Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Psico Textos de Psicologia Bizarra 8 formas de hackear seu cérebro A Percepção Seletiva

A Percepção Seletiva

Percepção SeletivaPercepção seletiva é a tendência que temos de ver e ouvir somente aquilo que nos interessa. Não se trata de um comportamento egoísta isolado, mas de uma particularidade natural de nosso sistema nervoso. Nossos cinco sentidos recebem informações o tempo todo sem interrupção, por este motivo só nos tornamos conscientes de parte destes dados legando o resto ao processamento inconsciente. Isso nos poupa de ficar ouvindo o som de nossa própria respiração e sentindo o gosto de nossa própria língua.  Você já parou para pensar como o cérebro humano é capaz de ignorar ruído e se concentrar em um indivíduo em um lugar lotado, cheio de música alta e conversas?

Infelizmente com isso deixamos de ter controle sobre o que devemos ou não prestar atenção. As vezes esquecemos o ziper da calça aberto, as vezes ignoramos coisas muito mais importantes como indícios de que seu filho usa drogas ou de que seu casamento não vai bem. Quando esta ocasiões não podem mais ser ignoradas, despertamos de nosso sono e prestamos atenção, mas neste ponto você está solteiro de novo e seu filho morreu de overdose. O contexto social pode até mesmo fazer com que toda um classe de pessoas seja ignorada. É a chamada invisibilidade social. Fernando Braga, em seu mestrado de Psicologia Social na USP estudou estas pessoas invisiveis. Em sua pesquisa ele acompanhou grupos de Garis por vários anos. Em seu trabalho ele afirma: "Não é como ser ignorado, menosprezado, rejeitado. É pior: é como nem ser visto; como não estar lá; como “não ser”.

Não boicotamos apenas os Garis, frases como “Sempre comigo", "É sempre assim", "Não podia ser diferente" são indícios de percepção seletiva. Mas nem toda percepção seletiva é negativa.  Isso acontece tanto para os pessimistas que só percebem as coisas negativas que lhe acontecem, quanto para os otimistas que só enxergam o lado bom das coisas. Em ambos os casos, trata-se de um hack no cérebro, um tipo de ilusão. Um dia ruim é ignorado pelo confiante, assim como um dia bom é ignorado pelo auto-sabotador.

A maneira mais comum de percepção seletiva é o chamado Efeito Discoteca. Ele descreve a capacidade do cérebro de focar a atenção em um único interlocutor em meio a uma cacofonia de conversas e ruído de fundo. O efeito permite que as pessoas conversem em lugares barulhentos, como por exemplo conversar em um show de música, tornando possível conversar com um amigo enquanto ouve a banda tocar ao mesmo tempo, ao mesmo tempo que é capaz de ignorar os outros sons do ambiente. Mesmo assim se em uma festa, alguém chamar seu nome alto do outro lado da sala, todos os presentes vão perceber.

O sistema auditivo humano é capaz de ignorar a maior parte dos sons reverberados pelo ambiente, já que esses chegam a nossos ouvidos vindos de uma direção diferente daquela do som a que estamos prestando atenção. Nosso sistema auditivo também pode mudar a direção de nossa atenção, indo de uma fonte para outra. O efeito discoteca tem sido muito pesquisado e ele funciona melhor quando a pessoa possui audição em ambos os ouvidos, indivíduos que possuem audição parcial se perturbam muito mais com ruídos e sons ambientes do que aqueles que possuem os dois ouvidos saudáveis.

8 formas de hackear seu cérebro

Conteúdo relacionado