Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Livros Satânicos Diabolicon A Declaração de Abaddon

A Declaração de Abaddon

Eu sou Abaddon, o Destruidor, Demônio da morte temporal e da vida na morte, fui formado em meio a fúria da grande guerra e invocado por Satan para desafiar Uriel na Terra pelo futuro do homem.

Pois Satan olhou com crescente ira para as aflições causadas por Uriel e ele disse a mim que, não mais o homem deve lutar sozinho. Realmente nós devemos causar ao Céu o sofrimento que ele causa na Terra. Parta agora para a Terra e deixe que os cães de Uriel vejam o poder do Inferno sem amarras. Pois muito me chamaram em suas agonias e medo, e eu não os respondi, mas o Messiah ousou andar sobre a Terra então assim também fará a vingança de Satan.

Então os que chamavam por Satan recebiam minha ajuda e eu ataquei os mensageiros de Deus e levei seus templos a ruína. Da mesma forma que nações inteiras foram descartadas pela Vontade deles de merecer um paraíso além do mundo, também eu os atingi com os poderes da Terra. E grandes impérios surgiram entre os homens conforme eles nutriam o poder de sua Vontade e desejo de conquista. Eu os guardei, mas conforme eles se atolavam em superstições, preguiça e medo de Deus, que nunca levantou sua mão fantasmagórica por eles, então os abandonei com suas doenças e de alguns destes impérios nem a lembrança sobrou sobre a Terra.

E mesmo vendo estas coisas eu disse, vejam homens, o Deus em que confiam é apenas a Ira de Messiah, e por ele vossas criações e mente decairiam e apodreceriam, e tu perderias todo o poder da razão. Pois Deus é uma mentira e um impostor e eu derrubo seus maiores monumentos como se fossem feitos de areia, Não há Deus senão este Messiah, e sua devoção a ele os arremessará ao esquecimento. Mas pouco fui ouvido pois amente do homem estava fechada e confusa. Eles não entenderam o sentido de minhas palavras, e disseram, o Senhor Deus triunfará pois isso nos foi dito pelo próprio filho de Deus. E é disso que falarei agora.

Messiah andou na terra como homem enquanto eu testemunhava a glória do florescer de Roma em sue poder e majestade. Mas Azazel disse, Não negligencie sua força contra a pessoa do Messiah, pois Satan em pessoa falará com ele. E novamente do céu brilhou a Chama Negra e, Eu vi que Satan veio a Terra. E assim se deu o primeiro encontro entre Satan e Messiah desde a Grande Guerra.

Com o olhar frio Messiah observou Satan, dizendo, Você me confrontará agora? Será teu Presente tão  fraco contra o poderoso Deus? Mas Satan respondeu, Messiah, o que você se propõe fazer agora - se proclamar Deus entre os homens - não trará a paz que você professa e deseja, mas prolongará a guerra em teu nome. Porque não parte da Terra e deixa o homem perseguir sua escolha livre da influência tanto do Céu como do Inferno?

E o Messiah respondeu, os modos do Céu não são como os do Inferno e por esta razão não reconhecerei seu desejo. Mas saiba que em verdade eu aparecerei ao homem e manifestarei a ele a glória de Deus encarnado em mim, para que ele escolha agora o caminho do Céu e crie para mim uma grande igreja para adorar-me. Pois eu não tenho uma mente para jogar contigo  Satan e esmagarei teus seguidores sem remorso. Seu nome também será revelado aos teus preciosos humanos, e eles o amaldiçoarão, pois eu mostrarei a eles o fruto de teu gênio mal.

Então Satan se voltou ao Messiah com ódio tenebroso e disse, Eu não virei ao homem como um ídolo para ser adorado.  Pois o homem não deve se curvar a mim assim como não me curvo a ninguém. Mas ouça-me bem Messiah, o homem saberá a verdade sobre Lúcifer e o nome de Satan eclipsará o teu próprio. E tenha tu cuidado com os caminhos dos homens se presas o teu tipo, pois ele não receberá tuas palavras com apresso.

Então Satan retornou para o Inferno e Messiah caminhou entre os homens e falou a eles sobre a lei de Deus. E tal era o poder desta pessoa que os homens eram como ovelhas diante dele. Muitas vezes Messiah ignorou sua própria lei, fazendo coisas milagrosas  e permanecendo onde a crueldade era trazida aos homens por Uriel. E eu observei com grande ira dizendo, Deve Messiah cruel atormentador dos homens atribuir a Satan o trabalho de Uriel? E eu Abaddon vim a Roma e a Palestina dizendo pelas bocas dos homens, Messiah tu trouxe ao homem sofrimento imerecido, prove agora de teu próprio fruto. E eu cruxifiquei o Messiah enquanto carne viva e conforme a vida era tirada de sua forma quebrada ele conheceu o desespero dos desamparados e clamou pela agonia de seu Deus. Mas eu disse, Deus não te ouve Messiah, pois você é tudo o que presume ser a divina consciência.

E assim, eu, Abaddon expulsei o Messiah da Terra, mas a semente que Messiah plantou entre os homens cresceu e tornou-se uma poderosa igreja onde toda vida foi esquecida e a morte era adorada e os prazeres do Céu eram prometidos para todos os que esquecessem sua própria Vontade para abraçar a de Deus. E Roma sucumbiu diante desta igreja e eu derrubei a Cidade Eterna em sua lamentável decadência. Mas Azazel veio a mim e disse, não toque nesta igreja de Deus, pois o homem em sua tolice a criou, e deve também a destruir por sua própria decisão.

Michael Aquino. Trad Morbitvs Vividvs

Conteúdo relacionado