Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: CriptoZoologia Criptozoologia Teórica Guia de Evocação Mágica Seres dos quatro elementos

Seres dos quatro elementos

Seres do elemento Fogo


Pyrhum - No reino dos elementos é um poderoso espírito do fogo no nível de um Rei ou Soberano. Um grande número de espíritos do fogo estão sujeitos ao seu poder e estão constantemente à sua disposição. Ele irá revelar métodos especiais ao mago que o governe; methodos pelo qual o mago pode ter sucessos estrondosos com o auxílio do elemento fogo. Pyrhum também pode colocar espíritos dos elementos à disposição do mago que, estando em posse dos mesmos poderes dele próprio, estão aptos a reproduzir os mesmos efeitos assim como ele próprio faria. De Pyrhum alguém pode aprender sobre tudo o que pode ser alcançado magicamente pelo puro elemento do fogo. Também nos casos aonde as influências do elemento fogo estão envolvidas, Pyrhum pode trazer o efeito desejado. Cada mago entrando em contato pessoal com este espírito do fogo estarão aptos a convencer por sí próprios da sua versatilidade.

Aphtiph –  é também um espírito do fogo tendo o mesmo nível de Pyrhum. Ele consequentemente está apto a trazer a tona os mesmos efeitos de Pyrhum. A única diferença entre os dois está no fato de que Aphtiph não é tão ativo como Pyrhum e consequentemente mais fácil de controlar.
Ele tem uma grande afeição por seres humanos e pode dar ao mago várias informações mágicas sobre o elemento fogo; por exemplo, como, pela ajuda do elemento fogo e vários ritos efetivos efeitos excelentes podem ser obtidos e similares. Aphtiph irá iniciar o mago, devendo ele desejar isto, por dentro da magia do elemento fogo, usando métodos especiais para este propósito. Ele está também realmente desejando oferecer ao mago os serviços de seres sujeitos a sua autoridade, e conferir os mesmos poderes que ele próprio possui para eles. O  assinatura de seu selo deve ser também traçado em cor vermelha para a primeira evocação.

Orudu - É um espírito muito aterrorizante de alta hierarquia no reino do fogo. Empregando seus subordinados ele causa erupções de vulcões tanto direta como indiretamente, e ele fomenta todos assuntos relacionados com intensos ardores e grandes queimadas. A ultima pode não ser causada por ele, mas pode também ser controlada e acalmada por ele. O mago com Orudu sob seu controle e como seu amigo pode alcançar grandes coisas com a ajuda do elemento fogo.
Orudu, também, assim como os outros dois espíritos do fogo, podem prover o mago com espíritos do fogo subordinados, e muitos magos tem sido capazes de ter sucesso em muitas operações mágicas com o auxílio do elemento fogo e auxiliados com os seres que Orudu colocou à sua disposição. O  assinatura do selo de Orudu deve ser desenhado na cor amarela para sua primeira evocação.

Itumo –  É também um ser macho do fogo, que gosta de estar e de mover-se próximo a superfície de nossa terra e que tem uma capacidade especial de causar pesadas tempestades de raios, preferivelmente com enxurradas, por meio de seus subordinados. Controlado pelo magista, ele os instrui como causar vários tipos de tempestades com seus servidores e como para-las. Tudo que possa acontecer em uma tempestade de trovões é afetada por Itumo. Pelo seu auxílio e com a ajuda de seus servidores eu tenho frequentemente influenciado tempestades com trovões.

Coroman – tem o nível de um chefe em potencial com legiões de seres cumprindo várias tarefas no elemento fogo. Coroman controla o elemento fogo nos três reinos; os reinos do Homem, animais e plantas, e pode obter efeitos através deles. Ele pode oferecer subordinados confiáveis que estão aptos a auxiliar o mago pela força do elemento fogo de qualquer modo, não interessando se ele opera ritualmente com os espíritos subordinados ou se tem seu trabalho influenciado pela magia da simpatia. Coroman pode introduzir o mago em um grande número de práticas: especialmente o curar de pessoas doentes que possam ser tratadas com o elemento fogo.

Tapheth – é , como o ser mencionado acima, também um amigo do homem. Ele é capaz de auxiliar o mago em um número de operações alquímicas e protege-lo com seu elemento, o elemento do fogo. Ele, também, faz o mago suceder nas várias operações mágicas com o elemento fogo e ensina-o a reconhecer os vários estados nas operações alquímicas para conhecer e controlar os procedimentos individuais. Tapheth, também, coloca a disposição do magista boms seres subordinados que possam auxilia-lo em muitos modos para trabalhar com sucesso com o elemento fogo.

Oriman –  é um poderoso espírito do fogo que, também, pode auxiliar o magista com muitos praticas mágicas para as quais a utilização do elemento fogo é essencial. Suas qualidades fundamentais de pirotecnia habilitam-no a fazer o mago familiarizado com a arte da pirotecnia que pode mais tarde ser praticada, ritualmente pelo mago somente ou pelos seres subordinados que Oriman coloca agora a sua disposição. Oriman e seus subordinados gostam de controlar o trabalho feito nas ravinas e assemelhados aonde o trabalho manual ou mecânico é feito com auxílio do fogo. O mago recebe a mais interessante informação de Oriman e de seus seres subordinados em tudo que tem a ver com pirotecnia.

Amtophul –   é de modo algum inferior em hierarquia e poder que os seres do elemento fogo já mencionados. Este espírito do fogo mostra ao mago como ele pode ser efetivo no reino do elemento fogo. Ele instrui ele como afirmar suas habilidades mágicas lá para que tenha completo controle sobre qualquer ser do elemento fogo. Amtophul consequentemente é um excelente iniciador na assim chamada magia do fogo. O mago é ensinado por ele como como defender-se contra o elemento do fogo de modo a tornar-se inatacável pelo fogo, ou seja, invulnerável até certo ponto. O mago estará então posteriormente apto a pegar carvões em fogo em suas mãos sem sofrer qualquer dano. Mas também muitas outras artes mágicas podem ser realizadas pelo elemento fogo e serão reveladas gratuitamente ao magista por Amtophul. Entretanto, Amtophul é, mesmo se completamente controlado, certamente um espírito do fogo perigoso.
Muitos espíritos do fogo semelhantes do mesmo nível com quem eu anteriormente comuniquei-me poderiam ser mencionados aqui. Entretanto, os oito exemplos acima deverão ser suficientes para o mago.

Seres do elemento Ar


No ponto em que os seres do elemento ar são correlatos, também oito nomes de chefes, juntos com os sinais de seus selos, serão dados aqui. Eles são:
 
Parahim,
Apilki,
Erkeya,
Dalep,
Capisi,
Drisophi,
Glisi,
Cargoste.
 
Entretanto, eu desisto de dar qualquer informação mais próxima destas inteligências pelo simples motivo que os seres do ar são, desconsiderando que são muito tímidos, não muito à vontade com o Homem.
Leva muito esforço para faze-los descer e somente um mago genuíno irá ter sucesso em tê-los totalmente sob seu controle. As coisas que os seres do ar me ensinara seriam mais tarde também comunicadas por qualquer chefe da zona ao redor da terra. Ao leitor será dada mais informação nesta zona e seus seres no segundo capítulo da hierarquia. Cada magista é apto a encontrar a evidência destas assertivas por sua própria experiência prática.

Seres do elemento Água


Amasol –  É comissionado para cauar tempestades no mar tanto por sí própria ou por seus subordinados e acalma-las dependendo do que a Divina Providência ordenou lhe fazer.  Amasol informa o mago como ter sob seu controle – do ponto de vista mágico bem como do cabalístico – o poder magnético da água. Ele coloca à disposição do magista também excelentes seres subordinados que ajudarão a realizar seus desejos com o elemento água.

Ardiphne –   é um bom iniciador e ensina o mago como ele deve, pela força do elemento água, trabalhar sua influência pela magia ritual no Homem e Animal da maneira correta. Se o objeto (nt: a ser) influenciado entrar em contato de algum modo com o elemento água, por exemplo pela chuva, lavar-se, beber drinks, etc. então Ardiphne ou seus servidores irão ajuda-lo a apressar a influência e , em consequência, realizar os desejos do mago.

Isaphil – é uma governante muito bela no reino do elemento água. Descrever sua beleza daria muita dificuldade mesmo para o poeta talentoso. Isaphil tem muitas servas conhecidas como fadas do mar ou ninfas. Isaphil conhece muitos segredos mágicos em relação com operações com o elemento da água e pode dar ao mago muita informação e revelar a ele muitas práticas. Entretanto, um mago tem que ser muito cuidadoso com Isaphil, assim como ele tem que ter atenção em respeito à próxima soberana mistress (nt: mulher em posição de importância, mas também apresenta o sentido de amante) chamada Amue, para que ele não perca sua cabeça quando trabalhar com elas. Ambas são experts em amarrar (nt: bind) um homem por sua beleza e tomar possessão dele (nt:no sentido de torna-lo sua propriedade). Se o mago genuino quiser, Isaphil sentirá-se prazeirosa em colocar os seres subordinados a ela a sua disposição.

Amue –. Esta governante fêmea possui um grande número de seres aquáticos subordinados a ela. Se o mago pretente manter uma conexão com Amue ele será instruído por ela como obter peixe ou outros animais aquáticos sobre seu poder. Assim, se o mago ocupa-se , neste mundo material, com pesca ou criação de peixes ou atividades assemelhadas ele irá obter de Amue conselhos úteis e instruções as quais permitirão a ele controlar completamente tudo que nada e rasteja na água. Também Amue irá colocar à disposição do mago seres subordinados que irão contribuir para a realização de seus desejos.

Aposto –é novamente um ser macho no reino do elemento água e governa sobre todos riachos e rios, pequenos e grandes. Ele informa ao mago sobre o que está abaixo dos riachos e rios e em qual lugar sob as águas ele pode encontrar jóias e pedras semi-preciosas. Aposto é completamente conhecedor da magia do princípio da água. Se o mago pedir por subordinados, aposto terá prazer em deixar que os tenha. Tais subordinados tem frequentemente salvado pessoas , que estão nadando ou fazendo outros esportes aquáticos, de afogar-se. Além disto, o mago pode saber destes seres aonde encontrar os corpos de pessoas afogadas.

Ermot – tem quase as mesmas qualidades que Aposto. Ermot introduz o mago na magia do elemento água e mais adiante ensina-o como manufacturar deste elemento mágico volts para certos propósitos. Ermot irá alegremente colocar seus servos à disposição do mago. Suas qualidades fundamentais são fazer os seres humanos amarem se mutuamente com auxílio do elemento água. Com mulheres Ermot é , a este respeito, especialmente influente.

Osipeh – é a mais bela femea do elemento água e não somente é uma completa governante sobre este elemento, mas também da magia da água. Ela gosta muito de introduzir o mago no ritmo do elemento água pela magia dos sons. Ela é uma excelente cantora e dançarina assim como suas entidades subordinadas também são experts nestas artes, e elas executam as mais agradáveis danças e as acompanham de sons amáveis. Se o mago resistir aos tentadores convites desta fêmea governante e obte-la sob seu poder, ela irá colocar à sua disposição muitos seres subordinados à ela. Eu sei de minha própria experiência que ela gosta de servir realmente por sí mesma o mago que a governa.

Istiphul – é mencionada aqui como o último exemplo de um ser aquático. Ela, também, tem uma aparência de fêmea. A parte de ser apta a fazer o mago melhor conhecedor da magia da água, ela pode, se ele quiser, faze-lo ver retratos do passado, presente ou futuro na superfície das águas ou outros líquidos. Ela é dominadora na arte de trazer várias transformações as quais podem ser causadas pelo elemento da água. Entre outras coisas, ela ensina o mago, se ele desejar, como pode causar amor em amigos ou inimigos, tanto pela prática sozinho ou pela assistência de seus seres. Muitos magos já foram arruinados por Istiphul quando ela sucedeu em amarra-los com sua grande arte no amor erótico e por sua beleza. Por entrar em contato com Istiphul magos geralmente perdem interesse em qualquer coisa além, das mais essenciais conexões; Consequentemente cada mago deve sempre lembrar-se que ele deve governar e nunca sucumbir a qualquer ser, não interessando qualquer que seja sua posição hierárquica ou quaisquer esfera que seja originário.

Os seres descritos acima não são, claro, os únicos do elemento água, e o magista pode, se quiser, entrar em contato com outros seres de mesmo nível.

Seres do elemento Terra

Mentifil– é um poderoso rei dos gnomos no reino sob a terra. Ele é equipado com muitos poderes e qualidades. Este governante pode informar ao magista sobre todas ervas medicinais e faze-lo ciente com a preparação e efeito de ervas e remédios contra todos tipos de doenças que homens ou animais possam sofrer.  Aparte disto, Mentifil é um mestre no trabalho alquímico, e pode revelar ao mago como a matéria prima pode ser transformada na pedra filosofal, como o lapis philosophorum é ganho. Ele tem um grande número de gnomos como subordinados que auxiliam-lhe com este trabalho e suas obras no reino da terra. O mago que tem controle sobre este espírito da terra também tem um bom amigo e pode aprender muito deste governante poderoso do elemento da terra, e enriquecer seu conhecimento com muitos segredos.

Ordaphe – é também um poderoso rei dos gnomos. Ele influencia grandemente todos metais que podem ser encontrados abaixo da superfície da terra. Se o mago assim quiser, Ordaphe irá leva-lo através de seu reino e mostra-lo todos tesouros que estão sob a terra na forma ouro bruto. Ele tem, também, um grande número de gnomos subordinados a ele que fazem o trabalho designado a eles sob a superfície da terra. Alguns deles guardam os ores, outros trabalham em seu refino e manutenção. Ordaphe gosta de colocar gnomos à disposição do mago, o qual irão a qualquer hora auxilia-lo com suas operações com o elemento terra. Entretanto, o magista deve ter cuidado de não pedir nada grosseiramente materialista dele e ele nunca deve usar estes espíritos servos para propósitos avarentos. Ele estaria, neste caso, sempre em perigo de ter imensas dificuldades em sair do alcance e poder deste Rei dos Gnomos.

Orova – é o próximo poderoso governante do reino dos gnomos. Aparte da amplitude usual dos poderes pertencentes a um espírito da terra Orova tem sido especialmente ordenado para guardar todas pedras e pedras preciosas a serem encontradas na terra. Ele tem a capacidade de transformar cristal de quartzo em pedras preciosas e pode ensinar o mago como dar carga em pedras com o elemento terra ou por outros metodos para propósitos especiais. O significado oculto de todas pedras preciosas é bem conhecido por Orova, e o mago pode descobrir sobre isto especialmente para produzir talismãs, pedras da sorte, etc.  Se o mago requisitar, este poderoso governante dos gnomos pode colocar a sua disposição muitos servos de seu reino. Mas o mago deve tomar o cuidado de não sucumbir à brilhante aparência de Orova. Ele não deve se importar em ser ensinado sobre certas coisas por seres como este, mas ele não deve pedir nada material deles, porque eles gostam de ver magos aceitarem presentes de modo a faze-los dependentes.

Idurah – é outro poderoso governante sobre os gnomos que está comissionado com a cristalização no princípio terreno. Seu grande alcance de poder jaz sob a terra aonde existem os derivados de cristais como sais, por exemplo. De Idurah o mago descobrirá aonde procurar cristais de sal ou outros componentes e será ensinado por este rei dos gnomos como sais em geral se desenvolvem, é informado sobre as analogias químicas e herméticas, e aprenderá, ao mesmo tempo, o uso oculto dos vários tipos de sais para propósitos mágicos através do elemento da terra. Idurah sabe muitos métodos secretos como como varios sais são derivados de plantas e minerais e está bem desejoso de informar ao mago sobre isto. Ele apresenta para ele o uso prático para propósitos médicos, alquímicos, etc. Um mago pode aprender muitas coisas de idurah, coisas que a mera leitura de livros jamais lhe daria.

Musar – é também um dos mais poderosos reis dos gnomos e um especialista na magia da terra. Ele informa ao mago sobre as correntes eletro-magnéticas dentro da terra, como controla-las praticamente e como fazer uso delas. Adiante Musar iniciará o mago na magia da natureza, a qual ele é apto a praticar pelo plus e o minus da terra, i. e. pelos fluidos eletríco e magnéticos.
Ele também aprenderá deste rei dos gnomos como estas duas radiações, as quais por desintegrações químicas influenciam a vida sobre e sob a terra, são originárias sob o ponto de vista hermético. No reino do elemento da terra Musar é um dos seres mais respeitados. Ele pode ser chamado um genuíno mago da terra.

Necas – também um dos reis dos gnomos que irá explicar ao mago o procedimento hermético da vegetação e seu significado oculto. De Necas o mago pode descobrir com árvores, vegetais e outras plantas são nutridas pelas correntes e poderes sob a terra. Ele será informado por ele como acelerar e controlar o crescimento da vegetação pela magia dos elementos.

Erami -
é tido como um poderoso mago gnomo. Se pedido, ele irá ensinar ao mago que o controla tudo sobre a magia da simpatia e fazerá ele ciente com a preparação do espelho da terra e dos vários condensadores fluídicos. Além disto, ele o iniciará na aplicação prática do elemento terra. O mago irá também aprender de Erami como proteger a si mesmo dos vários perigos pelo auxílio do elemento terra. Erami pode revelar um grande número de segredos com respeito à magia do reino dos elementos, e terá prazer em deixar seus servos trabalharem para o mago.

Andimo – como Erami, tem uma afeição por seres humanos. Ele é bem informado sobre tudo que tem lugar nas cavernas, grutas, águas subterrâneas, minas de carvão, etc. Sua função especial é dar abrigo e assistência a todas pessoasque estão sob a terra e tem que trabalhar lá. Ele é um grande amigo dos mineiros. Um mago que está sob seu favor sempre será protegido por Andimo, não interessa onde sob a terra ele possa estar. Desde que ele é bem ciente da alquimia ele pode também auxiliar, teoricamente e praticamente, o mago a este respeito. Minha própria experiência faz me apontar para cada mago que Andimo pode facilmente tenta-lo a projetar fisicamente, tanto diretamente por sí próprio ou pelo auxílio de um de seus servos, uma pedra flamejante, a assim chamada "enxofre vivente". Se, em tal caso, o mago durante a projeção da pedra pega-la em sua mão, ele será queimado por ela. Andimo gosta de colocar tais pedras diante do pé do mago ou a frente do círculo mágico. Você deve deixar a pedra intocada e ordenar a Andimo a pegar de volta. Se o mago tocar o enxofre flamejante transmutado por Andimo do princípio da terra, com o  assinatura do selo de Andimo, o qual ele anteriormente desenhou em um segundo pedaço couro preparado para a escrita e preparou-o magicamente com o  assinatura do selo irá pegar fogo e a pedra de enxofre imediatamente irá se transformar na verdadeira projeção alquímica de uma farinha de cor vermelha, o assim chamado "leão vermelho".

Esta farinha é então bem seguro manipular e pode ser juntada com uma colher de vidro e armazenada em um vidro bem fechado. Este tipo de farinha projetada normalmente tem uma capacidade de projeção de 1 para 10.000 e é a pedra filosofal em sua forma mais pura. Entretanto, o mago pode ser tentado a usar a farinha para fazer ouro ou prolongar sua própria vida. Se o mago é desviado por tais tentações ele concluirá, por tais operações alquímicas, um pacto formal com o dito ser. O mago é consequentemente advertido adicionalmente não fazer tal precipitação e nunca praticar alquimia de tal modo. Nem no caso que ele assuma que ele é maduro e experiente suficiente em tudo que tem a ver com a ciência da Magia, pois ele pode, entretanto, ser enganado para dar um mau passo.

Quando lidando pessoalmente com Andimo eu tive a oportunidade de convencer-me destes fatos, mas eu ordenei a Andimo para levar a farinha de volta ao seu próprio reino. No momento ela desapareceu imediatamente, com um som sibilante. Os oito seres do elemento terra mencionados acima devem ser suficientes ao mago, pois ele é capaz de acumular experiência individual por seu próprio trabalho prático. Entretanto, eu devo apontar novamente para cada mago que ele não deve ser o primeiro a iniciar a conversação com um ser que está sendo evocado pela primeira vez.

Ainda, deve ser mencionado que cada ser aparece de um modo diferente. Eu desisti de descrever a cor de cada ser, o peso, forma e modo de falar, pois seria de pequeno valor ao mago. Poderia inclusive ocorrer que devido à descrição completa que no momento da evocação ele fosse enganado por seu poder de imaginação, consequentemente criando um elemental ao invés de evocar o ser real.

Tal elemental iria então pegar a forma do ser. De modo a prevenir isto nenhum detalhe será dado aqui sobre a aparencia externa de qualquer ser. O mago genuinamente preparado nunca será enganado por alucinações e não irá criar fantasmas ou qualquer coisa desta espécie.
Se ele tiver feito as preparações mágicas necessárias bem, ele sempre obterá o verdadeiro ser sob seu controle e irá vê-lo, ouvi-lo e senti-lo.

Guia de Evocação Mágica