprio — eu não conheço melhor nome. Ela é livre para acreditar no que deseja. Você é livre para acreditar em nada relacionado a crença. A "Verdade" não é difícil de ser entendida! A verdade não tem vontade — vontade não tem verdade! Verdade é a "vontade", nunca acreditada ela não tem verdade! " Pode ser" é a certeza imediata! Esta Esfinge que nos assombra nos ensina o valor do " nada desejar"? Então não há risco maior do que o Conhecimento Absoluto — se pouco já é perigoso — e quanto a Onisciência? O poder Todo Poderoso não tem acessórios!

Ciência é a amaldiçoada dúvida do possível, sim, do que realmente existe! Você não pode conceber uma impossibilidade, nada é impossível, você é o impossível! Dúvida é atraso — tempo —mas como ela pune! Nada é mais verdadeiro do que outra coisa: o que você ‘não’ é ! - você sempre respondeu verdadeiramente?

Você se auto-tiraniza, então constantemente esquece do que lembra você resiste a objetos sensoriais e mostra resistência as faculdades acreditando ou não. Estas faculdades são numerosas como os átomos que você ainda não viu, e são infinitas como o número ‘um’ - elas ganham vida sob a vontade. Você adota algumas em alguma época’ - o conhecimento você fala através delas - você entenderia a sua gramática esta que você desonra falando mais alto que suas palavras! Eu não confiaria na sabedoria do Todo Poderoso.

Crença é sempre o seu próprio tentador a crer de um modo diferente; você não pode acreditar na liberdade mas você pode estar livre da crença? Tão pouco pode você acreditar na "Verdade" mas você não necessita se comprometer. O modo de Vida não é pelos "meios" - estas doutrinas - minhas doutrinas muito embora elas permitam ao devoto auto-nomeado imitar a minha realização— que eu fique ruborizado! O homem das tristezas é o Mestre! Eu ensinei— deveria eu ensinar a mim mesmo ou a tí novamente? Não por uma dádiva dos Céus ! Maestria iguala-se ao aprend1zado - iguala-se ao constante não~aprendizado! Todo Poderoso é ele que não aprendeu e poderoso é o bebê -ele tem somente o poder de assimilar!

O mais solecístico dos tolos agora pergunta ’’como poderemos escapar das inevitáveis evoluções da concepção - pois tudo está sempre fecundando" ? Minha resposta tolerará a todos os meios, todos os homens, todas as condições. Ouça, Oh, Deus que és, embora sejas Deus. Quando a mente não é uma capacidade adicional em perceber, o impossível torna-se conhecido; através do simples estado de "Nem uma Coisa Nem Outra" o Ego torna-se o Observador Silencioso e fica sabendo sobre tudo isso! o "Por que" e "Como" do desejo está contido dentro do místico estado de "Nem uma Coisa Nem Outra" e o bom senso prova que este é o estado do leite, o mais nutritivo! Palhaço como sou - embora todas as minhas idéias tenham partido daí ( e, meu amigo, todas as suas), mas sempre fui um mandrião - um velho pecador que via outros mais poderosos antes de si mesmo.

O Livro do Prazer: A Psicologia do Êxtase