Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Livros Satânicos Os Rituais Satânicos Die Elektrischen Vorspiele

Die Elektrischen Vorspiele

CELEBRANTE:
Die Feuer der Hölle sind gegeben und die Gedanken gewinnen die Oberhand. Offnet die Portale zur Dunkelheit. Oh grosser Wegbereiter. Erscheine in diesem Kreis. Wehe durch die Tore des glänzenden Trapezohedron für das Blut, welches dargeboten wurde!

O fogo do Inferno ele provê e o raciocínio interior ele faz prevalecer. Abra os portais da escuridão, Óh Grande Abridor do Caminho. Venha diante deste círculo. Abra caminho através do Trapezohedron brilhante, pelo sangue que lhe tem sido oferecido!

Erscheine unter den Menschen und sei nicht länger zurückgedrangt. Komm, wehe und krieche ein in die grossen Konzile ohne Dich und beende den Weg derer, die uns aufhalten. Ich sage der Glanz muss gesteigert werden, offenbare das Gesicht der Schlange. Bei dem Klang wetden wir das Gesicht der Schlange sehen, so-lerne die Wörter gut, die nut ein Mensch verkünden kann. Seht, ich habe den Schleier der Schlange und sende ihn unter die Menschen. Oh höre! Die Schlange lebt, an einem Platz, der offen ist für die Welt.

Surja entre os homens e não mais volte. Venha e rasteje por entre os grandes consílios de outrem, e detenha aqueles que querem nos deter. Eu decreto que o glamour seja levantado, revelando a face da Serpente. Pelos sons vocês contemplarão a face da Serpente, então aprendam bem a palavra que só um homem pode pronunciar. Assim, eu levanto o véu da Serpente e lanço-a entre os homens. Ouçam! A Serpente vive, num lugar que às vezes é aberto para o mundo.

Unsichtbar geht sie mitten unter uns und so beschleichen wir die Nacht unsichtbar so gut wie möglich und neu durch die Winkel mögen wir sichtbar sein und für jene, die Nicht sehen, seien die Augen geblendet durch die Mühtsteine der Gerechtigkeit. Ich sage zu denen, die mit unverständlicher Zunge reden: Ich weiss sehr wohe, was Euch zurückhält diesen Kreis und verlassen. Die flüchtigen Jagdhunde der Grenze warten geduckt auf die Seelen der Gerechtigkeit, Sie sind die Wächter des Kreises und sie liegen versteckt auf der Schwelle zur Zeit und ihre Zeitraumpläne bewegen sich über ihren, sie verstecken sie gut. Sie bewegen sich neu durch die Winkd, obgleich sie frei sind von gekrümmten Abmessungen. Fremd und entsetzlich sind die Jagdhunde der Grenze, sie folgen im Bewusstsein der Begrenzung zum Zeitraum. Unsichtbar gehen sie mitten unter uns, an jenen Orten, wo der Ritus gesprochen wurde.

Invisíveis elas caminham entre nós, e como nós nos juntamos a elas, também invisíveis espreitamos a noite, pois somente através dos ângulos podemos nós ser vistos, e os outros não podem contemplar-nos; pois seus olhos estão cegos pelo fardo da bondade. Eu digo para ti que fala com a língua deturpada: Eu sei bem o que impede vocês de deixarem este círculo. Eu vislumbrei as Feras da Barreira, deitadas aguardando pelas almas dos bons. Elas são as guardiãs dos círculos, e elas ocultam-se no limiar do tempo, e seus planos do espaço movem-se ao redor delas, escondendo-as completamente. Elas movem-se somente através dos ângulos, entretanto livres são elas das dimensões curvadas. Estranhas e terríveis são as Feras da Barreira, que seguem a consciência deles até os limites do espaço. Invisíveis elas caminham entre vocês, em lugares onde os Ritos têm sido proferidos.

Manche nehmen die Gestalt der Menschen an, nicht wissend was sie tun und wenn Blut vergossen wurde, ziehen sie sich nochmals zurück in die Grotte des Satans, nehmen die Form an die ich gut keene. Manche scheinen zu warten und breiten ihre grossen Flügel, wissen ganz sicher, dass ich sie nochmals hervorrufe!

Algumas tomam a forma de homens, não sabendo o que fazem, e quando o sangue já tiver vertido, retiram-se mais uma vez para o grotto de Satã, tomando as formas que eu conheço bem. Algumas agitam-se enquanto aguardam, e adornam suas grandes asas, sabendo muito bem que novamente eu as chamarei!

Und die Finsteren der Nacht werden sich ducken unter ihren Klauen, die mächtigen Jagdhunde liegen und warten darauf zur Welt zurückzukehren. Glaube nicht Mensch mit verdorbenen Gehirn, dass Du der grossen Bestie entkommen kannst durch Beschreiten Deines Altar’s, sie folgen schnell durch alle Winkel und sie sind im Innern des Trapezoid. Ich kenne sie, da ich einer der ihren bin und die grosse Schranke erreicht habe und die zeitlosen Ufer gesehn, sowie die monopolitischen Gestalten der Grenz jagdhunde.

E os vultos da noite cavalgarão, e, abaixando-se às suas garras, as grandes feras encontram-se aguardando para saltar dentro do mundo. Não pensem, óh homens de mentes mofadas, que possam vocês escapar das grandes bestas escondendo-se em seus santuários, pois elas seguem rápido pelos ângulos, e ocultam-se no interior do Trapezóide. Eu as conheço pois eu sou como uma delas, e eu aproximei-me da grande Barreira, e vi nos litorais onde o tempo não existe as formas monolíticas das Feras da Barreira.

Ha! Ich fand sie versteckt in den Abgrunden der Zeit weit voraus, sie witterten mich von Weitem, erhöhten sich, gaben den grossen durchdringenden Schrei von sich, der von Kreis zu Kreis gehört wird. Verweile ich denn im Lager des wilden Tieres, entfernt vom Menschen, an den grauen Ufern der Zeit, jenseits des Weltrandes, wenn sie sich mit mir bewegten, durch Winkel die niemand kennt. Sie ducken sich an der dunkeln Schwelle, ihre Rachen sind heisshunggrig und gefrassig nach den Seelen derer, die keine haben!

Escondendo-se no abismo além do tempo eu as encontrei, e elas, farejando-me à distância, levantaram-se e deram a batida no grande sino que pode ser ouvido de círculo a círculo. Habitei eu então, em covis distantes do homem, nos cinzentos litorais do tempo, além da fronteira do mundo, e sempre comigo elas caminharam, em ângulos não conhecidos pelo homem. Naquele escuro limiar elas abaixam-se, de mandíbulas abertas e famintas pelas almas daqueles do outro lado!

Ich komme zurück durch die Winkel und eisern folgten sie mir. Hal Die Verschlinger folgten und somit wurde ich der Marschall der Wirte der Hölle, jene welche mir folgten und sie Hunde führten, ritten durch den Wirbelwind der Nacht, um die Erde zu reinigen und das Eis zum Schmelzen zu bringen!

Retornei eu através dos ângulos, e seguido por elas fui. Sim! Os devoradores seguiram-me e assim eu fui e tornei-me o Marechal dos anfitriões do Inferno, e aqueles que seguem-me e caminham com as Feras cavalgando os furacões da noite, tornam-se um exército saído do Inferno para flagelar a Terra e derreter o gelo!

Durch das Innere der Prismer-Arbeit und der Dämmerung der Grotte spreche ich durch die Winkel gespiegelt durch Sinn und Höhergestelltes. Oh, lerne das Gesetz, mein Bruder der Nacht – das Grosse Gesetz und das Niedrige Gesetz. Das Grosse Gesetz bringt das Gleichgewicht, ist beharrlich ohne Barmherzigkeit. Das Niedrige Gesetz verbleibt als Schlussel und der schimmernde Trapezoid ist die Tür!

De prismas forjados no grotto sombrio eu falo através de ângulos espelhados com pensamentos senescentes e supremos. Aprendam a Lei, óh irmãos da noite – a Grande Lei e a Lei Menor. A Grande Lei traz o equilíbrio e ela persiste sem misericórdia. A Lei Menor funciona como a chave, e o Trapezóide brilhante é a porta!

O mein Bruder, studiere gut den Stein des Fluges, unerkkannt für jene ohne ihn, innen warten die grell schimmernden Antlitze der Jagdhunde die Welt zu entflammen! Sind die Winkel klein und ruhig oder gigantisch in ihrer brüllenden Gewalttätigkeit, es ist in der Weise, die wir so gut kennen. An dieser grimmigen, grauen Küste herscht der Obelisk und fässt su mit seinen vier Klauen nach dem Ring des Fafnir-Führer, diese Verkörperung kommt, welche uns vergrössert und schlägt jene, die gegen uns sind.

Óh meus irmãos, estudem bem a pedra não reconhecida por aqueles do lado de fora, pois no interior de suas faces brilhantes as Feras aguardam que o mundo seja posto em chamas! Sejam os ângulos pequenos e silenciosos ou colossais em seus rugidos ultrajantes, a forma é aquela que nós conhecemos tão bem. Na soturna e cinzenta praia, o monolito prevalece, e segurado pelas quatro garras do anel guardado por Fafnir, tal forma continua a invocar aqueles que nos dão crescimento e castigam aqueles que se opõem a nós.

Oh, schwaches Mensch, höre meine Warnung, versuche nicht gewaltsam das Tor zur Zukunft su öffnen. Wenige hatten Erfolg die Schranke zu passieren zu der grossen Dämmerung. Grotte, die vorauscheint. Ich kenne sie, verweilst Du jemals in den Abgründen suchen sie nach Deiner Seele und halten sie in ihrer Gewalt. Höre Mensch, mit vernebeltem Gehim und beherzige, meine Warnung; versuche nicht Dich in den Wilkeln zu bewegen, oder Krümmungen, während der Körper frei ist, hört man das Bellen der Hunde durchdringend klar und glocken-gleich, fliehe, wenn Du kannst und ergründe den Nebel nicht länger!

Óh homem fraco, preste atenção à minha advertência, não procure abrir o portal para o além. Poucos são os que conseguiram atravessar a Barreira, para o grande grotto sombrio que brilha adiante. Pois saibam bem que, aqueles que habitam o Abismo caçam almas como a tua para tê-los como escravos. Escute óh homem de mente turva e preste atenção à minha advertência: move-te não em ângulos, mas em dimensões curvadas, e se enquanto liberto de teu corpo tu ouvir o som do ladrar das Feras crescendo dentro de teu ser, foge para teu corpo através dos círculos se tu for rápido e não mais atravesse o véu!

Ich kenne alle die im Licht der erklärten Rechmässigkeit verweilen, dass andere, die die Schlüssel and Winkel kennen das Tot geöffnet haben und für eine Rückkehr ist es zu spät. Ihr habt den Schlüssel erhalten, aber Eure Gehirne sind klein und begreifen nicht das Wort. Deswegen hört den Klang, den grossen Glockenklang der bellenden Hunde. Sie sind hattnückig und ausdauernd und sie kommem durch den grossen, flammenden Trapezoid ihre Augen glühen mit den Feuern der Hölle!
Saibam vós, que habitam na luz da retidão professada, que outros que conhecem as chaves e os ângulos abriram o portal, e não há mais volta. A vós foi dada a chave, mas vossas mentes são pequenas e não compreendem a palavra. Portanto, escutem os sons, óh vós, o grande sino soa junto ao ladrar das Feras. Elas estão famintas e insaciáveis, e através do grande Trapezóide flamejante elas vêm, com seus olhos em brasa com as chamas do Inferno!

Treibewenn du kannst in die Aussmasse Deine äussersten Bewusstseins und sie gefangen für immer. Du weisst nichts über die Grundlage Deiner Schöpfung. Ich heisse Euch willkommen im Namen Set, alle werden den Mächtigen Teufel sehen, die grundlos aushalten in Verzweiflung. Wir bereiten einen behaglichen Platz um zu verweilen, über der Qual erhaben.

Vaguem se quiserem, nas dimensões de consciências exteriores, e lá fiquem para sempre. Vós não conheces a substância de vossa criação. Eu lhes dou boas-vindas em nome de Set, todos vocês que se deleitam em grande mal e sustentam-se através de misérias infundadas. Nós preparamos um lugar de conforto para vocês habitarem em sublime tormento.

Ringe nicht mit den Affen, die die Tore der Hölle bewachen, dort liegt das Paradies und Anubis ist Wegbereiter.

Não combata os macacos que guardam os portões do Inferno, pois lá encontra-se o Paraíso, e Anubis é o Abridor do Caminho.

Und wir sprechen mit schlangengleichen Zungen, dem Bellen der Hunde, dem grossen glockenklang, der die Schranken durchbricht-und mächtig sind wir die regieren, und gering sind die, die leiden.

E nós falamos com as línguas de serpentes, o ladrar das Feras, e o grande som do sino que quebra a barreira – e grandes somos nós que governamos, e pequenos são vós que sofrem.

Der Tag des Kreuzes und des Dreiecks ist geschaffen. Ein grosses Rad mit Winkeln in unerkannten Ausmassen, gerettet für die Kinder der Set, füllt die Leere und wird zur Sonne am Firmament der Verachtung!

O tempo da cruz e da trindade findou-se. Uma grande roda com ângulos em dimensões desconhecidas, salva pelos filhos de Set, preenche o vazio e torna-se como o sol no Firmamento da Fúria!

                                                           Proclamação

CELEBRANTE:
Siehst Du im Osten das Morgenrot!

Veja o nascer do sol no Leste!



Wir wollen die Macht!

Nós desejamos Poder!

TODOS:
Wir werden die Macht haben!

Nós teremos Poder!

CELEBRANTE:
Wir wollen das Reichtum!

Nós desejamos Riqueza!

TODOS:
Wir werden das Reichtum haben!

Nós teremos Riqueza!

CELEBRANTE:
Wir wollen das Wissen!

Nós desejamos Sabedoria!

TODOS:
Wir werden das Wissen haben!

Nós teremos Sabedoria!

CELEBRANTE:
Wir wollen die Annerkennung!

Nós desejamos Reconhecimento!

TODOS:
Wir werden die Annerkennung haben!

Nós teremos Reconhecimento!

CELEBRANTE:
Wir wollen die Anhänger!

Nós desejamos Seguidores!

TODOS:
Wir werden die Anhänger haben!

Nós teremos Seguidores!

CELEBRANTE:
Was wir wollen, werden wir haben!
Wir werden haben, was wir wollen!

Das Zwielicht ist Hier
Die Götterdämmerung ist Hier
Siehst Du im Osten das Morgenrot!
Der Morgen der Magei ist Hier!
Die Welt ist ein-Feuer!
Loki Lebt auf der Erde!

Heil, Loki!

Ave, Satanas!

O que nós desejamos, nós teremos!
O que nós teremos, nós desejamos!

O Crepúsculo aproxima-se
O Crepúsculo dos Deuses
A aurora levanta-se no Leste!
É o amanhecer da magia!
O mundo arde em chamas!
Loki vive sobre a Terra!

Hail, Loki!

Ave, Satanas!

PARTICIPANTES:
Ave, Satanas!

CELEBRANTE:
Rege Satanas!

PARTICIPANTES:
Rege Satanas!

CELEBRANTE:
Heil, Satan!

Hail, Satan!

PARTICIPANTES:
Heil, Satan!

Hail, Satan!


N. do T.: Devido a toda parafernália elétrica empregada em sua realização, é compreensível e previsível que para alguns o Vorspiele mais pareça uma quase inacreditável piada de mau gosto do que um legítimo ritual, e que ao escrevê-lo LaVey só queria divertir-se um pouco às custas daqueles que porventura viessem a bancar o “cientista maluco” fazendo papel de tolos. Logo, por isso convém aqui citar alguns trechos de “A Batalha pela Sua Mente”, de Dick Sutphen:

“(...) armas fisiológicas freqüentemente utilizadas para modificar as funções normais do cérebro são os jejuns, dietas radicais ou dietas de açúcar, desconforto físico, respiração regulada, canto de mantras em meditação, revelação de mistérios sagrados, efeitos de luzes e sons especiais, e intoxicação por drogas ou por incensos. (...) O uso de técnicas hipnóticas por religiões é sofisticado, e profissionais asseguram que elas tornaram-se ainda mais efetivas. Um homem em Los Angeles está projetando, construindo e reformando um monte de igrejas por todo o país. Ele diz aos ministros o que eles precisam, e como usá-lo. Sua fita gravada indica que a congregação e a renda dobrarão, se o ministro seguir suas instruções. Ele admite que cerca de 80% de seus esforços são para o sistema de som e de iluminação. Som potente e o uso apropriado de iluminação são de importância primária em induzir estados alterados de consciência.”

Agora citando Haborym, em material que conta também com a participação e contribuição de Flavio Calazans:

“Os efeitos da música têm sido registrados em diversas culturas; na antiga China o Liki (livro cerimonial de protocolo e etiqueta) já discorria sobre harmonia e dissonância na música ambiente e sua influência nas relações entre os convidados; e no Livro da Música, escrito no período de Wou Li (147-178 a.C.) há estudos sobre notas musicais (escala pentatônica) e seus efeitos políticos, sociais e psicológicos. No entendimento chinês, a música tem efeitos que passam despercebidos pelas pessoas, daí sua importância no ambiente. Os indianos (...) registram efeitos da música como energia ou vibração influenciando o crescimento das plantas e o temperamento de animais (mais tarde um tratado de cura pela música dos persas afirmaria que ‘a música acalma as feras’, e tal axioma correria depois por todo o mundo greco-romano). (...) em 1973 a Allen International publicou o registro de um canhão para dissolver multidões urbanas, o ‘Photic Driver’ que pulsa sons que reverberam nos edifícios sincronizados com flashes de luzes piscando velozmente, refletindo nas paredes dos edifícios; o barulho e as luzes causam náuseas na multidão, mas o risco de ataques epiléticos registrados nos testes levou ao arquivamento do protótipo experimental. (...) Hoje tais tecnologias sofisticaram-se, bem como suas aplicações. (...) Segundo Peter Krass, no artigo ‘Computadores Que Programam Pessoas’, a engenharia de emoções é um ramo recente de atividades que tem por objetivo alterar o comportamento involuntariamente, sem a consciência dos receptores, do público que é manipulado subliminarmente por sons e cores. (...) Há sons no silêncio dando ordens, sugestionando, manipulando.”

Entretanto, é apropriado lembrar e enfatizar estas palavras do próprio Papa Negro: “As instruções aqui dadas servem como uma útil chave àqueles que possam extrair os princípios mais viáveis e aplicá-los aos seus próprios fins.” O autor desta tradução também gostaria de enfatizar que a grande maioria dos rituais, tanto os presentes neste tomo como quaisquer outros, podem ser realizados sem alguns dos apetrechos mencionados, ou substituindo-os por outros que se tenha à mão. É irônico que as bruxas da Idade Média realizassem seus rituais com simples utensílios domésticos ou extraídos da natureza, mas hoje muitos "neo-pagãos" se preocupem tanto com suas ferramentas mágicas. (Alguns sustentam a tese de que esta era uma discrição necessária devido à perseguição [ou Inquisição] da qual eram vítimas – afinal, ninguém pode ser condenado por ter uma vassoura ou colher de madeira, mas qualquer artefato um pouco mais sofisticado ou adornado poderia ser o seu passaporte para a fogueira.) Da mesma forma que o verdadeiro ator, mesmo sem maquiagem e uma super-produção de palco, consegue arrancar aplausos da mais indiferente (mas nunca estéril) platéia, o verdadeiro magista deve saber improvisar e conseguir produzir resultados mesmo sem toda uma pomposa parafernália. Certamente que um mínimo é necessário, e talvez quanto mais melhor, mas o máximo não é imprescindível. É claro que não se deve subestimar a importância dos aparatos ritualísticos e seus efeitos causados na psique do magista, mas também não se deve superestimá-los: nem o melhor piano do mundo toca música sozinho. É um erro constantemente cometido por pseudo-magistas considerar o instrumento mais importante do que o músico... ou os músicos. Da mesma forma que uma orquestra deve ser afinada, também deve haver afinidade entre os participantes de um ritual – ou não haverão quaisquer resultados não importa o quão bons sejam os instrumentos usados. Ou, o que pode ser ainda pior, talvez hajam resultados mas eles não sejam lá muito bons... Objetos pessoais – ou “corporais” – talvez possam mesmo fazer grande diferença quando se trata de tentar exercer algum tipo de influência sobre alguém (vivo ou morto), mas fora deste contexto, não se deve atribuir-lhes demasiada importância. Uma espada cerimonial, por exemplo, pode ser substituída por uma simples faca de cozinha. Afinal... nada é verdadeiro, tudo é permitido.

Também altamente previsível é o mal-entendido que resulta na associação – ou acusação – por parte de alguns entre nazismo e Satanismo. Portanto, se faz apropriado citar alguns trechos do artigo “Satanismo e Racismo: Um Contra-Senso”, escrito em conjunto por alguns membros do projeto Morte Súbita Inc., a fim de esclarecer a posição do Satanismo (e dos verdadeiros satanistas) em relação a racismo e nazismo:
“(...) a Church of Satan desde seu início sempre possuiu filiados de todas as cores e etnias. De fato, lembremos o caso de Sammy Davis Junior que além de negro e judeu também era homossexual e foi um dos membros mais celebrados da Igreja de Satã nos anos 60, sendo pessoalmente convidado a se juntar ao grupo por ninguém menos que Michael Aquino, fundador da Temple of Set. (...) A condição física de uma pessoa não determina a sua capacidade intelectual, social, familiar ou profissional. Nem serve de parâmetro para ser aceita em um grupo. (...) Por fim, apesar de reconhecer o racismo como um ato de estupidez, satanistas não são o tipo de pessoas que falariam ‘somos todos iguais’. (...) Advocamos sim a formação de uma ‘Raça Superior’. Uma raça de pessoas realizadoras, mas que independem da cor da pele ou de outros rótulos. O racismo dentro do Satanismo exclui o sentido comumente compreendido pela ‘massa’ - desprezo ou violência por uma cultura, cor de pele, etc. - e se posiciona no sentido de estabelecer relações com pessoas de gênio forte, perspicazes, que evoluem pelo próprio esforço, sem se submeterem a nenhuma forma de subserviência e auto-enganação. Essa ‘Raça Superior’ não é formada por pais e filhos, mas por pessoas que nascem em todos os cantos e de todas as formas e que decidiram por elas mesmas que se tornarão algo superior ao que já são. Nesse contexto o ‘racismo’ ganha um novo contexto onde só existem duas raças: a dos homens e a dos vermes. E por que um homem caçaria um verme?”
Para finalizar, Morbitvs Vividvs, em sua obra “Lex Satanicus - O Manual do Satanista”, deixa bem claro:
“Eu não respeito a sua raça. Raça não faz de você ninguém, sua raça não define quem você é nem o que você pode ou não fazer. Sua raça não é um documento que diz que tipo de pessoa você deve ser. Seu grupo étnico só te limita na medida em que você consente em ser limitado. (...) Eu não respeito o seu sexo. O que você faz ou deixa de fazer com isso que você têm entre as pernas não faz de você alguém melhor ou pior. O seu sexo quando feito com a permissão de todas as partes envolvidas não é de nenhum valor moral nem de qualquer outro tipo. O fato de você ser homem ou mulher não quer dizer absolutamente nada para mim. Eu não respeito sua religião. Não quero saber no que você acredita, mas sim aquilo que você faz. Se você acredita em um Céu ou numa vida após a morte, se você é politeísta, monoteísta ou ateu. Se seu Deus é uma divindade tartaruga ou três deuses em Um. Se você se consagra à natureza ou a seus ancestrais isso em nada me importa, desde que você respeite as opções dos outros também. Eu não respeito a cor da sua pele. Pele não é um documento, seu valor está na forma como você age e não na quantidade de melanina em seu corpo. Não respeito altura nem largura e olhos claros não me encantam. (...) Eu não respeito raça, sexo, gênero, religião. Eu não respeito idade, cor de pele nem saldo bancário. Eu respeito somente indivíduos. E ainda assim só quando estes fazem por merecer.”
Àqueles que porventura achem que LaVey estivesse fazendo uma apologia ao nazismo, cabe ainda informar que a própria avó do mesmo era cigana, de modo que seria uma grande estultície afirmar tal coisa.


Os Rituais Satânicos