Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Livros Satânicos Panmagéia Infernal Magia manipulativa

Magia manipulativa

A manipulativa consiste em usar os próprios dons naturais do mago, como o carisma, a fascinação e o mau olhado. Há várias técnicas para desenvolvê-los, mas o mais importante é você, através do auto-conhecimento, descobrir o que sempre dá resultado. Em outras palavras, veja o que sempre deu resultado com você, anote, memorize e utilize. Vou citar um exemplo: Se uma determinada forma de pedir um favor a um desconhecido sempre dá resultado, use-a sempre. Velho é o dito que “não se tira de campo time que está ganhando”. Caso não dê resultado sempre, parta para uma mais eficaz. Quando descobri-la use-a sempre, pois raramente falhará.

 

A razão é que a magia manipulativa assemelha-se a um exercício, como a esgrima. Quanto mais você a emprega, mais se fortalece. Obviamente, se a pessoa crê que deva experimentá-la, antes de usar, para saber se funciona, não dará resultado, pois duvida da própria capacidade. Então, o poder lhe voltará as costas. Por outro lado, empregada inúmeras e inúmeras vezes, tornará a sua técnica cada vez mais eficiente, como o lutador de esgrima com anos e anos de prática. Daí muitos satanistas laveyanos preferirem este tipo de magia à cerimonial. Pessoalmente, considero que cada uma tem o seu âmbito de aplicação. A que estamos tratando agora,

 

Carisma caracteriza-se por um poder de influência extraordinário. Muitos líderes políticos e religiosos costumam ser carismáticos, exercem enorme influência sobre a massa. Fascinação é o encanto, deslumbramento, possui natureza mais sexual. Quem sabe fascinar, atrai com facilidade o parceiro que quer. Mau Olhado relaciona-se com o “olho do diabo”, trata-se de um olhar que amaldiçoa a vítima.

 

S. morava sozinho com uma empregada. Ele tinha na área do tanque um vaso pequeno com uma planta de que amava muito. Mantinha-a oculta das pessoas, e pessoalmente cuidava dela. Certo dia, sem avisar, chegou uma amiga da empregada, ela subiu ao apartamento, intuitivamente foi direto para a área do tanque, viu a planta e exclamou “Que plantinha linda!” S. arrepiou-se todo, como pressentindo o desfecho da situação. Uma semana depois, a planta definhou e morreu. É quase certo que a visita nem soubesse o que estava fazendo, mas, ao elogiar a planta, na verdade jogou uma carga perniciosa em cima. Isto é magia manipulativa inconsciente.