Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Livros Satânicos A História do Satanismo Fraternitas Templi Satanis - F'T'S'

Fraternitas Templi Satanis - F'T'S'

Sarco FTSTrataremos agora de um momento invulgar na história do satanismo no Brasil. Esse capítulo em especial só foi possível graça ao meu irmão em Satã, Zarco Camara, que disponibilizou alguns dos arquivos "Biblos Tenebrae", como eram chamados os arquivos internis e levantou outros dados de sua própria memória. Após o final da IDL o momento era tal que surgiam e sumiam sociedades e grupos satânicos pelo país seguindo o ciclo descrito no capítulo anterior sobre o grupo ADLUAS bem próprio das zonas autónomas temporárias. Mas alguma coisa diferente acontecia com alguns dos membros do circulo mais interno da antiga Igreja de Lúcifer.

Estes membros foram, nominalmente o próprio Lord Ahriman, o irmão Betopataca que por toda a década de 90 possuíram um íntimo contacto. Desta maneira, inconscientemente um elo foi formado e pouco depois enriquecido com a entrada de Gwaihir. Havia entre eles a necessidade de continuar a exploração do satanismo que havia sido iniciada na IDL e que era enriquecida com influências de outras escolas como a Thelema, o Vampirismo, Parapsicologia, Alquimia Negra, entre outras. Tal elo culminou na formação de um "grotto" no Rio de Janeiro de nome Irmandade de Baphomet, contendo sob sua égide inicialmente somente estes três indivíduos.  

A razão de existência do grupo era não apenas a formação de um "grupo satânico" como aconteceu com outros grupos, mas manter viva a corrente do pensamento satânico nacional e a chama luciferina que havia sido acessa com a Igreja de Lúcifer. A verdade era que o nosso satanismo já era bem diferente do que havia la fora. Havia sido atingido um patamar superior que simplesmente não podia ser jogado fora. Enquanto LaVey e cia propunham um egoísmo puramente hedônico descobrimos aqui os perigos da egolatria e o caminho para a descoberta e forja do Eu Superior. Fizemos possível o materialismo místico, como ficará claro na descrição do Sigilo do grupo abaixo.

Sigilo Fraternitas Templo Satanis

O que se segue é a descrição do mesmos segundo os arquivos da ordem. Escreve Betopataca:

"Tal Sigilo da Irmandade de Baphomet(IdB), possui um triângulo eqüilátero(todos os ângulos-lados iguais). O triângulo é um símbolo,representante do Fogo e da elevação pelo Azoth ("Fogo de Satã").Este é eqüilátero para representar a igualdade entre os Irmãos do "grotto" (sem graus;sem hierarquia estagnada). Na ponta inferior esquerda coloca-se a letra “E”(de "Ethos");na ponta inferior direita coloca-se a letra “H”(de "Helius");na ponta elevada-superior coloca-se a letra “B”(de "Baphometis").Esta ordem de escrita foi usada pois o poder vem de cima,do LOGOS(Baphomet),até nós(vide que Baphomet é correlacionado por algumas escolas de pensamento com “Ain Soph”).Nós,através da "Ethos" e da Magnum Opus Solis - "Helius" -,vamos até Ele num eixo de baixo para cima.

Dentro do triângulo,existe um "octagon"(octágono). Foi usado o octágono,pois este representa a Magia (vide a proposta de "Magia Octarina Caotecista") que estaria no cerne do grupo,assim como o nome do LOGOS(Baphomet) possui 8 letras. A própria Magia é a Manifestação do Self e de Baphomet, vide a seguinte passagem do "Liber A'Ash vel Capricorni Pnenumatici"(que retrata a natureza e controlo da Magia no Homem e de seu manifestador-Baphomet) recebido por Aleister Crowley:"Eu sou Baphomet,que é a Palavra Óctupla que será equilibrada com Três". A excertada passagem do Liber,também faz uma conexão do oito com o Três (que é representado no sigilo criado pelo triângulo o qual engloba o octágono,equilibrando-o). No centro do octágono,vê-se o símbolo de Baphomet(pentagrama-invertido).Já que no cerne da manifestação mágica(o Octágono),estaria o próprio Baphomet(uma união de nossos SAG's;o LOGOS em si). Além do que,8(número de pontas do octágono) x 3(número de pontas do triângulo) x 5(número de pontas do pentagrama-invertido) = 120 = 1 + 2 + 0 = 3(o ternário perfecto;Terceiro Aeon - Hórus - )."

Fraternitas Templi Satanis (F’T’S’)

Foi deste núcleo de três satanistas que no início do século XXI, a Irmandade de Baphomet deu então lugar a Fraternitas Templi Satanis (F’T’S’). Na opinião do autor que lhes escreve este foi o momento mais criativo, poderoso, intenso e importante para o fortalecimento do identidade do satanismo no Brasil e sua evolução para muito além dos pressupostos iniciais de LaVey. Sem ele provavelmente o progresso feito na Igreja de Lúcifer teria se perdido. O sigilo do grupo e sua explicação abaixo fica evidente a evolução do "Satanismo da Terra Brasilis" (termo cunhado pelo irmão em Satã, Frater Asmodeus) e as demais correntes existentes até então:

FTS

Continua Betopataca nos arquivos da ordem:

"O nome “aberto” ou “vulgar” da Ordem,escrito em Latim,está intimamente conectado ao ideário geral que a mesma transmitia ou tencionava ostentar.”Fraternitas” significa “Fraternidade”;”Templi” quer dizer “[do] Templo”; “Satanis” pode ser traduzido,aproximadamente,como “de Satã”.Assim a tradução derradeira do nome da Ordem,seria:“Fraternidade do Templo de Satã”.”Satã” é a emanação directa do LOGOS/Baphomet presente em todo Ser Humano,simboliza o próprio princípio de “Oposição” e “Acusação”(para maiores informações,um estudo semântico e etimológico da palavra “shaitan”,que deu origem ao verbete “Satã”,é deveras revelador e sugerido) absolutamente indispensável para um processo iniciático segundo os ditames da SOMBRA em suas acepções junguianas e horusianas.O verbete “Templo” traz em si a idéia “sacralidade”,local onde os ritos são empreendios e a própria divindade faz-se presente lambendo o praticante com o “divino elã”,dotando-o de “entusiasmo”(palavra que advém do grego “enthousiasmós” e significa “cheio de deuses”).O vocábulo “Fraternidade” dá uma noção de “Irmandade”,é a “Congregação” que erige um “Templo” para Si-Mesmo,a fim de que desta sorte atinja-se de maneira singular e solitária-sinestésica a plena articulação com o LOGOS através da emanação taxionomizada como “Satã”(que é e não-é o adepto,como qualquer arquétipo que o valha).

O Triângulo Invertido representa o princípio aquoso.A Ordem possui princípio aquoso,pois movimenta-se perante a Sociedade e pelo Senso Comum de comum acordo com a filosofia do “wu-wei”(Não-Agir),uma proposição conectada ao Tao(“Na Verdade,’wu-wei’ é uma das atividades mais enérgicas[...].” – Henri Borel”;”Às vezes,o que parece ação tem a essência vazia de um não-agir perfecto.”- Luis Carlos Lisboa).Da mesma sorte que o triângulo inverso,conecta a Ordem a um princípio de estar articulada com o Sol_Negro/LOGOS à guisa de emanação directa do próprio.O triângulo inverso pode ser visualizado como um “Y”,o que se conecta directamente a idéia do “Y Alquímico” (falado no ensaio,de mesma graça,da autoria de Betopataca) e que portanto une todos os integrantes da Ordem com a Santíssima Ponte 9=0 ao passo que estes trabalham com a egrégora da Ordem em seus ritos.Este é eqüilátero para representar a igualdade entre os Irmãos da Ordo(sem graus;sem hierarquia estagnada).

O hexagrama unicursal da Besta,representa o próprio Macrocosmo(as supernas cabalísticas refletidas nos três princípios alquímicos e vice-versa) e arranja-se o símbolo pelo qual se desvela a Besta/Satã.

O pentagrama inverso é o símbolo de Baphomet/LOGOS e Microcosmo.Muitos hei de inferir que o símblo do Microcosmo seria o pentagrama comum,ou seja,com sua ponta para cima.Contudo,deve-se notar que o paradigma de elevação espiritual sofreu uma “Underhüng”(Reversão) no Novo Aeon,estando a verdadeira Iluminação na Matéria e carnalidade da Existência ao invés do Espírito.Desta sorte,a ponta do pentagrama foi invertida.A transcendência Microcosmial,não mais sucede-se em duas instâncias metafísicas(Mundo das Idéias x Mundo Imanente ou Espírito x Carne),e sim numa SÓ INSTÂNCIA(a “transcendência” é dentro da própria articulação da Imanência como esta dá-se no Eterno Presente).

A “interdigitação” entre o pentagrama inverso e o hexagrama unicursal da Besta é reveladora.Demonstra a própria articulação UNA que existe entre Microcosmos x Macrocosmos,e desta maneira simboliza a própria ideologia heraclítica da F’T’S’:Não existe diferença de instâncias.A completude está no UNO/TODO/Tao/Physis/LOGOS.Toda distinção entre Ser x Cosmos e Macrocosmos x Microcosmos é apenas aparente e os limites fundem-se num processo de,arituclada,Tensão x Retorno.Assim como tal interrelação é um indicativo de que maneira Satan,hexagrama,pode ser vistoriado como uma emanação-Tensão do LOGOS(pentagrama inverso) e,impreterivelmente,leva a um Retorno a este Mesmo(que é um dos “objetivos” gerais que a Ordem pretende empreender em seus Membros com suas práticas e pressupostos teóricos).

Se somar-se o número de pontas do hexagrama com o número de pontas do pentagrama inverso,vê-se o resultado final como 11.Onze é o número de Nuit,próprio Amor(princípio Feminino) o qual leva o Adepto - através do “Amor sob Vontade” - para o princípio das sendas iniciáticas (representada pelo Arcano-Maior da “Lua” do “Tarot de Toth”).Desta sorte,a Ordem é um princípio de auxílio ao Adepto no seu caminhar e metamorfismo pelas sendas da iniciação.Pode-se observar que o número de pontas do pentagrama inverso(5),se colocado em apêndice com o número de pontas do hexagrama(6), dá “56”.Cinqüenta e seis é o número de “Babalon” uma das configurações de Nuit,a grande hieródula que leva ao despedaçamento do Homem no Abismo de Daath(a fim de que este atinja Tiphareth e eleve-se até as supernas,por consegüinte) e realiza a Iluminação pela Sombra e luxúria(Indulgência) ao invés de celibato(abstinência).

Se multiplicarmos o número de pontas do pentagrama inverso(5) pelo número de pontas do hexagrama unicursal da Besta(6),o resultado de tal operação multiplicado pelo número de pontas do triângulo invertido(3),ter-se-á como resultado 90.Fazendo um somatório de nove(9) com zero(0),tem-se como derradeiro resultado o número nove(9). Nove é o próprio número de Satan(para maiores informações fitar o ensaio “Numerologia Satânica” do líder da CoL,Rev.Frederick Nagash),o que conecta a Ordem ao Princípio de Articulação com a Emanação do LOGOS(ShTn).Além do que o número 90 traz a mente a noção da ponte 9=0,aceita pela F’T’S’ como um de seus postulados teóricos e práticos.

O nome greco-latino “velado” ou “mágico” da Ordem é “Ethos Phosporus Satanis”( E’P’S’).”Ethos” tem como significância “Irmandade”,”Phosporvs” significa “Lucífero”; ”Satanis” pode ser traduzido,com algum grau de proximidade,por “Satã”.”Satã” representa “Oposição”.”Lúcifero” é aquilo ou aquele que possui qualidade ou correlação de “Lúcifer”:“Lvx Ferre”(“O Portador da Luz”,ou,ainda,”O Doador da Luz”).Lúcifer,segundo os antigos conhecimentos gnósticos,faz-se o escriba cósmico que leva o Adepto às portas da Gnosis(em sua acepção de verbete primeva).Desta maneira,desvela-se claramente um dos postulados pelo quais se serve a Ordem:”Iluminação pela Oposição”.A Iluminação pelo Caminho da Sombra ou de Sirius.Desta maneira,“Ethos Phosporus Satanis” é a “Irmandade [que] Ilumina pela Oposição”,a antinomia causadora do metamorfismo em plena alteridade(“Batalhar como Irmãos,avesso do Ragnarök”- Betopataca).

A relação “Satã Lucífero”,pode ser vista sob um prisma sexual também.”Lúcifer” era correlaciondo com “Vênus”,o qual por sua vez sempre foi louvado como o corpo celeste de “Ishtar”(aquela que pode ser vista como Babalon,já que ambas possuem mesmo apanágio e características).”Satã” por sua vez é a Grande Besta(“Mega Therion”) e relaciona-se,intimamente,com um princípio masculino-satírico(vide sua iconografia e conceituação clássica com pernas de bode,chifres e de encarnação da luxúria-copuladora-fálica).Desta forma,a expressão “Satã-Lúcifero“ é uma amostração clara do binômio Babalon-Therion como constatado no Arcano-Maior de nome “Luxúria” do “Tarot de Toth”.Em suma,a própria Ordem em seu interno,práticas e articulação como emanação do LOGOS,estimula entre seus Membros a união Yoni + Lingam que gera como resultado YoniLingam ou Androgenia,a união de Kteis + Falo...articulação-completude de TODAS as cousas."


Sobre os membros

 

A produção interna de estudos e rituais da FTS foi algo admirável, muito disso foi usado posteriormente pelo Templo de Satã. Em que pese a Fraternitas Templi Satanis de fato ter possuído um sistema de filiação aos interessados a verdade é que lá dentro só se entrava por convite e ainda assim apenas se o novo membro fosse aprovado por todos os membros anteriores por unanimidade. Uma única bola branca no saco significaria recusa do candidato. De fato, quando fui convidado recusei num primeiro momento pois já participava do ADLUAS e não queria dividir minha Vontade, contudo os 'grandes antigos' estavam lá e formavam um grupo que até hoje não se iguala a nenhum outro que testemunhei. Orgulho-me de ter meu motto entre os arquivos da ordem que segue sem alteração:

Lord Ahriman: Um dos co-fundadores da Ordem, dessarte como uma das mais importantes figuras do escurejado cenário satânico brasileiro.Sendo o idealizador,resistente líder e organizador da "Igreja de Lúcifer",apresentara-se o primo indivíduo a professar, fora de círculos individuais e silentes,o Satanismo.Do seu esforço bandeirante,surgiu a primeira versão em português da "Satanic Bible"("Bíblia Satânica"),a qual se desempanou o fundamental alicerce a viabilizar qualquer discussão sóbria no tópico Satanismo em nosso idioma.Com o Delta-Tempo,retirou-se enquanto membro ativo graças uma pregressa e excruciante enfermidade.

Betopataca: Outro co-fundador da Ordem,auto-iniciara-se no Satanismo porventura na mesma época de Lord Ahriman,contudo somente pôde maximizar sua percepção e prática quando,timidamente,participou da IdL. Por seu fomento e apoio da irmandade perenal de Lord Ahriman,quiçá se convertera naquele que gerou às condições de possibilidade efetivas ao surgimento da F'T'S'.Seu amplo alicerce pensante,confirmado por sua diversificada e aprofundada formação acadêmica, conjunto a série de vivências como membro de múltiplas ordens ocultistas,trouxe uma complexidade ao material engendrado na E'P'S'.Afastou-se, definitivamente,de atividades ordenáticas no intuito de combater uma neoplasia.

Gwaihir: O derradeiro co-fundador.bFôra iniciado no Satanismo e Thelema,através de Betopataca. Sua titânica verve,acidez crítica e ceticismo incontestável foram a tônica necessária à formação prima da "Fraternitas Templi Satanis".Sua produção escrita sempre se descortinara limitada,principalmente graças ao gigântico rigor que exigia de tudo e mais ainda de si próprio.Sua ausência foi duramente sentida,logo no apogeu de manifestação da confraria,quando abraçou  uma existência mais comezinha e apartada do Ocultismo.

DarkHella: Desvendou-se a primeira a ingressar na, sedimentada enquanto tal,Fraternitas Templi Satanis (E'P'S).Sua gênese ritualística e doutrinária primeva, abancavam-se no Ásatrú apesar de sua inquestionável articulação ética e,posteriormente,epistemológica com inúmeros conceitos satânicos.Sua sagacidade em termos tecnológicos e boa-vontade para com os propósitos da Ordem,revelaram-se vitais aos primeiros passos da popularização digital de material produzido por seus membros.Aspecto de vultoso relevo, igualmente,compôs-se sua divulgação de material de cunho mitológico norreno o qual influenciou em não desprezível escala os expedientes mágicos da F'T'S'. Quase na mesma duração de Gwaihir, pediu seu afastamento para dedicar-se exclusivamente ao seu trabalho na área de Informática.

Darkvelvet: Uma das menos propaladas e,decerto, mais importantes figuras a engrossar as fileiras deste "conglomerado satânico".Compôs-se uma auto-iniciada no Satanismo e Thelema,contudo teve seus estudos e práticas ampliados sob os auspícios de Betopataca.Por petição deste,ingressou na Ordem aonde se destacou por seu olhar apurado,temperança e um uso indefectível do kairós[discurso que se dá no momento conveniente,aproveitando a oportunidade aberta no instante mesmo].Sua paixão no lograr da Ordem,condensou-se em um trabalho arquivístico interminável em prol de ordenar com fino acabamento à produção textual dos demais membros.Com a saída de Betopataca, visou debalde manter a F'T'S sobrevivente.

Bastard Obito :Arranja-se uma persona de suma-importância para o Satanismo e Kaoísmo nacionais, conforme se desvela um dos primeiros a gratuitamente divulgar na Rede textos e materiais desta espécie.Seu valioso ingresso,significou a continuação e aprimoramento do "mourejo digital" que a priori se dava aos encargos de DarkHella.Jamais,de modo notório,poder-se-ia deixar de comentar sua imprescindível importância como "experimentador mágico" sem par.Devido à sua permanente prática na "degustação" dos mais plurais "sabores" imagináveis a um magista,viu-se o emergir na Ordem de uma estrutura mágica exponencialmente mais abalizada em solidificar quaisquer anseios por pluralismo ritual. Com a saída de Betopataca, almejou dar continuidade à Ordem junto com Darkvelvet mas,ao que consta, terminou por volver todos seus esforços na manutenção e ampliação de seu "portal eletrônico ocultista":"Morte Súbita Inc.".

Morbitvs Vividvs: Figura de importância satânica desde os idos da Igreja de Lúcifer,a qual foi um valioso participante.Em termos iniciais demonstrou-se resistente à sua entrada na F'T'S',conforme se dedicava mais a um projeto de cunho kaoísta nomeado ADLUAS. Contudo, desde o instante que decidiu por aquiescer às solicitações de integração à Fraternidade,fez-se um de seus mais ativos elementos.Durante sua condição de plena integração,deu à luz a uma pletora inacreditável de material escrito dotado de insofismável qualidade.Sua "usina de idéias", converteu-se em um inextingüível combustível para série de projetos futuros que,com a extinção da Fraternitas Templi Satanis,viram-se infelizmente perdidos.Com o findo da Fraternidade, uniu-se de forma ativa com Obito no projeto "Morte Súbita Inc.".

CROM: Por intervenção e influência diretas de Betopataca,realizou seu "batismo ígneo" nas chamas satânicas.Como deságüe natural,adentrou na F'T'S', incrementando-a com sua pujança jovial,finíssima ironia e humor apto a suscitar um divertimento reflexivo.Sua participação mágica e dialógica, compunha-se minguada,todavia seus ensaios e humorísticos escritos recompensavam esta suposta falta.Tendo logrado uma assaz próxima relação com Darkvelvet,tentou conjuntamente com esta manter,embalde,vívida a Ordem.

DarkPhilosopher: Ente há muito imiscuído ao underground metálico tupiniquim,ingressou no Satanismo com a intervenção de Betopataca.Através de convite de Ahriman,fez-se um membro maravilhosa-mente belicoso da "agremiação demoníaca".Suas bases intelectuais na Física e Ciências Duras, fomentaram um nível de discussão e crítica afinados com expedientes científicos em todas camadas do grupo.Apesar do forte lado cientificizante,gerou artigos e ensaios dotados de uma latente veia estética. Abandonou a Fraternitas Templi Satanis à medida em que se viu atirado em uma "crise espiritual", transformada em conversão ao Cristianismo.

Morbitvs Vividvs

Conteúdo relacionado