Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Psico Textos de Psicologia Bizarra A Experiência Psicodélica Quatro Métodos de Prevenção da reentrada

Quatro Métodos de Prevenção da reentrada

Primeiro Método: Meditação Sobre o Buda.

 

Oh (nome), medita tranqüilamente sobre tua figura protetora (nome). Ele(a) é como o reflexo da luz na água. Ele(a) é aparentemente não-existente. Como ilusão produzida por mágica, se não tiveres nenhuma figura protetora especial, Medita sobre o Buda ou sobre mim. Com isto em mente, medita tranqüilamente. Então criando a forma visualizada de teu ideal protetor a derreter das extremidades, Medita, sem formar qualquer pensamento, sobre a Serena Luz Vazia. Esta é uma arte muito profunda. Em virtude disto o renascimento é adiado. Um futuro mais iluminado é assegurado.

 

Segundo Método: Meditação Sobre Bons Jogos

 

(Nome), Agora estás vagando no Terceiro Bardo. Como sinal disto, olha-te no espelho e não verás teu eu usual (mostre ao viajante um espelho). Nesta hora deves formar uma única e firme resolução na tua mente. Isto é muito importante. É como direcionar o curso de um cavalo pelo uso de rédeas. O que quer que desejares virá a passar. Não penses em ações más que possam mudar o rumo da tua mente. Lembra-te do teu relacionamento espiritual comigo, Ou com qualquer um de quem recebeste ensinamento. Persevera com bons jogos. Isto é essencial. Não te distraias. Aqui está a linha divisória entre subir ou descer. Se deres chance à indecisão mesmo que por um segundo, Terás de sofrer tristeza por muito, muito tempo, apanhado(a) em antigos hábitos e scripts. Este é o momento. Segura-te logo a uma única proposta. Lembra-te de bons jogos. Resolve-te a agir de acordo com o teu mais alto discernimento. Esta é uma hora em que sinceridade e amor são necessários. Abandona o ciúme. Medita sobre rido e confiança. Tem isto bem no coração.

 

Terceiro Método: Meditação Sobre a Ilusão

 

Se ainda descendo e não-libertado(a), Medita como segue: As atividades sexuais, a máquina de manipulação, a gargalhada jocosa, sons enérgicos e aparições terrificantes, De fato todos os fenômenos São, em sua natureza, ilusões. Embora possam aparecer, na verdade são irreais e falsos. São como santos e aparições, Não-permanentes, não-fixos. Que vantagem há em se apegar a eles, Ou ter medo deles? Tudo isso são alucinações da mente. A própria mente não existe, Portanto por que eles deveriam existir? Só por tomar essas ilusões por reais tu vagarás por esta confusa existência. Tudo isso são como sonhos, Como ecos, Como cidades de sombras, Como miragens, como vultos no espelho, Como fantasmagoria, A lua vista na água. Não são reais mesmo que por um momento. Por ligar-se única e sugestivamente àquele trem de pensamento, A crença de que elas são reais é dissipada, E a libertação e alcançada.

 

Quarto Método: Meditação Sobre o Vazio

 

“Todas as substâncias são parte da minha própria consciência. Esta consciência é vácua, não-nascida, incessante”. Assim meditando, permite à mente descansar no estado não-criado. Como o despejar de água em água, Deve-se permitir à mente sua própria postura mental Em sua condição natural, não-modificada, clara e vibrante. Mantendo este estado de espírito relaxado, não-criado, Previne-se seguramente o renascimento no jogo realidade rotineiro. Medita nisto até que estejas seguramente livre.

A Experiência Psicodélica