Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Textos Satânicos Como descobrir o fetiche de um homem e usar isso contra ele

Como descobrir o fetiche de um homem e usar isso contra ele

Fetiche por bocaSe você conseguir descobrir o fetiche de um homem poderá enfeitiça-lo. Todo mundo tem um tipo de fetiche sexual, mesmo que não seja conhecido pela própria pessoa. Infelizmente, muitas pessoas supõem que um fetiche deve ser um recurso sexual público. Dificilmente esse é o caso, já que muitos fetiches compulsivos são frequentemente os meios ou situações nas quais as médias das pessoas nunca consideraria estar relacionada de qualquer forma com atividade sexual.

Todos temos familiares, hoje em dia, com tipos comuns de fetiches, como: cabelos compridos, saltos altos, ligas, servidão, chicotes, espancamento, espartilho, etc. Uma bruxa competente não deve nem mesmo considerar tais recursos e atos como fetiches. Entretanto, eles representam os esqueletos em muitíssimas pessoas mentalmente fechadas a serem consideradas "anormais" O Sombra costuma proclamar que ele sabia "qual o mal que espreita no coração dos homens", e você deve estar consciente do seu conhecimento se você quer se tornar uma bruxa.

Alguns tão chamados fetiches são tão universais que parece injusto considerá-los outra coisa além de manifestações humanas de comportamento que tem seus paralelos em todas as áreas do reino animal. Fora o fator mais comum de atração - domínio de uma pessoa passiva e receptividade à pessoa dominante a marca mais certa para o sucesso de fetiche é a reação dele a certas frases displicentemente colocadas numa conversa.

Se você conhece um homem temo o bastante para te ruma conversa , frases-chaves podem ser inseridas que farão os olhos dele acenderem e pedirem para ouvir mais sobre isso ou hesitar um pouco trazendo o tópico de volta a conversa mais tarde. Frases-chaves que falam o óbvio são desnecessárias, como no caso de um comentário sobre uma peça de roupa que você esta usando num momento que pode ser considerado fetiche. Certas coisas chamadas fetiches deviam ser empregadas todo o tempo que uma bruxa estivesse trabalhando, ou ela não pode afirmar que é uma bruxa no mais verdadeiro sentido. Esses fetiches óbvios serão discutidos em capítulos posteriores.

Aqui está uma lista de descobridores de fetiches dos quais você pode tirar dicas. Lembre-se: UMA VEZ QUE VOCÊ CONHECE O FETICHE DELE, LEVE-O PARA CASA COM REFERÊNCIAS SUTIS E COMENTÁRIOS DISPLICENTES. Se você for esperta, uma abertura na conversa sempre pode ser criada para inserir-se esses descobridores de fetiches, colocados com suas próprias palavras. Refira-se a:

  • Como vocẽ não leva desaforo e homem (chefe, marido, outro pretendente.)
  • Como você deu uma bronca em alguém.
  • Foi espancada quando criança.
  • Merecer uma boa surra (tanto você ou ele)
  • Briga de puxar o cabelo com outra mulher.
  • Um cachorro sacana que você conhece que é cheio de liberdades com seu focinho.
  • Como algumas pessoas estúpidas pensam que você é lésbica.
  • Seus pés estarem quentes e suados.
  • Não ter conseguido tomar banho em vários dias
  • Como alguns homens podres que vocẽ conhece sentem-se todos excitados com você.
  • Como deve ser divertido ser homem.
  • Como ele seria uma garota bonita.
  • Como você ficou chocada e embaraçada ao ver um homem se expondo.
  • Expondo-se acidentalmente.
  • Acidentalmente molhar suas calças.
  • Cortar o seu cabelo, se for comprido demais ou deixá-lo crescer se for curto.

Pelo menos um desses tópicos é garantido para tirar uma resposta óbvia quando sutilmente colocada na conversa. Aqueles que não tiverem significado para sua presa serão negligenciados - entrarão por um ouvido e sairão por outro - ou rejeitados por  um encolher de ombros ou comentários vazios. E quando você ver e os olhos dizem tudo e a presa pegar a dica e devolvê-la com um sorriso ou interesse nervoso você saberá que acertou o alvo.

Uma vez descoberto que você acertou precisamente o alvo, você tem uma arma mágica à sua disposição que lhe servirá  se tudo o mais falhar. Você pode até mesmo acabar tendo de pôr em prática tais fetiches  se enfeitiçar a vítima é importante o bastante para você.  é a velha pergunta:  o quanto é importante conseguir o que você quer? Vocẽ pode ter todos os atributos físicos errados para o gosto dele, mas se ele ficar excitado por uma garota que se vestiria de babá dando umas palmadas nas nádegas dele, enquanto ele está vestido de menininha  e você agir como se estivesse adorando fazer exatamente isso, você se sobressairá em qualquer competição com outras garotas que têm apenas suas aprências e posição apropriada como parceiras do Demônio.

Se você for muito tímida para empregar os descobridores de fetiche acima mencionados com relação a você pode sempre inserí-lo na conversa usando uma terceira pessoa. A maneira como os olhos dele acenderem quando você falar sobre o que aconteceu com sua amiga, ou com outra mulher do escritório, dirá se você está no caminho certo. Só ha uma coisa errada com relação a usar o relato de uma terceira pessoa quando se esta tentando descobrir o fetiche, e eu vi esse problema ocorrer muitas e repetidas vezes. Você deve se lembrar que está lidando com compulsões quando está explorando fetiches, e fetiche é exatamente aquilo que o home implica: um meio ou situação que se sobrepõe completamente a qualquer outro estímulo sexual mais seletivo. Se você disser á sua presa que sua melhor amiga é uma garota linda, mas quando ela tira os sapatos enquanto esta digitando no escritório você tem que abrir a janela, ele pode ficar tão excitado que tudo o que ele conseguirá pensar é como encontrar a sua amiga que tem chulé.

Já vi mulheres que pareciam não "ter nada a oferecer", mas que enfetiçaram um homem para longe da esposa perplexa, que não consegue entender que tipo de poder a "outra mulher" tem sobre seu marido. Quase sempre essas mulheres usam compulsão fetichista. uma bruxa sábia deve saber se o fetiche que ela está usando de instrumento não será prontamente revelado a outros pelo homem; ela tem pouco medo de competição das outras. As prostitutas profissionais são muito cuidadosas ao revelar os "pedidos especiais" de bons clientes a outras garotas  se as recompensas financeiras para tais serviços forem substanciais. E em geral são substanciais pois a atividade de fetiche comanda (e consegue) os melhores preços na profissão. TODO HOMEM É UM FETICHISTA. VOCÊ SÓ PRECISA DESCOBRIR QUAL O FETICHE DELE.

 

Lista de Fetiches Comuns

Masoquismo: prazer ao sentir dor ou imaginar que a sente. 

Sadismo: prazer erótico com o sofrimento alheio.

Sadomasoquismo: prazer por sofrer e, ao mesmo tempo, impingir dor a outrem.

Exibicionismo: fetiche por exibir a própria nudez.

Voyeurismo: prazer pela observação da intimidade de outras pessoas, que podem ou não estar nuas ou praticando sexo.

Podolatria: fetiche por pés.

Quirofilia: excitação sexual por mãos.

Sarilofilia: fetiche por saliva ou suor.

Lolismo: preferência sexual e erótica de homens maduros por meninas adolescentes

Urofilia: excitação ao urinar no parceiro ou receber dele o jato urinário, ingerindo-o ou não.

Agorafilia: atração por copular em lugares abertos ou ao ar livre.

Bondage: prática onde a excitação vem de amarrar ou/e imobilizar o parceiro.

Crinofilia: excitação sexual por secreções (saliva, suor, secreções vaginais, etc).

Tricofilia: fetiche por cabelos e pelos.

Partenofilia: fixação sexual por pessoas virgens.

Odaxelagnia: fetiche por mordidas.

 

Lista de Fetiches não tão comuns

 

Agorafilia: atração por atividades sexuais em locais públicos;

Aiquemofilia : Prazer pelo uso de objetos pontudos e cortantes.

Amaurofilia: excitação da pessoa pelo parceiro que não é capaz de vê-la 

Anemofilia: excitação sexual com vento ou sopro nos genitais ou em outra zona erógena.

Apotemnofilia: desejo de se ver amputado.

Asfixiofilia: prazer pela redução de oxigênio.

ATM: prática em que o parceiro ativo, após o coito anal, leva seu pênis à boca da pessoa penetrada.

BBW: atração por mulheres obesas

Bukkake: modalidade de sexo grupal praticado com uma pessoa que "recebe" no rosto a ejaculação de diversos homens.

Clismafilia: fetiche por observar ou sofrer a introdução de enemas.

Coprofilia: fetiche pela manipulação de fezes, suas ou do parceiro.

Coreofilia: excitação sexual pela dança.

Crematistofilia: excitação sexual ao dar dinheiro, ser roubado, chantageado ou extorquido pelo parceiro.

Cronofilia: excitação erótica causada pela diferença entre a idade sexo-erótica e a idade cronológica da pessoa, porém em concordância com a do parceiro.

Dendrofilia: atração por plantas.

Emetofilia: excitação obtida com o ato de vomitar ou com o vômito de outro.

Espectrofilia: prática medieval que consiste na excitação por fantasias com fantasmas, espíritos ou deuses.

Fisting: prazer com a a inserção da mão ou antebraço na vagina ou no ânus.

Flatofilia: prazer erótico em escutar, cheirar e apreciar gases intestinais próprios e alheios.

Frotteurismo: prazer em friccionar os órgãos genitais no corpo de uma pessoa vestida.

Gerontofilia: atração sexual de não-idosos por idosos.

Lactofilia: fetiche por observar ou sugar leite saindo dos seios

Menofilia: atração ou excitação por mulheres menstruadas.

Nesofilia: atração pela cópula em ilhas, geralmente desertas.

Pirofilia: prazer sexual com fogo, vendo-o, queimando-se ou queimando objetos com ele.

Pregnofilia: fetiche por mulheres grávidas e/ou pela observação de partos.

Timofilia: excitação pelo contato com joias e metais preciosos.

Trampling: fetiche onde o indivíduo sente prazer ao ser pisado pelo parceiro.

Vorarefilia: atração por um ser vivo engolindo ou devorando outro.

Anton Szandor Lavey, trecho de a Bruxa Satânica.