Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Magia do Caos Textos Caóticos Entre para o SUBMUNDO e seja um MAGO DO CAOS

Entre para o SUBMUNDO e seja um MAGO DO CAOS

StarO que é esse mundo de ódio e luta e guerra? É ele, talvez, um mundo de ódio e luta e guerra e ódio e luta e guerra? A resposta é SIM, ele é, e eu quero sair. Eu quero o que está abaixo da vida em que eu estou agora, o submundo da vida. Mas você deve estar se perguntando, onde é esse lugar e como eu posso chegar lá? Bom, se você está trabalhando, saia imediatamente, pegue um onibus, vá para casa e diga: “foda-se, chefe. E seja rápido com o meu último pagamento”. Diga foda-se ao aviso prévio, se você não consegue ir embora dessa maneira, você não será capaz de viver no submundo. Então encontre um sótão para passar fome e tente a sorte. Esteja preparado para se foder por semanas e meses antes de descolar algum dinheiro, especialmente se você abandonou o seu trabalho. Agora fale para você mesmo: “Acabei com essa merda”. Isso é o equivalente a mergulhar o dedo do pé na água do submundo antes de entrar por completo. Agora encha o seu sistema nervoso central com alucinógenos enquanto ouve a Nona Sinfonia de Beethoven/The Cure/qualquer coisa no volume máximo por meses. Compre um aquário de segunda mão e coloque-o no seu sótão, não importa se o vidro está rachado, você irá usa-lo para cultivar cogumelos psilocybe cubensis. Quando o clima esquentar, comece a plantar as sementes de maconha. Pense em sí mesmo como sendo um fugitivo da lei, ou estando sempre um passo a frente da tropa de choque, ou como um dono de um prostíbulo. Você não está mais “vivendo”, você está “resistindo”. Então encontre uma forma de arte para trabalhar. Comece a desenhar com caneta à tinta, compre uma máquina de escrever sucateada, torne-se recluso, pare de se depilar, deixe a barba crescer, mantenha o seu cabelo despenteado, atire coisas no chão, crie galinhas no seu quarto. Repita “propriedade é roubo” dez vezes por dia ou até tornar-se óbvio. Leia livros como “Notas do Subterrâneo” de Dostoyevsky, “Na pior em Paris e Londres” de George Orwell, “A arte de viver para as novas gerações” de Raoul Vainegem e “O livro dos cinco anéis” de Miyamoto Musashi. Mergulhe nos seus Burroughs, Beckett, Celine, Kerouac, Coctesu, Rimbaud, Hesse, Poe, Baudelaire, Lautreamont, Nietzsche, Joyce, Stein. Esse é um bom começo, agora a água está pela sua cintura e a maré parece estar levando você para longe da beira; E “A queda e ascenção de Reginald Perrin” parece estranhamente subersivo. Agora leia Desert Island BIFF apenas para ter certeza absoluta de que você não se tornará um idiota. Nesse estágio, há duas direções em que você pode ir - para trás, para a casa dos seus pais e implorar para ser aceito de volta porque você percebeu que o grande malvado mundo é muito difícil, ou para frente. Ou para trás e para frente depois para trás de novo se você precisar arranjar fôlego. Agora foque-se em Crowley, leia “Magick” e “O Diário mágico da Besta 666.” Leia os trabalhos de Austin Osman Spare e comece a criar sigilos. Gaste mais em incensos do que em roupas. Na verdade, não compre roupas. Dê o seu dinheiro para mendigos, mesmo sabendo que você não deveria, com base em que você próprio talvez seja um mendigo algum dia e você é o tipo de pessoa que será capaz de sair de um aperto. Essa é a maneira de você começar a ver o mundo do submundo. Caminhe por toda Londres central uma semana ou outra e simplesmente observe. Apenas observe e observe. Sente no concreto em Covent Garden o dia todo olhando pessoas ir e vir, observe os entretenimentos de rua e pratique dizer que você está quebrado apenas pela expressão do seu rosto quando alguém lhe pedir dinheiro, pratique até isso deixar de parecer fingimento. Sinta a riqueza de ser pobre. Nunca gaste mais do que algumas notas por vez a não ser que seja para distribuir a sua arte, publicar seus textos ou produzir uma revista. Coma menos refeições caso isso seja necessário para ter mais tipos de canetas a sua disposição. Aprenda tudo o que pode ser feito com lentilha, após um tempo você começará a experimentar o submundo como um lugar real e ficará mais e mais entrosado nele, então chegará um ponto em que você começará a criar as suas próprias regras, você não precisa ser um mendigo, você não precisa viver tendo apenas insetos como companhia, mas como resultado de ter suportado esse tipo de vida por um tempo você aprenderá a ver o que o submundo é e será capaz de mover-se livremente dentro dele. Você não precisará olhar duas vezes para reconhecer os cafetões, os policiais disfarçados, os traficantes, os golpistas, os vendedores do mercado negro, os apostadores, os ladrões, os jornalistas freelancers, os hackers buscando ser recrutados por mestres do crime, todas essas pessoas te dirão quem são incontrolavelmente. Você, por outro lado, como um Mago do Caos, terá controle completo da impressão que você projeta nos outros. Você pode, quando sentir vontade, projetar a aura de qualquer um dos tipos citados acima ou de outros, ou ficar invisível e ser apenas mais um na multidão de acordo com os seus desejos e propósitos. Aqui está o segredo do submundo - se misturar - espreitar sem se deixar afetar. Você só pode se misturar a algo quando você conhece o que você está tentando se misturar, e não há nenhum lugar com mais lições para aprender do que no submundo, pois ele existe em um plano mágico diferente do ambiente frequentado por aqueles que tentam ser magos na confusão e no alvoroço dos viajantes habituais, os regulares. Magick funciona com mais eficiência no submundo porque a urgência causada pelo chaos é substancialmente maior do que a experiência obtida por aqueles que mergulham na estrutura de uma ordem imposta. Da mesma maneira que um homem comum possui o potencial de tornar-se um herói quando colocado pelo destino em uma posição perigosa na qual ele outrora pensaria não ser capaz de lidar caso houvesse tempo para pensar, também é possível um mago comum tornar-se um grande mago quando seu ambiente é o chaos, a diferença é que o chaos é deliberadamente procurado e abordado lentamente e furtivamente como se o mago estivesse passando por um tigre adormecido. O mago coloca-se em situações perigosas cuidadosamente para ganhar a cooperação e a força do tigre e, eventualmente, sua furtividade - misturar-se ao seu ambiente para que possa caminhar sem ser visto ou ouvido, para, literalmente, arrebatar o objeto dos seus desejos. Isso é Magia do Caos.

 

Claro, você pode ser um mago no ambiente mundano do trabalho regular, mas você nunca será o tipo de mago que você poderia ter sido. Um mago do chaos é um mago do submundo. Aqueles que te dizem que você pode ser um mago do chaos e continuar amarrado ao conformismo são magos que não possuem a força e a convicção necessária para abandonar o seu próprio conformismo, pelo qual eles batalharam por anos para adquirir através de uma aliança mal guiada ao trabalho duro. Eles estão entusiasmados pela ideia de mergulhar no chaos, mas com medo de se deixar levar,  então eles fazem da sua própria magia do chaos algo sem chaos, algo que pode ser exercido durante os fins de semanas para caber nas suas rotinas de trabalho. Não deixe ninguém convence-lo de que isso é chaos magick, não deixe ninguém glamorizar um tipo uma magia de caráter menor através do epíteto do “chaos”. Chaos Magick não pode ser comercializada e vendida as massas. Chaos Magick só pode ser vivida. Todo o resto é magia regular, do tipo que você pode usar para garantir aumentos e promoções no seu trabalho.

 

No que a sua vida estiver imersa será o que a sua magia afetará. Se a sua vida está imersa no submundo e você se torna interessado em assuntos tão nebulosos quanto rebelião, revolução e romance, sua magia será naturalmente direcionada para essa arena e te proporcionará viver o que outros se contentam apenas em discutir. Isso, então, é o submundo. Se você está mantendo um trabalho estável e indo atrás de uma “carreira”, é racional que a sua magia, seus desejos e impulsos, sejam direcionados a te levar na direção que você pensa que quer seguir, para fazer você avançar naquilo que você está buscando no presente, sem considerar as suas expectativas mais românticas, das quais você está tão diligente que você não fará o menor esforço para perceber. Não, avante para a sua própria hipoteca e para o empréstimo para aquele carro maravilhoso. Atrás do cada vez mais cego consumismo que vem como um resultado natural de seguir o caminho que você está seguindo. Algumas pessoas reconhecem arte apenas através da emoção da inveja aguda.


Isso não pode ser remediado e isso não importa. Não importa para mim, mas pode importar para você se é sobre você que eu estou escrevendo. Qual é, afinal de contas, a sua motivação para entrar na magia? A sua motivação para ler um texto sobre Chaos Magick? Conhecimento? Poder? A maioria dos magistas famintos por poder acabam se fodendo cedo ou tarde então, sem dúvida, você deve estar atrás de conhecimento. Pergunte a sí mesmo quanto de conhecimento há em buscar uma carreira inútil, engando-se de que as suas mais altas aspirações o conduzirão a maravilhas prodigiosas. Eu não estou falando àqueles condenados trabalhadores manuais e às pessoas que cavam estradas e instalam fios elétricos. Eu estou falando àqueles que glorificam trabalhos sem saída em jornais, mídias, bancos, trabalhos sociais, publicidade, e convencem-se de que as suas vidas tem um propósito e um significado e, acima de tudo, a palavra mágica mais sem saída de todas - prosperidade. Pergunte-se quanto tempo falta até você comprar suas primeiras ações? Que vida! Dê-me o tumulto do Chaos qualquer dia, prefiro permitir minha magia se parecer com as atividades de uma cozinha chinesa subterrânea do que com as atividades do seu escritório mundano com ar-condicionado. Você pensa sobre estas coisas? Você pensa que você deve pensar sobre estas coisas? Como você quer que a sua vida seja? Você sabia que a maioria das pessoas nunca pensam sobre isso, ao invés eles se acomodam com a opção a curto prazo de ver algo se desenvolvendo a partir de um estilo de vida que eles odeiam, sendo a catarse deles o acúmulo de bens materiais. Pergunte-se, o que poderá crescer de uma existência que você odeia? Não é melhor dar as costas para tudo isso e mergulhar em um estilo de vida que você ama e dizer foda-se a pobreza, isso é o que eu quero para a minha vida, deixa a minha arte ser a minha catarse para o mal-estar que esta pobreza invoca. Não é, de modo geral, mais provável que algo eventualmente será criado através de um estilo de vida que você ama, que sua necessidade de levantar-se acima da pobreza será, eventualmente, satisfeita, através da magia, porque você teve a coragem de jogar-se na estrada do Chaos? Estas coisas são todas importantes de se considerar. De todo jeito, seja um mago regular, você não precisa ser um mago do chaos, não é compulsório, mas não seja um mago regular se você secretamente deseja ser um mago do chaos porque um não leva ao outro. Essa é a diferença fundamental entre magia do chaos e outras formas de magia, e o porque de o chaos ser a magia do agora, enquanto o agora existir. A magia que evolui da magia do Chaos (porque mesmo a magia do chaos só existirá enquanto o chaos existir) será o tesouro daqueles que tiveram a coragem de abraçar o chaos agora, todos os outros terão de se contentar com a realização de que eles estarão pedalando uma bicicleta com um pneu furado declive acima para sempre. O Chaos está acontecendo agora, não semana que vem, não mês que vem, não ano que vem. Você não pode entrar no chaos mais tarde se você cruzou com ele agora, essa é a sua única chance, as únicas pessoas que podem entrar no chaos mais tarde são aquelas que ainda não ouviram sobre o chaos. Isso é tipo a lenda do flautista de Hamelin. Você pode ver, o chaos é aquele tipo de coisa que é instantaneamente reconhecida por aqueles que devem reconhece-lo, esse é o seu objetivo. Se você está lendo isso e dizendo a sí mesmo agora que esse texto é para você, então encontre forças dentro de sí mesmo para agarrar o chaos e torna-lo seu. Se você está lendo isso agora e dizendo a sí mesmo que esse texto não é para você, então ele não é para você. Você é um estrangeiro que tomou posse dele por um infeliz acidente, então desista. Essa é a reação apropriada. Nós não teremos nenhum sentimento de perda por não estar em sua compania, eu garanto a você. Nós aconteceremos sem você. Se você não consegue ver a urgência e o que precisa ser feito, então você é cego e eu lanço um feitiço para lança-lo no abismo. Que Satan lhe fure com seu tridente e jogue ácido sulfúrico na sua caixa de lentes. Vocês degenerados vivem através do que nós fazemos e através do que nós morreríamos para fazer, então nós não temos nenhum pesar em cortar os laços com vocês e dizer “Fodam-se, conformistas!”. Com o que você se conforma se não o conformismo em si? Foda-se!

Por Joel Biroco em “O Exorcista da Revolução.” (1986) - traduzido por Satanista de Bar